Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Todo mundo joga - A diversidade nos jogos para todos os jogadores saiba mais

lugar de jogo - divulga

Bate-papo sobre a importância da representatividade e lugar de fala nos games para contemplar diferentes jogadores e experiências.

PugCorn desenvolveu na FUBAJam da UFBA o jogo Florescer, um game independente lançado em conjunto com a Casa de Acolhida a Mulheres Transsexuais e Travestis Florescer no primeiro semestre de 2018 e  que traz assuntos antes pouco explorados por esse meio. Na pele Bia, uma adolescente trans do ensino médio que se muda para uma nova cidade, o jogador deverá tomar decisões em meio aos problemas e preconceitos enfrentados pela protagonista.

Game e Arte é uma empresa que desenvolve produtos e ações socioeducativas no segmento de jogos digitais, formada por Tainá Felix e Jaderson Souza. Juntos eles desenvolveram o jogo "A Nova Califórnia: jogando Lima Barreto", que aborda questões raciais.
Tainá Felix é Pós Graduada em Gestão Cultural pelo Senac-SP. Bacharel em Teatro pelo curso de Comunicação das Artes do Corpo, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2011). É atriz formada pelo Teatro Escola Macunaíma (2007). Atuou como professora de iniciação teatral na Instituição de ensino Colégio Beka e como atriz-mediadora da Oficina Livre de Teatro para adolescentes, na ONG Casa Clamor Cavanis, sob o convênio da Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo.

Huni Kuin é um jogo eletrônico foi desenvolvido a fim de abordar a cultura do povo indígena Kaxinawá (ou Huni Kuin, como os próprios costumam se denominar), a fim de possibilitar uma experiência de intercâmbio de conhecimentos e memórias indígenas por meio de uma nova linguagem: os videogames. Sua proposta é propiciar uma imersão no universo Huni Kuin, em que os jogadores possam entrar em contato com saberes indígenas - como os cantos, grafismos, histórias, mitos e rituais deste povo - possibilitando uma circulação destes conhecimentos por uma rede mais ampla. Neste sentido, a produção do jogo foi concebida como uma criação coletiva da equipe de pesquisadores, da equipe técnica e dos narradores, desenhistas e cantadores indígenas, que buscaram um esforço permanente de tradução entre culturas, mídias e formatos.

Vanessa Pereira é mestre em Artes (UNESP), pós-graduada em Estéticas Tecnológicas (PUC), designer multimídia (SENAC) e técnica em Design Gráfico (ETEC Carlos de Campos). Integra a equipe do Sesc Belenzinho como Educadora de Tecnologias e Artes e atua em diferentes espaços culturais da cidade junto ao coletivo de cultura digital LINCE.

Local: Espaço de Tecnologias e Artes

[Foto: Divulgação]

Tecnologias e Artes

Lugar de Jogo: Games e Representatividades com PugCorn, Game e Arte e Huni Kuin (mediação Vanessa Pereira) 14

Essa atividade aconteceu em 25/01/2019 no Sesc Belenzinho.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo