Sesc SP

Cristina Maranhao Cas do Valongo 09 11 18 (41)

Livremente inspirada na peça “O Julgamento de Luculus”, de Bertold Brecht. Perante o Supremo Tribunal do Reino das Sombras apresenta-se Luculus Brasilis, o general civilizador, que precisa prestar contas da sua existência na terra para saber se é digno de adentrar no Reino dos Bem-Aventurados. Sob a presidência do juiz dos Mortos, cinco jurados participam do julgamento: um professor, uma peixeira, um coveiro, uma ama de leite e um não-nascido. Estão sentados em cadeiras altas, sem mãos para segurar nem bocas para comer, e os olhos há muito apagados. Incorruptíveis. “Projeto contemplado na sétima edição do Prêmio Zé Renato de apoio à produção e ao desenvolvimento da atividade teatral para a cidade de São Paulo.”

Ficha Técnica:
Direção: Eugênio Lima
Dramaturgia: Dione Carlos
Elenco: Eugênio Lima, Walter Balthazar, Luz Ribeiro, Jhonas Araújo, Palomaris Mathias, Tatiana Rodrigues Ribeiro, Fernando Lufer, Luiz Felipe Lucas, Luan Charles e Marcial Macome.
Co-Produção: Associação Cultural Núcleo Corpo Rastreado e Umbabarauma Produções Artísticas
Produção Executiva: Iramaia Gongora e Gabi Gonçalves
Preparação Corporal e Coreografia: Luaa Gabanini e Iramaia Gongora
Danças Urbanas Africanas: Mister Prav
Preparação Vocal e Spoken Word: Roberta Estrela D'Alva
Figurino : Claudia Schapira
Direção Musical: Eugênio Lima e Neo Muyanga
Música:  Luan Charles, Eugênio Lima e Neo Muyanga
Vídeo Intervenção: Bianca Turner
Fotografia Ancestral: Cristina Maranhão
Vídeo documentário: Ana Júlia Travia
Operador de som: João de Souza Neto
Colaboração artística: Gilberto Costa

“Projeto contemplado na sétima edição do Prêmio Zé Renato de apoio à produção e desenvolvimento da atividade teatral para a cidade de São Paulo”

Duração: 90 minutos. 

Local: Teatro

RECADO IMPORTANTE:

Comprou ingresso online? Lembre-se de que é necessário solicitar a emissão do tíquete em uma das bilheterias da rede Sesc para garantir a sua entrada. Para isso, basta ir até uma de nossas Unidades e apresentar um documento com foto. Se preferir fazer isso no dia da atividade, chegue ao Sesc Pompeia com pelo menos 1 hora de antecedência, assim você tem tempo para trocar o seu ingresso na bilheteria, experimentar o nosso cardápio do Bar Café e ainda aproveitar melhor o Sesc Pompeia. E não se esqueça: em dias de grandes eventos no Allianz Parque, programe-se para chegar mais cedo e curtir sua atividade.

(Foto: Divulgação)
 

Teatro

Black Brecht: E se Brecht Fosse Negro? Dir. Eugênio Lima 18

Essa atividade aconteceu em 05/05/2019 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo