Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Tecnologias e Artes em Rede - Tecnologias Livres - Ação em rede, ao longo do mês de junho, com atividades ligadas à liberdade de uso e apropriação em tecnologias e artes. saiba mais

Driblando os Chupadados

Sabe aquele comentário que você fez sobre cortar o cabelo e a quantidade de publicidade que você recebeu logo depois sobre o tema? Percebeu como o Instagram descobriu exatamente o seu gosto por sapatos e comidas? E o Facebook, que não para de indicar sua terapeuta nas sugestões de amizade? Ou aquela notícia falsa que chega aos grupos do zap e que quase te enganou? O que essas coisas têm em comum?

Para se tornar mais atraentes e captar nossa atenção, cada vez mais as tecnologias que utilizamos na internet (e fora dela) extraem nossas informações pessoais e transformam esses dados numa mina de ouro. Eles são a base para saber como mostrar a publicidade que mais nos chama a atenção ou para determinar outras maneiras de nos exibir conteúdos de forma a moldar, gradualmente, padrões, gostos e condutas, muitas vezes indo contra o que acreditamos e até mesmo nos colocando em risco. Mais do que nunca, é necessário entender como essas tecnologias funcionam e a serviço de quem elas trabalham.

Por isso, nessa sessão, as integrantes da Coding Rights vão falar sobre como funciona a internet e como podemos tomar o poder das tecnologias a nosso favor para moldar nossa privacidade e segurança online, resgatando nossa autonomia. A Coding Rights é uma organização dirigida por mulheres que trabalha desde 2015 para expor e corrigir os desequilíbrios de poder embutidos na tecnologia e sua aplicação, particularmente aqueles que reforçam as desigualdades de gênero. Realizam pesquisas multidisciplinares para hackear políticas públicas a fim de reforçar os valores dos direitos humanos nos usos das tecnologias.

    
Joana Varon é pesquisadora, fundadora e diretora da Coding Rights e afiliada do Berkman Klein Center for Internet and Society da Universidade de Harvard, e ex fellow de mídia da Mozilla Foundation, tem realizado projetos criativos que operam na intersecção entre direito, arte e tecnologia, como transfeministech.org, chupadados.com, #SaferManas, SaferNudes, protestos.org, freenetfilm.org.
    
Narrira Lemos faz doutorado em História das Ciências e Técnicas & Epistemologias na UFRJ, é pesquisadora e consultora de segurança da informação, sysadmin na coletiva Clandestina, e faz parte da rede Ciberseguras. É também Gerente Geral de Projetos da Coding Rights.
    
Carol Monteiro é jornalista graduada pela Escola de Comunicações e Artes - ECA / USP e mestranda em Mídia, Cultura e Produção de Sentido pela UFF. Começou sua carreira na televisão, mas desde 2005 atua na área de Comunicação Institucional Digital. Trabalhou por vários anos em importantes empresas de comunicação (2005 a 2010) e depois (2010 a 2014) como estrategista de comunicação na esfera pública (governo federal brasileiro). Desde 2015, sua principal atividade se concentra na colaboração para organizações com ênfase na Comunicação Institucional especializada em Tecnologia e Direitos Humanos.

Grátis. Vagas limitadas.

Retirada de senha com 30 minutos de antecedência nas Oficinas de Criatividade.

Classificação indicativa: 16 anos

(Foto: Divulgação)

Tecnologias e Artes

Driblando o chupadados: seguranca e privacidade na rede Com Joana Varon e Narrira Lemos - Mediação: Carol Monteiro 16

Essa atividade aconteceu em 29/06/2019 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo