Sesc SP

11.2019%20-%20Literatura%20-%20La%20na%20Laje%20-%2.jpg

O clube do livro Lá na Laje: Resistência, substantivo feminino, em 2019, discute a resistência na literatura, propondo um intercâmbio entre escritoras negras. Vindas de diferentes partes do mundo, elas conversam com escritoras brasileiras sobre resistência, a partir de temas entrelaçados, tais como: exploração turística, escravidão, ditaduras, violência, voz, corpos, religião, entre outros. Os encontros têm como base o ineditismo de pessoas que não se encontrariam se não fosse no Lá na Laje, no Sesc Pompeia.

Violências cotidianas

As autoras Futhi Ntshingila (da África do Sul) e Cláudia Canto (do Brasil) falam como as violências - grandes e pequenas - do cotidiano tornam-se matéria-prima para seus processos criativos e seus escritos. Autoras premiadas, elas contam como usam da crueza do dia a dia para compor seus personagens e histórias.

Futhi Ntishingila
Futhi Ntshingila é uma autora sul africana, jornalista, escreveu para o jornal The Sunday Times, de Joanesburgo. Mestre em mediação de conflitos, deixou o jornalismo para trabalhar no escritório da presidência em Pretória. Em seus livros, procura preservar a memória das mulheres sul-africanas. Lançada no Brasil, a obra "Sem Gentileza" traz memórias do apartheid, quando, nos guetos da África do Sul, mãe e filha precisam sobreviver em um ambiente marcado pela pobreza e pelo medo da aids. O romance traz uma história de superação de cruéis adversidades, mas também conta a trajetória de libertação pessoal de uma mulher orgulhosa e de uma menina que se torna adulta cedo demais. Diante de uma sociedade machista que tenta anular suas existências, Zola e Myelo lutam para que suas vozes sejam ouvidas.

Cláudia Canto
Claudia Canto é palestrante, escritora e jornalista literária, com sete livros publicados, entre eles, a auto-ficção "Morte às Vassouras", sobre o tempo que passou como emprega doméstica escravizada em Portugal, uma obra que denuncia a precariedade do trabalho para brasileiros do outro lado do Atlântico. Já apresentou os trabalhos em Oxford, Glasgow e Portugal. Atualmente, escreve a biografia de Visconde de Jequitinhonha, o negro que fundou a OAB.

Mediação

Jéssica Balbino
 

Jéssica Balbino é jornalista e produtora cultural. Pesquisadora, mestre em comunicação pela Unicamp e diretora do documentário "Pelas Margens: vozes femininas na literatura periférica". Curadora de eventos literários no Brasil, é editora do blog Margens e autora dos livros "Traficando Conhecimento" e "Hip-Hop: A Cultura Marginal".

Local: Área de Convivência 

Gratuito

Literatura

Lá na Laje - Violências cotidianas Com Futhi Ntshingila (África do Sul) e Cláudia Canto (Brasil). Mediação: Jéssica Balbino L

Essa atividade aconteceu em 27/11/2019 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo