Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Meta-Arquivo: 1964–1985 - Espaço de escuta e leitura de histórias da ditadura saiba mais

09.2019 - Cinema e Video - O document

O documentário como arquivo da ditadura brasileira aborda a história política contemporânea por meio da linguagem audiovisual e cinematográfica e vice-versa. Partindo de filmes sobre vítimas do regime militar (1964 - 1985), especialmente obras memorialistas de teor (auto)biográfico produzidas a partir dos anos 2000 - como Diário de Uma Busca (Flavia Castro, 2010), Os Dias com Ele (Maria Clara Escobar, 2012) e Mariguella (Isa Ferraz, 2012), o curso propõe o arquivo como conceito transdisciplinar e como método.

Liniane Haag Brum é escritora, docente e pesquisadora. Autora dos livros Antes do Passado: o silêncio que vem do Araguaia (Arquipélago, 2012) e O Caranguejo (Patuá, 2017). Doutoranda em Teoria e História Literária (UNICAMP) e Mestre em Literatura e Crítica Literária (PUC/SP). Graduada em Comunicação Social (PUC/RS), há mais de 20 anos investiga a ditadura civil-militar, primeiramente pelo viés empírico e, desde 2012, também no âmbito acadêmico, através dos estudos literários em intersecção com o cinema documentário. 

Local: Espaço de Tecnologias e Artes

[Foto: Divulgação]

Cinema e vídeo

O Documentário como Arquivo da Ditadura com Liniane Haag Brum 16

Sesc Belenzinho ver no mapa compartilhar

11/09 a 02/10

QUA
19H ÀS 22H
  • Grátis