Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Bienal Sesc de Dança 2019 - Um panorama diversificado da produção artística em dança contemporânea. saiba mais

a-vida-enorme

Emmanuelle Huynh e Nuno Bizarro | Plateforme Múa
França

Em A Vida Enorme, espetáculo concebido pela francesa Emmanuelle Huynh e performado por ela e pelo bailarino português Nuno Bizarro, a trilha sonora e as imagens são apresentadas ao público separadamente.
No primeiro momento, a relação entre um homem e uma mulher é construída por meio de um diálogo gravado que utiliza trechos de livros do poeta concretista português Herberto Helder. Flashs da canção Heroes, de David Bowie, também aparecem de tempos em tempos. Depois, em silêncio, os corpos dos dois performers tomam a cena e inscrevem trajetórias autônomas que por vezes entram em contato.
Utilizando ferramentas cinematográficas, ainda que não haja nenhuma imagem projetada, a coreografia cria uma história fragmentada na qual a linguagem e o corpo celebram a matéria do mundo e sua opacidade.

FICHA TÉCNICA
Concepção: Emmanuelle Huynh

Dança: Emmanuelle Huynh e Nuno Bizarro
Texto: Herberto Helder (A Colher na Boca e Do Mundo)
Som: Sandy Notarianni
Vozes: Emmanuelle Huynh e Nuno Bizzaro
Suporte de texto: Jean-Paul Quéinnec
Produção: Compagnie Múa

Local: CIS Guanabara - Gare. Rua Mário Siqueira, 829 | Botafogo

(Foto: Marc Domage)

Dança

A Vida Enorme 14

Essa atividade aconteceu em 15/09/2019 no Sesc Campinas.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo