Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Tecnologias e Artes em Rede: Tecnologias Negras - Cursos, oficinas e bate-papos que valorizam o protagonismo da pessoa negra e sua relação com as artes visuais e as tecnologias saiba mais

10.2019 - Tecnologias e Artes - Mulhere

Neste bate-papo, Stheffany Fernanda, Mayara Efe e Viviane Ferreira, três mulheres, artistas e cineastas, discutem a presença da mulher negra na produção audiovisual, levando em consideração todo o processo criativo da realização cinematográfica. Serão exibidos os curtas "Filhas da Síria" (2016) de Stheffany Fernanda, "Beat é Protesto" (2019) de Mayara Efe, e "O Dia de Jerusa" (2014) de Viviane Ferreira.

Local: Espaço de Tecnologias e Artes 

Mayara Efe é youtuber, modelo, diretora e criadora da Hysteria, uma plataforma de conteúdo  produzido por mulheres para amplificar o trabalho e o empoderamento da mulher. Dirigiu Beat é Protesto, filme que participou da 4ª Mostra EGBÉ - Mostra de Cinema Negro de Sergipe.

Beat é Protesto - o funk pela ótica feminina
Sinopse: Documentário de curta metragem que retrata a cena underground das mulheres no funk de protesto da última década de São Paulo. Os depoimentos vem de mulheres transgênero, cisgênero que transitam em diferentes funções dentro desse universo como cantoras, DJs, beatmakers, produtoras, empresárias, MCs, dançarinas e também de drag queens. O projeto para investigar e dar voz à essas mulheres que estão fora da mídia atualmente e explorando temas como políticas públicas, mercado e o corpo feminino nesses espaços.


Stheffany Fernanda é diretora, DJ por acaso, atualmente estuda a América Latina. Iniciou sua trajetória no cinema com o curso de Animação e Computação Gráfica na SAGA. Formou-se em Produção Áudio e Vídeo pela Etec Jornalista Roberto Marinho e atualmente estuda Cinema e Audiovisual na Universidade de Integração Latino Americana.

Filhas da Síria
Sinopse: Documentário de curta-metragem que narra à história de três mulheres sírias depois da guerra e sua adaptação em um país novo com uma cultura diferente.

Viviane Ferreira é cineasta, advogada com atuação voltada para direitos autorais, cultural e direito público. Diretora dos documentários "Dê sua ideia, debata", "Festa da Mãe Negra" e "Marcha Noturna"; dos videoclipes "Amor ao Rap", de Amanda Negra sim; "Carroceiro", de Marquinho Dikuã; "D'Origem Africana", do grupo D'Origem; e "Amigo também pode", de Ualdo Nascimento. Na ficção inicia com o curta experimental "Mumbi 7 Cenas pós Burkina" estrelado por Maria Gal. Com um olhar cinematográfico referenciado no cinema de Glauber Rocha, Zózimo Bulbul e Joelzito Araújo confirma o amadurecimento do seu olhar com o curta-metragem "O dia de Jerusa" estrelado por Léa Garcia e experiente elenco composto por: João Acaiabe, Edson Montenegro, Dirce Thomaz, Majó Sésan e Débora Marçal.

O Dia de Jerusa
Sinopse: O curta-metragem conta a história de Jerusa, moradora de um sobrado envelhecido pelo tempo, no dia de seu aniversário recebe Silvia, uma pesquisadora de opinião que circula pelo bairro convencendo pessoas à responderem questionários para uma pesquisa de sabão em pó. No momento em que conhece Silvia, Jerusa a proporciona uma tarde inusitada repleta de memórias, convidando-a à compartilhar momentos de felicidade com uma "desconhecida".

Como ação preventiva, ao visitar o Sesc Itaquera, recomendamos que esteja vacinado contra a Febre Amarela há mais de 10 dias.
 

Tecnologias e Artes

Mulheres Negras na Produção Audiovisual Com Mayara Efe, Stheffany Fernanda e Viviane Ferreira 14

Essa atividade aconteceu em 06/10/2019 no Sesc Itaquera.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo