Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Tecnologias e Artes em Rede: Tecnologias Negras - Cursos, oficinas e bate-papos que valorizam o protagonismo da pessoa negra e sua relação com as artes visuais e as tecnologias saiba mais

figurinos

Nesta oficina-performance o intuito é promover um circuito de experiências multidisciplinares em torno do reaproveitamento de resíduos e da ressignificação criativa de materiais através de customização upcycle (processo de transformação de subprodutos, resíduos, produtos inúteis ou indesejados em novos materiais de melhor qualidade ou com maior valor ambiental), dinâmicas de corte e colagem, produção de acessórios e indumentárias.

Os resultados obtidos desses processos gerarão uma performance dos participantes na apresentação musical a ser realizada pelo artista Edgar Pereira.

Renan Soares. Artista multimídia sua produção passeia por diversos campos como ilustração, audiovisual, performance, cenografia, instalação e intervenções poéticas, utilizando o desenho como ferramenta base do desenvolvimento de todas essas ações. Participou da 33 Bienal de São Paulo em 2018 com o grupo Pineal e assumiu a direção de arte e curadoria em produções audiovisuais de artistas como Hermeto Pascoal e Gabriel o Pensador no mesmo ano. O encontro e a relação entre os suportes e espaços são o ponto central das suas propostas que geralmente evocam a recriação mitológica e as máscaras. Participou de exposições individuais e coletivas e desenvolve diversas colaborações em projetos gráficos com música e teatro.

Edgar Pereira. Artista multifacetado que traduz a nova era que transpõe padrões. Seu disco "Ultrassom" lançado oficialmente em 2018 pela DeckDisc, produzido por Pupillo, alcançou uma ótima repercussão de público e crítica de lançamento. Com a música "Exú nas Escolas", Edgar tem uma marcante participação no mais recente disco de Elza Soares, e também no mais novo e temperado álbum do BaianaSystem, na faixa "Sonar" ao lado de Curumim. No mesmo ano do lançamento de seu disco, foi indicado a artista revelação pelas premiações: Prêmio Multishow e APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte. Ganhou o prêmio de Melhor disco de RAP pelo Troféu Cata-Vento 2018 pela Rádio Cultural Brasil e foi o único artista brasileiro a se apresentar no Festival MaMA 2018 em Paris (França). Indicado na lista dos melhores discos do ano pela Rolling Stones Brasil, Estado de São Paulo, APCA, Revista Bravo e Revista Noise; e indicado na lista dos melhores shows do ano pela Folha de São Paulo, Diário Online e pelo site Popload. Além das premiações, ainda em 2018, se apresentou em alguns dos principais palcos de festivais nacionais, onde sua irreverência teve destaque na desconstrução sobre o cenário do rap nacional, acrescentando suas diversas influências, no eletrônico, no rock e no repente. Fatos emergentes, rimas e poesias compõem as letras do disco, um despertador a cada vez que é ouvido. A apresentação de Ultrassom vai além da representação das músicas; Performática e de expressões contemporâneas, é construída por figurinos produzidos pelas mãos e mentes do próprio artista, a partir de materiais reciclados, proporcionando ao público uma experiência única.

Priscila Mastro. Priscila Mastro utiliza em sua produção diversos materiais usados como tecidos, lonas, lenços, bijuterias, objetos encontrados nas ruas e peças de seu próprio guarda-roupas. O acúmulo de materiais usados na confecção das indumentárias, denominadas pela artista como "Figuras" provocam uma reflexão com o vazio que apresentam ao ser expostas e com uma questão inerente na sociedade contemporânea, que na maioria das vezes valoriza somente o que cobre o corpo.

Local: Espaço de Tecnologias e Artes

Tecnologias e Artes

Figuras de Linguagem: figurino performático Com Priscila Mastro, Edgar Pereira e Renan Soares 12

Essa atividade aconteceu de 03/10/2019 a 31/10/2019
no Sesc Guarulhos.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo