Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Sesc Jazz 2019 - A segunda edição do Sesc Jazz reúne artistas de quatro continentes para mostrar as vertentes da produção contemporânea saiba mais

Gary

O saxofonista Gary Bartz tem um pé no jazz e outro nas estrelas. Em seu segundo álbum de estúdio, "Another Earth" (1969), o músico norte-americano já declarava o seu interesse pelos fenômenos celestes – e pela atividade extraterrestre – em faixas como "UFO" e "Lost in the Stars", peças de uma sonoridade espacial, solene, como trilhas sonoras para uma aventura além da atmosfera do nosso planeta. Bartz afirma ter tido duas experiências de observação de objetos voadores não identificados.

Esses temas são explorados com a habilidade de uma carreira de mais de 60 anos dedicada ao saxofone. Formado no tradicional Conservatório de Música de Juilliard, em Nova York, e membro da Jazz Workshop do consagrado compositor Charles Mingus, entre 1962 e 1964, Bartz tocou ao lado de grandes nomes do jazz como a cantora Abbey Lincoln e o baterista Max Roach. Em 1970, foi contratado por Miles Davis.

Com uma discografia que se espalha por seis décadas, Bartz coleciona peças-chave na história do jazz, entre elas os álbuns que ele gravou com a banda Ntu Troop, como o disco duplo "Harlem Bush Music" (1970-1971), em que o saxofonista voltou a registrar seu interesse por assuntos cósmicos, em faixas como "Celestial Blues" e "The Planets".

Gary Bartz (saxofone alto e barítono)
James King (contrabaixo)
Francisco Mella (bateria)
Berney McCall (piano)

Teatro Municipal.
 


Foto: Alan Nahigian

Música

Gary Bartz (Estados Unidos) 12

Essa atividade aconteceu em 16/10/2019 no Sesc Ribeirão Preto.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo