Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Sesc Jazz 2019 - A segunda edição do Sesc Jazz reúne artistas de quatro continentes para mostrar as vertentes da produção contemporânea saiba mais

edu edu

Edu Ribeiro Quinteto (Brasil - SC)

Edu Ribeiro é autodidata e aprendeu a tocar bateria aos oito anos. Cursou música popular na Unicamp e fundou nesse período o Trio Água, ao lado do violonista Chico Saraiva e do baixista José Nigro. Já acompanhou diversos artistas brasileiros, como Dominguinhos, João Bosco e Zélia Duncan, e estrangeiros, como Brad Mehldau e Stacey Kent.

Em 2002, formou com o pianista Fabio Torres e o baixista Paulo Paulelli o Trio Corrente, que toca clássicos do choro e da MPB, além de composições próprias. Com o grupo, Edu foi premiado duas vezes com o Grammy pelo álbum "Song for Maura" (2012), gravado com o saxofonista cubano Paquito D'Rivera. O trabalho é uma homenagem à mãe de Paquito.

No Sesc Jazz, o baterista mostra as músicas de seu segundo álbum solo, "Na Calada do Dia", lançado em 2017, como "Maracatim", um maracatu cantável, nas palavras dele, cuja composição teve início como um canto e só depois foi combinada com os instrumentos.

Edu Ribeiro (bateria)
Daniel D'Alcantara (trompete)
Guilherme Ribeiro (acordeão)
Bruno Migotto (contrabaixo)
Fernando Correa (guitarra)

(Foto: Paulo Rapoport)

Gard Nilssen's Acoustic Unity (Noruega)

Acoustic Unity é o projeto mais recente do baterista e compositor norueguês Gard Nilssen, que tem 36 anos e já gravou 18 álbuns. Nilssen se apresentou ao lado de diversos artistas e bandas, tais como os trios noruegueses Bushman's Revenge (jazz com rock progressivo) e Puma (jazz experimental). Com o Acoustic Unity, criado em 2014, ele já gravou "Firehouse" (2015), "Live in Europe" (2017) e "To Whom Who Buys a Record" (2019).

Este último trabalho, caracterizado por jazz experimental com traços de rock progressivo, será a base do repertório no Sesc Jazz. O disco, segundo o baterista, foi gravado ao vivo em um quarto em Oslo, capital da Noruega, sem amplificação alguma. "Tenho muito orgulho do resultado", diz ele.

Nilssen, que já fez quatro shows no Brasil em 2018, promete que o retorno será "com muita energia". Um dos músicos que o acompanham é o norueguês André Roligheten, que não se contenta com um instrumento só. Ele tem o hábito de tocar dois saxofones ao mesmo tempo, ou clarinete e sax simultaneamente.

Gard Nilssen (bateria)
Petter Eldh (baixo)
Andrè Roligheten (saxofone)

(Foto: Peter Gannushkin)

RECADO IMPORTANTE:
Comprou ingresso online? Lembre-se de que é necessário solicitar a emissão do tíquete em uma das bilheterias da rede Sesc para garantir a sua entrada. Para isso, basta ir até uma de nossas Unidades e apresentar um documento com foto. Se preferir fazer isso no dia da atividade, chegue ao Sesc Pompeia com pelo menos 1 hora de antecedência, assim você tem tempo para trocar o seu ingresso na bilheteria, experimentar o nosso cardápio do Bar Café e ainda aproveitar melhor o Sesc Pompeia.

Local: Teatro

Música

Edu Ribeiro Quinteto (Brasil – SC) + Gard Nilssen's Acoustic Unity (Noruega) 12

Essa atividade aconteceu em 16/10/2019 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo