Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Sesc Jazz 2019 - A segunda edição do Sesc Jazz reúne artistas de quatro continentes para mostrar as vertentes da produção contemporânea saiba mais

Jonathan%20Ferr%20%20(Brasil%20%E2%80%93%20RJ)%20%2.jpg

Jonathan Ferr
Brasil – RJ

Alinhado ao jazz moderno, o pianista carioca Jonathan Ferr explora as fronteiras do gênero com o broken beat e outros estilos eletrônicos, e faz a ligação da música com política e espiritualidade, seguindo a trilha de músicos norte-americanos como Alice Coltrane, John Coltrane e Sun Ra.
Ferr é um representante brasileiro do afrofuturismo, movimento que mescla tradições africanas com ficção científica e fantasia para rever o passado negro e criar novas narrativas. Sun Ra foi pioneiro dessa vertente, atualmente explorada por artistas contemporâneos, como os também norte-americanos Flying Lotus e Thundercat.
O músico carioca chama de urban jazz o resultado dessas experimentações, que podem incluir, por exemplo, o vocoder, instrumento que faz com que os timbres da voz soem robóticos. O uso desse recurso pode ser conferido na faixa "Luv is the Way", parceria com Donatinho, que aparece no seu primeiro álbum de estúdio, "Trilogia do Amor", lançado em 2019.

Jonathan Ferr (voz, piano)
Facundo Estefanell (baixo)
Caio Oica (bateria)
Alex Sá (saxofone)

 

Lonnie Holley
Estados Unidos

Lonnie Holley nasceu no Alabama, Estados Unidos, em 1950, e teve uma infância problemática. Trabalhou desde muito cedo, inclusive catando lixo num cinema. Mas soube canalizar essas experiências difíceis em uma intensa veia criativa, tornando-se um multiartista conceituado.
Na música, Holley é cantor e tecladista. Mas também é escultor, desenhista, fotógrafo e por aí vai. O resultado dessa conjunção de habilidades pode ser visto em álbuns como "Just Before Music" (2012), em que declama sua poesia de cunho político, espiritual e humanístico sobre bases instrumentais inusitadas e experimentais. Em "The End of Film Era", por exemplo, seus vocais se desenrolam por cima do barulho contínuo de um rolo de filme rodando em um projetor. Esse tipo de excentricidade é a principal marca do seu trabalho e também aparece durante os shows.
As performances de Holley se baseiam no improviso. Suas declamações poéticas se transformam e se adaptam a cada concerto. O álbum mais recente, "MITH" (2018), foi aclamado pela crítica, com resenhas elogiosas tanto em veículos mainstream, como a revista New Yorker, quanto em sites alternativos, como o Pitchfork.

Lonnie Holley (teclado e voz)
Dave Nelson (trombone, sintetizador e estação de loopings)
Marlon Patton (bateria e sintetizador de baixo)

 


Teatro | 270 lugares.

[Foto: Divulgação]

:: Ingresso válido para os dois shows que acontecem nesta data. Limitado a 4 ingressos por pessoa.

RECADO IMPORTANTE:
Comprou ingresso online? Lembre-se de que é necessário realizar a impressão do seu ingresso em uma das bilheterias do Sesc no Estado de São Paulo para garantir a sua entrada. Para isso, basta ir até uma de nossas Unidades e apresentar um documento com foto.

Música

Jonathan Ferr (Brasil – RJ) + Lonnie Holley (Estados Unidos) 12

Essa atividade aconteceu em 25/10/2019 no Sesc Sorocaba.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo