Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Sesc Jazz 2019 - A segunda edição do Sesc Jazz reúne artistas de quatro continentes para mostrar as vertentes da produção contemporânea saiba mais

Sesc Jazz dia 3

Avishai Cohen Big Vicious 
Israel

Avishai Cohen tinha oito anos quando começou a estudar trompete. Aos dez, já tocava numa big band e saía em turnê com a Orquestra Filarmônica Jovem de Israel, sob a batuta de maestros como Zubin Mehta. Mais tarde, foi estudar no Berklee College of Music, em Boston, e em Nova York mergulhou na cena jazzística dos clubes da cidade. Começava uma trajetória que já resultou em nove álbuns, sem falar em parcerias ecléticas, como com seu compatriota Omer Avital (baixista) e a banda de rock norte-americana Red Hot Chili Peppers.
Ao primeiro álbum, de 2003, Cohen deu o nome "The Trumpet Player" [O Trompetista]. Os dois últimos trabalhos saíram pelo selo ECM: "Into the Silence" (2016), álbum do ano pela TSF Jazz e Academie Du Jazz, e "Cross my Palm with Silver" (2017). Houve turnês mundiais de lançamento e críticas elogiosas nos grandes jornais, algumas estabelecendo paralelo com Miles Davis.
A formação para o Sesc Jazz é o Big Vicious, quarteto que compõe um jazz elétrico baseado em riffs de rock e nas melodias de trompete de Cohen.


Avishai Cohen (trompete)
Aviv Cohen (bateria)
Uzi Ramirez (guitarra)
Yonatan Albalak (baixo) 

 

Orlando Julius & The Heliocentrics
Nigéria

O cantor e saxofonista nigeriano Orlando Julius Ekemode iniciou sua relação com a música tocando bateria e estudando flauta na escola. Aos 14 anos, saiu de casa para tentar a vida numa cidade maior da Nigéria, Ibadan. Em lojas de discos importados, ouvia clássicos como Charlie Parker e John Coltrane, que influenciaram sua formação como saxofonista.
Ao misturar o jazz norte-americano com ritmos tradicionais africanos, ele deu forma a um novo estilo que mais tarde seria reconhecido como a base do afropop e se tornou referência no seu país e no mundo. Seu primeiro álbum de estúdio, "Super Afro Soul", foi lançado em 1966, e faixas como "Ijo Soul" e "Alo Mi Alo" seguem até hoje no repertório de seus shows.
Em 2014, Julius lançou "Jaiyede Afro", álbum em parceria com o coletivo musical inglês The Heliocentrics, que faz uma releitura de composições antigas com toques progressivos e psicodélicos. O coletivo, que se apresenta com Julius no Sesc Jazz, se define como "psychedelicallybrokenjazzsoulfunk", algo como um misto de jazz, soul e funk psicodelicamente quebrados. Já tocou com músicos renomados como o etíope Mulatu Astatke e o norte-americano DJ Shadow.


Orlando Julius Ekemode (vocal, saxofone, teclado)
Latoya Ekemode (percussão)
Jake Benjamin Ferguson (baixo)
Ekow Alabi Savage (bateria)
Jack Yglesias (congas)
Adrian Maurice Owusu (guitarra)
Julien Guillauem André Matrot (trompete)
Jason Christopher Yarde (saxofone barítono)

 

Ingresso válido para os dois shows que acontecem nesta data. Venda limitada a 4 ingressos por pessoa.

Música

Avishai Cohen Big Vicious (Israel) + Orlando Julius & The Heliocentrics (Nigéria) 12

Essa atividade aconteceu em 19/10/2019 no Sesc Araraquara.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo