Sesc SP

IMG 2506

Medeia é vista como a fundação de uma exclusão fundamental: a invisibilização da voz feminina. Sob o nome de "bárbaro", se justifica o exílio e a divisão do mundo entre civilização e barbárie. 

O espetáculo revela para o público outras possíveis leituras do mito grego. É uma montagem que não desenvolve propriamente uma história ou um drama, no sentido aristotélico do termo. A história imposta pelo patriarcado é uma metáfora das mortes que as mulheres negras são obrigadas a carregar. Ela serve, aqui, como um mito de referência. Nos tempos passado, presente e futuro, a personagem desconstrói o mito para convocar as mulheres à retomada do poder. A ancestralidade e a evocação aos cânticos negros de libertação disparam um embate entre público e personagem sobre as reflexões levantadas. 

Concepção e Atuação: Márcia Limma
Direção: Tânia Farias
Assistente de Direção: Gordo Neto
Dramaturgia: Márcio Marciano e Daniel Arcades
Direção Musical e Piano: Roberto Brito
Cenografia e Adereços: Márcia Limma
Coordenação de Produção: Vitor Barreto
Produção Executiva: Márcia Limma e Ramona Gayão
Produção Artística: Bruno Guimarães
Figurino e Visagismo: Rino Carvalho
Assistente de Figurino: Angélica Paixão
Luz: Nando Zâmbia
Assistente em Iluminação e Operação de Luz: Milena Pitombo
Operação de Som: Ivo Conceição
Preparação Vocal: Marcelo Jardim
Desenho de Canto e ação vocal: Márcia Limma
Assessoria de Comunicação: Mônica Santana
Artista Gráfico: Caio Sá Telles e Caracol

Fotografia: Adeloyá Magnoni, João Junior, Alex Santos, Caio Lírio e Diney Araújo

Duração: 50 min

Foto: Divulgação

Teatro

Medeia Negra Com Grupo Vilavox 14

Essa atividade aconteceu em 15/12/2019 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo