Sesc SP

fluxorama
O espetáculo é dividido em quatro solos com histórias distintas, que juntas compõem o Fluxorama. No primeiro fluxo, AMANDA, o público está diante de uma mulher com uma doença degenerativa misteriosa, que ao acordar se percebe surda e decide manter sigilo quanto ao seu estado. Com o passar das semanas Amanda vai perdendo outros sentidos vitais, redimensionando o tamanho da sua existência e suas escolhas na vida.

No segundo fluxo, LUIZ GUILHERME, um acidente de carro: um homem numa estrada deserta, preso entre as ferragens do seu carro, tenta manter a consciência enquanto espera a ajuda.  Através de suas lembranças mais recentes, se apega a pequenas e grandes questões que tangem sua vida, como o seu relacionamento, os bens que adquiriu, as contas a serem pagas, um balancete sem saldo final. 
No terceiro, VALQUÍRIA: o fluxo de pensamentos de uma mulher correndo pela primeira vez em uma maratona, a São Silvestre em São Paulo, tenta superar seus limites, mensurando em flashes alucinados o sentido da sua vida e de toda a organização mundial.

O espetáculo finaliza com MEDUSA, Quarto fluxo inédito, com o fluxo de uma pessoa tentando meditar em meio ao caos urbano. Texto: Jô Bilac. Direção: Monique Gardenberg. Co – direção: Michele Matalon. Elenco: Juliana Galdino, Luiz Henrique Nogueira, Caco Ciocler e Marjorie Estiano . Trilha composta: Philip Glass. Cenário: Daniela Thomas. Figurino: Cassio Brasil.
Teatro (200 lugares). 

Venda limitada a 4 ingressos por pessoa.

(Foto: Caio Gallucci) 
Teatro

Fluxorama 14

Essa atividade aconteceu em 21/08/2016 no Sesc Ipiranga.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo