Foto: Rui Mendes
Foto: Rui Mendes

Discografia Básica

com Moisés da Rocha

Discografia Básica

Carmo

14

atividade online

Grátis

Local: Zoom

Inscrições em sescsp.org.br/inscricoes

Datas e horários

De 10/10 a 07/11

10/10 • Segunda • 18h00
21/10 • Sexta • 18h00
24/10 • Segunda • 18h00
07/11 • Segunda • 18h00
Foto: Rui Mendes
Foto: Rui Mendes

Através da escuta de álbuns que marcaram a história, o projeto propõe o estudo de um gênero musical. Uma espécie de discografia básica para conhecer, entender e apreciar o estilo. Nesta edição, o radialista e pesquisador Moisés da Rocha trata da importância de cinco álbuns icônicos do samba brasileiro.

10 de outubro

Raça Brasileira (1985);

Neste encontro, a conversa será sobre o disco “Raça Brasileira”, de 1985. Neste álbum, o produtor musical Milton Manhães conseguiu uma façanha fonográfica: gravar e mixar um disco com 14 faixas, cujas músicas foram criadas e são interpretadas por novos nomes do samba da época, como Elaine Machado, Pedrinho da Flor, Zeca Pagodinho, Mauro Diniz, e Jovelina Pérola Negra. Aquilo que representava a promessa desses nomes no universo do samba carioca, hoje, é uma raridade no cenário do samba nacional. Chegaram com o pé direito sim. São bambas do pagode, do samba, do ritmo gingado, do carnaval, da alegria, da vida, enfim, da autêntica musicalidade brasileira. “Elas são barro, são chão, são pó, são poeira, são filhos desse torrão chamado Brasil”, para parafrasear Elaine Machado.

 

21 de outubro

Em Referência ao Samba Paulista (2006);

Neste encontro, a conversa será sobre o disco “Em Referência ao Samba Paulista” (2006), de Osvaldinho da Cuíca, um dos ícones do samba do estado de São Paulo. Dentro os vários discos lançados por ele, “Em Referência ao Samba Paulista” se destaca como um dos mais importantes. Conta com 13 faixas e a participação de diversos artistas, entre intérpretes e parceiros de composição, como Jair Rodrigues, Aldo Bueno, Elizeth Rosa, Quinteto em Branco e Preto, Dedé Paraíso e Thobias da Vai-Vai.

 

24 de outubro

Bebadosamba (1996);;

Neste encontro, a conversa será sobre o disco “Bebadosamba”, de Paulinho da Viola. Compostor de clássicos do repertório do samba e de discos memoráveis, o álbum Bebadosamba se destaca em sua trajetória. Lançado no final de 1996, traz entre outras questões sua posição estética e política, onde Paulinho da Viola reivindica a força e tradição do samba, sem saudosismos, mas com reverência aos vários processos históricos, entre eles o de um repertório de clássicos.

 

7 de novembro

Fundo de Quintal Ao Vivo Convida (2004);

Neste encontro, a conversa será sobre o disco “Fundo de Quintal Ao Vivo Convida”, álbum gravado ao vivo no Olimpo, em 16 de fevereiro de 2004. O show conta com diversos convidados como Arlindo Cruz, Sombrinha, Almir Guineto, Zeca Pagodinho, Dona Yvone Lara, Leci Brandão, Alcione, Jorge Aragão, Dudu Nobre, Luis Carlos da Vila e o grupo Demônios da Garoa. Lançado pela Indie Records, o grupo reuniu algumas das maiores preciosidades do samba brasileiro para a realização deste trabalho, utilizando instrumentos pouco comuns na rodas de samba.

Moisés da Rocha é um dos mais antigos radialistas ainda em atividade no “dial” paulistano. Produtor e apresentador do programa “O Samba Pede Passagem”, na USP FM, há mais de 40 anos no ar, driblou modismos e tendências musicais se tornando a voz mais alta do samba no rádio brasileiro.

Inscrições em sescsp.org.br/inscricoes

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.