Foto Cida: Melissa Guimarães | Foto Edy: Marco Aurélio Olímpio
Foto Cida: Melissa Guimarães | Foto Edy: Marco Aurélio Olímpio

Duas Vezes Sérgio Sampaio

com Cida Moreira e Edy Star

Pinheiros

Duração: 60 minutos

L

atividade presencial

Local: Teatro Paulo Autran

Venda nas bilheterias a partir de 24/05 às 17h.

Foto Cida: Melissa Guimarães | Foto Edy: Marco Aurélio Olímpio
Foto Cida: Melissa Guimarães | Foto Edy: Marco Aurélio Olímpio

Sérgio Sampaio, autor de “Eu quero botar o meu bloco na rua” recebe uma dupla homenagem ao ser revisitado pelo cantor e performer baiano Edy Star e pela cantora e atriz paulista Cida Moreira. Os dois artistas estão lançando álbuns distintos com repertório do compositor e se unem especialmente para este show.

Cada artista fez a sua maneira um álbum abordando o cancioneiro rico de Sérgio Sampaio. Cida Moreira gravou o repertório mais lírico e poético dele, no álbum intitulado “Poeta do riso e da dor”, inspirado no seu show homônimo que circula desde 2019. Já Edy trabalhou um repertório mais roqueiro e explosivo, no álbum intitulado “Meu Amigo Sérgio Sampaio”, bem no estilo do antológico álbum “Sociedade da Gran Ordem Kavernista”, que ele gravou com Sérgio, Raul Seixas e Miriam Batucada, em 1971.

O show será dividido em três partes: na primeira Cida apresenta o repertório do seu disco, na segunda Edy apresenta o seu álbum e no final os artistas se encontram para juntos celebrar um momento histórico da música brasileira.

Cida Moreira, tem 45 anos de carreira artística e vasta trajetória no cinema, no teatro e na música brasileira. Gravou discos premiados dedicados ao repertório de Chico Buarque, Cartola, Kurt Weil e outros ícones. Seu mais recente projeto, “Copo de Veneno” foi uma série produzida para o Canal Brasil.

Edy Star é umas das mais transgressoras figuras da música brasileira. Participou ativamente do movimento glam Rock do Brasil nos anos 70, criando pontes e parcerias com Raul Seixas, com quem dividiu ao lado de Sérgio Sampaio e Miriam Batucada, o histórico álbum “Sociedade Gran Ordem Kavernista”, de 1971. Recentemente teve lançada a sua autobiografia, “Diário de um invertido”. Seu disco mais recente foi Cabaré Star (2017), produzido por Zeca Baleiro, com participações de Ângela Maria, Caetano Veloso, Ney Matogrosso e Filipe Catto.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.