Obra: Afeto | Exposição Orí | Artista: Ramo Negro
Obra: Afeto | Exposição Orí | Artista: Ramo Negro

Exposição: ORÍ – com Ramo Negro

De Mauá, o artista multi linguagem Ramos, articula em sua poética e criações, desde processos identitários e de pertencimento territorial a espaços rituais que reverberam no imaginário da cultura popular contemporânea.

São Caetano

Duração: 60 minutos

L

atividade presencial

Grátis

Local: Espaço de Exposições

Data e horário

De 27/12 a 31/03

Segunda a Sexta

Das 9h às 20h

Obra: Afeto | Exposição Orí | Artista: Ramo Negro
Obra: Afeto | Exposição Orí | Artista: Ramo Negro
“Orí” é o nome da nova exposição que está em cartaz no Sesc São Caetano, transformando os espaços da unidade em um grande território de experimentação e recebendo o público nesta fase de retomada gradual das atividades.
A exposição apresenta 17 obras do artista multi linguagem Roger Ramos, mais conhecido como Ramo (instagram.com/ramo.negro), com a curadoria da Lorraine Mendes (instagram.com/vidamaiorqueolattes). São diversas técnicas, tais como pinturas, cerâmicas, esculturas e instalações produzidas em proposta de site specific, ou seja, pensadas especialmente para estabelecer um diálogo com os espaços do Sesc São Caetano, o seu território e o seu público.
O artista, que é natural de Mauá, cidade do ABC paulista, já teve seus trabalhos expostos em espaços como o Museu de Arte do Rio, Museu da Diversidade Sexual – SP e Funarte. Com esta mostra ele reencontra a argila como meio para modelar e remodelar significados ancestrais e contemporâneos, e cria uma amostra de sua pesquisa identitária que apresenta como tema central o verbo “construir” dentro da produção erudita e de arte popular, materializada em plataformas como cerâmica, madeira, desenhos e performances, além de meios digitais como fotografia e videoarte e intervenções na urbe em si, como murais, pixo e grafite.
A exposição “Orí” também inaugura o projeto “Pelas Beiradas”, proposto pelo Sesc São Caetano com o intuito de tensionar as bordas territoriais e simbólicas do grande circuito de artes visuais no Estado de São Paulo e articular as redes de artistas e curadorias que estejam em início ou meio de carreira, à margem deste circuito, na tentativa de, como sugere o nome, através das fissuras “entrar pelas beiradas”!

Acesse informações sobre a ação educativa da exposição, clique aqui.

Visitação livre.

De 25/11 a 31/03. Das 9h às 20h

Sem necessidade de agendamento.

Mas ATENÇÃO para as seguintes orientações:

-Pessoas com mais de 12 anos deverão apresentar comprovante de vacinação contra COVID-19, evidenciando DUAS doses ou dose única para ingressar em todas as unidades do Sesc no estado de São Paulo.
-O comprovante pode ser físico (carteirinha de vacinação) ou digital e um documento com foto.
-O uso da máscara é obrigatório durante toda sua permanência na Unidade.

Pessoas com mais de 12 anos deverão apresentar comprovante de vacinação contra COVID-19, evidenciando DUAS doses ou dose única para ingressar em todas as unidades do Sesc no estado de São Paulo.

O comprovante pode ser físico (carteirinha de vacinação) ou digital e um documento com foto.

O uso da máscara é obrigatório durante toda sua permanência na Unidade.

Para atividades com ingresso, será necessário apresentar o QR Code na entrada da atividade.

Consulte antecipadamente em sescsp.org.br sobre o funcionamento do estacionamento da unidade promotora do evento.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.