crédito: Nina Pires
crédito: Nina Pires

Grand Cirque Brado

Circo Caramba

Bom Retiro

Duração: 60 minutos

L

atividade presencial

Grátis

Local: Praça de Convivência

Data e horário

De 13/08 a 13/08

Sábado

16H

crédito: Nina Pires
crédito: Nina Pires

O Gran Cirque Brado, fundado por Stoy Fallid, é um circo quase bom que quase fez muito sucesso, mas atualmente encontra-se abandonado pelo
público. Da antiga trupe, sobraram somente uma palhaça e dois palhaços, os netos do fundador, que ali permanecem sonhando em voltar a ver a plateia lotada. Num certo dia, para a total surpresa do atrapalhado trio, o público retorna. Os irmãos então farão tudo o que sabem (e o que não sabem também) para realizar o melhor espetáculo de suas vidas e salvar o circo da falência.

Ficha Técnica
Texto e direção: Thiago Sales
Atuação: Fernanda Januzzeli, Rodrigo Nasser e Thiago Sales
Colaboração: Bruno Peruzzi, Júnior Taz e Rodrigo Robleño
Cenário e Figurinos: Juliana Fernandes
Fotografia: Nina Pires
Orientação em Mágica: Rafael Medeiros e Márcio Parma
Produção: Circo Caramba e Damião e Cia de Teatro

A companhia Circo Caramba, sediada em Campinas-SP, criada em 2009 por
Thiago Sales, une a palhaçaria a outras modalidades circenses e,
em especial, à música. Estão em repertório: “Caramba, quanta bobagem!” (parceria entre Thiago Sales e Márcio Parma, que estreou em 2010, com a direção de Esio Magalhães), “Jerônimo Show” (primeiro solo de Thiago Sales, que fez estreia no Circos – Festival Internacional Sesc de Circo), “A Banda do Jerônimo: uma inusitada banda de um homem só” e “A Estreia” (criada em comemoração aos 15 anos de carreira do palhaço Jerônimo).

A Damião e Cia é um grupo de pesquisa e criação em teatro e circo, fundado em 2012 por artistas bacharéis em Artes Cênicas pela Unicamp. O grupo
fundamenta sua linguagem original nas variadas formas de teatro popular, buscando a valorização da tradição, assim como sua reinvenção em prol do
diálogo com a contemporaneidade. Em seus nove anos de atividade ininterrupta a Cia produziu 6 espetáculos inéditos: “As Presepadas de Damião”
(Mario Santana, 2012); “Estrela da Madrugada” (Mario Santana, 2013); “Burundanga – a revolução do baixo ventre” (Fernando Neves, 2018); “Andante”
(Cia Markeliñe/Espanha e Damião e Cia, 2019); “Atenção, Respeitável Público” (2019); e “As Desventuras do Capitão Rabeca” (Tiche Vianna, 2019).

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.