Foto: Alisson Sbrana
Foto: Alisson Sbrana

Histórias Não Contadas da Cidade

Com Sylvia Sato e Ana Paula Portes

Turismo Social

Avenida Paulista

Duração: 210 minutos

L

atividade presencial

Grátis

Local: Avenida Paulista e bairro da Liberdade

Inscrições online aqui e presenciais na Central de Relacionamento (2° andar) a partir de 2/2, às 14h.

Data e horário

De 26/02 a 26/02

Domingo

Das 10h30 às 14h

Foto: Alisson Sbrana
Foto: Alisson Sbrana

Passeio que estabelece relações entre a trajetória de determinados grupos sociais e a história da cidade São Paulo. O trajeto explora locais que vai da Avenida Paulista ao bairro da Liberdade, passando pelo Mirante da unidade, abordando temas como a construção da Avenida Paulista e seus trabalhadores, mobilidade e acessibilidade e as populações LGBTQIA+, negras e imigrantes da cidade.

A atividade contará com tradução em Libras.

Inscrições online aqui e presenciais na Central de Relacionamento (2º andar) a partir de 2/2, às 14h. Vagas remanescentes serão liberadas no dia da atividade na Central de Relacionamento.

SOLICITAMOS ATENÇÃO ÀS SEGUINTES INFORMAÇÕES:

– Será utilizado transporte público (metrô). O ingresso será disponibilizado pelo Sesc.

– O passeio encerra-se no Largo da Pólvora, sem retorno ao Sesc Av. Paulista.

– Caminhada média.

Pontos do roteiro:

1. Sesc Avenida Paulista – Mirante e Café Terraço (17° andar)

2. Jardim da Casa das Rosas (Av. Paulista)

3. Escola Rodrigues Alves e caminhada até o Metrô Brigadeiro – apresentações de questões relacionadas à acessibilidade na avenida e na cidade (Av. Paulista – embarque)

4. Praça da Liberdade (desembarque – metrô Liberdade)

5.Capela dos Aflitos (Rua dos Estudantes n° 52, Liberdade)

6. Largo da Pólvora e Jardim Japonês – encerramento (Liberdade) 

Sylvia Sato é artista visual, educadora, produtora cultural e intérprete de libras. Especialista em Gestão Cultural pelo Centro Universitário SENAC (2017), Bacharel em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (2011). Atuou na educação não-formal em diversas instituições como Itaú Cultural, unidades do Sesc-SP e Museu Afro Brasil como educadora com foco em projetos de acessibilidade. É tradutora-intérprete de Libras-Língua Portuguesa certificada pelo Prolibras (2015).

Ana Paula Portes é pedagoga habilitada em inclusão da pessoa com deficiência pela Faculdade Campos Salles e pós-graduada em Libras e Educação de Surdos, docente de Educação Inclusiva na Faculdade Anhanguera/SP desde 2016 e guia de turismo credenciada pelo Ministério do Turismo bilíngue (Libras).

 

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.