Foto: Giovanni Fernandes
Foto: Giovanni Fernandes

Inhaí – Coisa De Viado

com Coletivo Inominável

Legítima Diferença

Belenzinho

Duração: 80 minutos

16

atividade presencial

Local: Sala de Espetáculos I

Venda presencial a partir do dia 3/8 às 17h

Foto: Giovanni Fernandes
Foto: Giovanni Fernandes

Unindo fatos históricos, estudos científicos, análise de fenômenos culturais e depoimentos pessoais, INHAÍ – COISA DE VIADO pergunta à plateia o que significa ser viado nos dias de hoje.

Partindo de procedimentos do teatro documental, o espetáculo reflete sobre homofobia, desde o primeiro assassinato por intolerância cometido no Brasil, em 1614, sobre os movimentos LGBTQIA+ , sobre o que foi ser uma criança viada nos anos 1990 e 2000 e sobre o futuro que queremos.

INHAÍ também é uma celebração à viadagem e à nossa identidade, já que a felicidade é tanto um direito quanto uma ferramenta política para construção de futuros melhores.

Após a sessão do dia 14 haverá um bate-papo com Rita Von Hunty

 

Ficha técnica
Direção: Cezar Zabell
Assistência de direção: Fernando Pivotto
Dramaturgia: Fernando Pivotto e Cezar Zabell
Elenco: Alexia Twister, Fernando Pivotto e Wes Machado
Operação de luz: Murilo de Góes
Operação de som: José Olegário
Cenógrafo: Caio Marinho
Preparação Corporal: Rico Malta
Desenhos originais: Bruna Sizilio

 

  • As sessões dos dias 19 e 20 de agosto contam com tradução em Libras

 

 

 

 

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.