Antonio Nóbrega (foto: divulgação)
Antonio Nóbrega (foto: divulgação)

Mário de Andrade e o Mundo Cultural Popular Brasileiro

Com Antonio Nóbrega

Vila Mariana

Duração: 720 minutos

12

atividade presencial

R$ 18,00 Credencial Plena
R$ 30,00 Meia entrada
R$ 60,00 Inteira

Local: Auditório do Sesc Vila Mariana

Inscrições para Credencial Plena: 2 a 5/8. Demais públicos: 5 a 12/8, em inscricoes.sescsp.org.br

Data e horário

De 17/08 a 25/08

Quarta e Quinta

Das 18h às 21h

Antonio Nóbrega (foto: divulgação)
Antonio Nóbrega (foto: divulgação)

O curso ministrado por Antonio Nóbrega terá como foco a presença da música na obra e nas ações culturais de Mário de Andrade. Essa presença se manifestou em livros, ensaios, palestras e sobretudo em pesquisas etnográficas que realizou e coordenou. No curso serão apresentadas as obras: “Danças Dramáticas do Brasil”, “Os Cocos”, “As Melodias do Boi e outras peças”, “Ensaio sobre a Música Brasileira e estudado o acervo da Missão de Pesquisa”, organizadas pelo autor em 1938.

A programação integra uma série de atividades que celebram os 70 anos de idade de Antonio Nóbrega e seus 50 anos de atividades artísticas.

Inscrições de 2 a 5/8, para Credencial Plena, e de 5 a 12/8, para os demais públicos (vagas remanescentes). Acesse inscricoes.sescsp.org.br 

Antonio Nóbrega nasceu em Recife, Pernambuco, em 1952. Sua iniciação artística se deu através do violino, instrumento que sempre o acompanhará em suas diversas atividades artísticas. Entre 1968 e 1970, já participava da Orquestra de Câmara da Paraíba e da Orquestra Sinfônica do Recife. Em 1971 foi convidado por Ariano Suassuna para integrar o Quinteto Armorial, grupo precursor na criação de uma música de câmara brasileira de raízes populares. Fruto do seu envolvimento com o universo da cultura popular brasileira, a partir de 1976, começou a desenvolver um estilo próprio de criação em artes cênicas e música. A lista dos seus espetáculos é longa, dentre eles estão “A Bandeira do Divino”, “A Arte da Cantoria”, “O Maracatu Misterioso”, “O Reino do Meio-Dia, Figural”, “Brincante”, etc.

Com sua mulher, Rosane Almeida, idealizou e dirige, em São Paulo, o Instituto Brincante, local de cursos, apresentações, oficinas, mostras e encontros onde o casal procura apresentar, dinamizar e difundir aspectos da cultura brasileira pouco ou não conhecidos.

Em 2014, juntamente ao frevo – patrimônio imaterial da humanidade – foi o homenageado do Carnaval do Recife. Nesse mesmo ano, no mês de dezembro, o filme “Brincante”, que relata sua trajetória artística, é estreado em várias salas do país. Tanto o filme como os seus DVDs, todos foram dirigidos pelo fotógrafo e diretor Walter Carvalho. Em 2015, “Brincante” conquista o Prêmio de Melhor Filme do Ano, categoria documentário, pela Academia Brasileira de Cinema.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.