Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Massembas de Ialodes – Acadêmicas dos Sambas: o samba como campo para pesquisa científica

com Ana Lucia Santos, Fabiana Marques, Cris Pereira , Roberta Oliveira e Samantha Santos

Dossiê da Diáspora - Presença e Resistência Negra no Mundo

Pompeia

Duração: 120 minutos

L

atividade presencial

Grátis

Local: Comedoria

Retirada de ingressos com uma hora de antecedência.

Data e horário

e

Dia 30/08, terça às 20h

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A atuação acadêmica de mulheres negras tem levado o samba e suas expressões para diversos campos, programas e linhas de pesquisa. Neste encontro, ouvimos a experiência de pesquisadoras jovens sobre as dificuldades e delícias de pesquisar samba na academia.

Ana Lucia da Silva (MG)
Historiadora. Doutora em Educação (2018), linha de pesquisa: Ensino,aprendizagem e formação de professores. Professora universitária, do Instituto de Ciências Humanas e Letras – ICHL, da UNIFAL -MG, campus de Alfenas. Integrante de Acadêmicas dos Sambas e do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro e Indígena -NEABI -UNIFAL-MG. Pesquisadora, escritora, autora do livro “História da África e cultura afro-brasileira: Estudos Culturais e samba-enredo”, publicado em 2019, pela editora Appris. Com outros pesquisadores, organizou o livro ” Ensino de História, diversidade e Educação antirracista”, em 2020, pela editora Brazil Publishing. Autora de um dos artigos do Dossiê Marielle Franco Presente! (2021), publicado pela Revista SUL-SUL – Revista de Ciências Humanas e Sociais, da UFOB.

Fabiana Marques (SP)
Candomblecista, periférica, especialista em direitos humanos, Diversidade e violência, pela Universidade Federal do ABC e especialista em Cidades, Planejamento Urbano e Participação Popular, pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Mestranda em Antropologia pela Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD, pertencente ao Instituto Cultural de Tradição da Memória do Samba de São Mateus – SP.

Cris Pereira (DF)
Com mais de 10 anos de atuação artística, a cantora brasiliense Cris Pereira empresta sua voz às lutas em defesa do samba e da cultura afro-brasileira. Seu 1º disco “Folião de Raça” (2013) tem participação de Dona Ivone Lara e foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira. É mestre em História Cultural pela Universidade de Brasília (UnB) e idealizadora de projetos como “Dia Nacional do Samba na Rodoviária” e “Samba nas Feiras”. Atualmente, finaliza seu 2º disco “Banzo” que tem participação de Mateus Aleluia e Áurea Martins.

Intervenção musical:

Samantha Santos (SP)
Cantora de samba de raiz. Uma mulher negra lutando contra o facismo

Roberta Oliveira (SP)
Cantora, compositora e produtora cultural conhecida nas rodas de samba e de.palcos de São Paulo pela expressividade do seu canto e pela pesquisa apurada de repertório que passa pelos sambas de terreiros e grandes clássicos do samba paulista.

Instrumentistas – Massembas

Analu
Cantora ,musicista, integrante do projeto Zanza e amigas, com residência no Bar 34, área central de São Paulo a quatro anos, integrante do projeto Dinastia Preta com as pretas e gordas. Bacharel em Direito.

Carol Nascimento
Cantora, compositora e educadora do Grajaú. Em 2014 integrou a ala dos compositores do Kolombolo diá Piratininga. Em 2015 participou das Sambadas, roda de samba de mulheres. No mesmo ano entrou para o elenco da Cia. de Artes do Baque Bolado onde teve contato as linguagens da dança, percussão e perna de pau. Em 2019 é convidada pela Cia. dos Inventivos de Teatro onde atuou como artista criadora até o fim de 2021.

Helô Ferreira
É bacharel em música e mestre em Educação. Como violonista e arranjadora atua no novo cenário do samba paulistano. Em 2021 e 2022 atuou como diretora musical de dois festivais no Vale do Paraíba e está dirigindo o primeiro disco do Grupo Dona Rua.

Kamila Alcantara
Musicista, há 20 anos e integrante do Samba de Dandara .

Kelly Adolpho
Cavaquinista, percussionista, ritmista de escola de samba,iniciou na música aos 16 anos, passou por alguns projetos sociais como Pingo de Gente , acompanhou cantores como Glória Bonfim,Mart,nalia, Fabiana Cozza,Leci Brandão, Toninho Nascimento,faz parte dos conjuntos musicais,Samba pros Orixás,Massembas de Ialodês, Raquel Tobias e Mulheres no Sincopado

Monalisa Madalena
Percussionista de samba . Desde 2011 é integrande do grupo de samba Roberta Oliveira e o Bando de Lá onde tem como instrumento fixo , pandeiro, cuíca e efeitos. Também é percussionista do compositor Anderson Soares e Daniel Arruda, onde participou da gravação do cd de ambos.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.