Imagem: Mayra Azzi
Imagem: Mayra Azzi

O Corpo e os Vestíveis do Carnaval: Confecção e Performance

Com Carolina Sudati e Leo Ceolin

Guarulhos

14

atividade presencial

Grátis

Local: Espaço de Tecnologias e Artes - Lab B

Inscrições a partir de 3/1, às 14h, pelo app Credencial Sesc SP ou site https://centralrelacionamento.sescsp.org.br/

Data e horário

De 21/01 a 18/02

Sábado

10h às 13h

Imagem: Mayra Azzi
Imagem: Mayra Azzi

Partindo da premissa que o vestuário pode determinar a condição do nosso movimento, neste laboratório somos convidades a criar e produzir vestíveis carnavalescos com materiais em reuso.

Cada participante produzirá seu vestível evocando as memórias individuais e coletivas e os desejos que podem se manifestar nessa grande festa que é o Carnaval. 

A dança surge da exploração do corpo em movimento com estes objetos vestíveis e é para todos os tipos de corpos que desejam explorar limitações e expansões do corpo em sua relação com vestíveis, próteses e objetos e, desta relação, criar um ritual de dança-performance.

Ao longo deste curso-laboratório, os participantes trabalharão suas técnicas manuais e seus corpos para confeccionar vestíveis de Carnaval a partir de resíduos, explorando as limitações e as expansões dos materiais na relação com o vestir ao mesmo tempo que resgatam as memórias pessoais e coletivas dessa festa.

No último encontro, os participantes serão convidados a realizar uma performance coletiva pelo espaço do Sesc Guarulhos com intervenção sonora ao vivo do músico Leandro Brou.

 

Carolina Sudati a.k.a. Translúcida Bruta

Atua na relação entre corpo e dispositivos vestíveis, transpondo limitações em expansões. As criações sucessivas de devires femininos dos seus projetos manifestam temas como a intensidade da mulher, os colapsos e a reconexão com o ritmo e meio natural. Cria, junto a artistas associados, performances-instalações, videoperformances e roupas-objeto investigando parâmetros que incluem práticas de transe e ampliação de consciência. Compartilha desde 2011 a sua investigação através de laboratórios com pessoas de corpos e idades diversas. Está cada vez mais interessada no diálogo com as ecologias invisíveis e os estudos de transe como expansão da consciência. 

Leo Ceolin

Designer, cenógrafo e artista plástico argentino, radicado em São Paulo desde 2001. Como artista está interessado no estudo de culturas regenerativas, nas relações entre matéria e memória. Trabalha com diversos vestígios como metais, resíduos e rejeitos, desenvolvendo uma espécie de arqueologia sobre os impactos da cultura do excesso industrial na terra. Em 2008 co-criou o coletivo de artistas latinoamericanos La Tintota, que se configurou como um território experimental de práticas artísticas em diferentes linguagens, até o final das suas atividades em 2015. Entre 2015 e 2021 manteve no Galpão BASE um espaço onde criou e executou projetos na convergência entre o design, a espacialidade e as artes visuais. Como desdobramento e convergência de toda esta experiência em 2022 dá início a El Ciclo um projeto que se configura como um laboratório de arte e design em economia circular, com foco na criação de soluções que colaborem para a mudança de uma cultura do excesso industrial para o design de culturas regenerativas na terra.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.