Vozes da Floresta - Chico Mendes Vive (Foto: 
Christyann Ritse)
Vozes da Floresta - Chico Mendes Vive (Foto: Christyann Ritse)

Vozes da Floresta – Chico Mendes Vive

Concepção e atuação: Lucélia Santos

Interlagos

Duração: 90 minutos

L

atividade presencial

Grátis

Local: Teatro

Retirada de ingressos uma hora antes na Central de Atendimento

Datas e horários

De 20/08 a 21/08

20/08 • Sábado • 16h00
21/08 • Domingo • 16h00
Vozes da Floresta - Chico Mendes Vive (Foto: 
Christyann Ritse)
Vozes da Floresta - Chico Mendes Vive (Foto: Christyann Ritse)

Lucélia Santos sobe ao palco do Teatro do Sesc Interlagos para apresentar Vozes da Floresta – Chico Mendes Vive, espetáculo formulado a partir de seu convívio com o líder seringueiro Chico Mendes. Celebrando seus 50 anos de carreira, a atriz oferece seu acervo de fitas K-7 com registros do ambientalista, para compor este espetáculo, três décadas após seu assassinato, no intuito de que seu legado jamais seja esquecido.

Vozes da Floresta – Chico Mendes Vive conta a história de resistência do movimento dos seringueiros acreanos, a partir da trajetória do líder seringueiro. Embora densa e plena de dores, a narrativa corre serena e suave, seja pelo tom firme, porém calmo, da voz do próprio Chico Mendes, seja pela presença indignada, porém sempre esperançosa, das bravas mulheres que a conduzem.

Francisco Alves Mendes Filho, ou Chico Mendes, foi um seringueiro, ambientalista, sindicalista e ativista político. Militava por uma reforma agrária que possibilitasse o uso sustentável da Amazônia quando a agropecuária avançava pela floresta. Chico liderou a organização do primeiro Encontro Nacional dos Seringueiros, criando o Conselho Nacional dos Seringueiros como entidade representativa, elaborando uma proposta de reforma agrária: as Reservas Extrativistas, que representam a primeira iniciativa de conciliação entre proteção do meio ambiente e justiça social.


Lucélia Santos – Atriz e diretora, protagonizou muitas novelas que hoje são clássicos da teledramaturgia mundial. No cinema, virou musa do escritor Nelson Rodrigues, ganhou o Kikito de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Gramado por sua atuação em Luz Del Fuego e, na China, ganhou o mais importante prêmio de sua carreira, o Troféu Águia de Ouro, com mais de 300 milhões de votos. Lucélia Santos esteve ao lado de Chico Mendes na criação das reservas extrativistas da Amazônia, sendo uma personalidade brasileira com influência internacional na luta em defesa do meio ambiente e dos povos da floresta há mais de três décadas.

 

Ficha Técnica:
Dramaturgia: Zezé Weiss | Concepção e Atuação: Lucélia Santos
Ator Convidado: Francisco Carvalho | Direção Musical, Composições e Piano: Leandro Braga | Cenografia e Figurinos: Kleber Montanheiro | Iluminação: Adriana Ortiz | Direção de Produção: Alex Bartelli | Consultoria de Conteúdos: Comitê Chico Mendes e Xapuri Socioambiental | Projeção Mapeada e Identidade Visual: Laerte Késsimos | Desenho de Som: Dugg Mont | Produção Executiva: Lauanda Varone | Canto (A Voz Das Matas): Janaina Azevedo | Percussão (O Som Da Floresta): André Siqueira | Mixagem (Trilha Musical): João Ferraz | Fotos e Vídeos: Christyann Ritse | Cartaz Original: Subvertivo_lab | Direção de Documentário: Rose Farias | Edição Documentário: Neilson Abdallah | Pesquisa de Dramaturgia: Ed Weiss e Janaina Faustino | Revisão do Texto: Lúcia Resende | Colaboração de Áudios: Agamenon Torres Viana e Eduardo Meirelles | Restauro de Áudio: Ariel Henrique | Fotos de Cena: Rafael Mollica | Operação de Projeção e Som: Allysson Lemes | Operação de Luz: Quinho Gonça | Contrarregra: Daniel Sousa | Assistente de Figurinos: Marcos Valadão e Thais Boneville | Coprodução: LUSA – Produções Artísticas e AZAYAH – Público & Cultura

 

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.