Foto: divulgação
Foto: divulgação

Zoológico de Vidro

de Tennessee Williams

Santo André

Duração: 90 minutos

16

atividade presencial

Local: Teatro

Venda limitada a 4 ingressos por pessoa/CPF

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Por que montar Zoológico de Vidro, de Tennessee Williams, nesse tempo sem tempo – em qualquer tempo? Quais são as brechas abertas por ele, quase 100 anos atrás, que nos permite montá-lo hoje? Ele teve em seu tempo uma visão analítica da sociedade, tratou da loucura e das pulsões sexuais de mulheres e homens, dos limites a que chegaram seus personagens, enquanto expôs questões sociais, hierarquias de poder, de classe, racismo e outras tantas fobias enquanto dedicava seu olhar para personagens desesperados, à margem da vida, fora do mecanismo de produção de uma sociedade desestruturada, dando-lhes voz.

Nossos personagens – Amanda, Laura, Tom e Jim – são fruto da depressão dos anos 1930, são páreas na sociedade sulista americana, a mesma que defendeu a permanência do uso da mão de obra escrava através da ação de grupos violentos como a Ku Klux Klan. Tudo isso nos coloca numa posição, em que, tendo passado pelo buraco da minhoca, chegamos, não a outro universo, mas no ponto do presente da ação da peça. Retornamos a ela ou ela é o futuro no pensamento de T.W.

Ficha Técnica:
Texto: Tennessee Williams
Tradução: Clara Carvalho
Direção: Lavínia Pannunzio
Elenco: Sandra Corveloni, Thais Müller, Bruno Rocha e Guilherme Trindade
Iluminação: Gabriele Souza
Cenografia: Marisa Bentivegna
Sonoplastia: Rafael Thomazini Figurino: Daniel Infantini
Produção: Cícero Andrade e Vivian Vineyard
Realização: Mosaico Produções Artísticas
Idealização: Duas Gotas

 


 

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.