Você sabia que no Sesc Consolação tem… Centro de Música

04/11/2022

Compartilhe:

Educador de Atividades Musicais, Pedro Beviláqua, durante aula no Centro de Música no Sesc Consolação

Uma experiência para todos! É assim que começamos a falar do Centro de Música do Sesc Consolação. Desde seu surgimento na década de 70, até os dias de hoje, é um local de aprendizado e trocas de experiências coletivas sobre música.

A palavra música deriva do grego “musiké téchne”, a arte das musas. Considerada uma arte que combina sons e silêncio, a música tem ritmo, harmonia e melodia, que muitas vezes são agradáveis aos ouvintes.

Desde que conseguimos identificar os sons, a música está presente em nossas vidas, como uma manifestação artística e cultural de um povo, em determinada época ou região. A música é um veículo usado para expressar os sentimentos e no Centro de Música você tem contato com instrumentos, harmonia, canto, notas, partituras e muitas maneiras de conhecer o se fazer música.  

Música como profissão

O Centro de Música do Sesc Consolação tem professores que trazem uma formação acadêmica muito importante, promovendo essa integração e compartilhamento de conhecimento com seus alunos. O intuito da multiplicação de saber, tanto na parte teórica, como na prática, já transformou vidas por aqui.

Como a do professor e doutor em musicologia Bob Souza, que iniciou seus estudos como aluno do Centro de Música na década de 80, se profissionalizou e, hoje, é um dos conceituados professores que fazem parte do time do Centro de Música do Sesc Consolação.  

Foto do estúdio de gravação Centro de Música Sesc Consolação
Foto do estúdio de gravação do Centro de Música Sesc Consolação

Referências

Alguns dos nomes que passaram pelo Centro de Música fizeram história na música brasileira e mundial como, maestro Alberto Jafet e maestro Samuel Kerr. Além disso, tivemos como professores o maestro João Maurício Galindo e o maestro Fábio Tagliaferri.

Tecnologia e música

No final dos anos 80, o Centro de Música trocou de nome e acrescentou o termo “Experimental”, então, ficou conhecido como Centro Experimental de Música. Nesta época, surgia no mundo, e em especial no Brasil, a música eletrônica e a dance music. O Centro Experimental de Música virou referência, pois seu estúdio era um dos mais modernos da época, sendo responsável pela produção e gravação do disco Plural (1995), do músico alemão Hans-Joachim Koellreutter, por exemplo.

Nos anos 2000, já com o retorno do nome de Centro de Música, surge uma nova metodologia de ensino informal e coletiva, como um dos principais instrumentos para a democratização da linguagem musical.

Foto do estúdio de gravação Centro de Música Sesc Consolação
Foto do estúdio de gravação Centro de Música Sesc Consolação

Público

Difícil é encontrar alguém que não goste de música e esse interesse movimenta algumas pessoas a procurarem, sejam amadoras ou não e de diversas idades, a aprenderem e trocarem experiências sobre música.

O objetivo principal do Centro de Música do Sesc Consolação é de despertar o interesse e explorar a musicalidade existente em cada um dos alunos.

Foto de aluna no Centro de Música Sesc Consolação

Curiosidades

O Centro de Música do Sesc Consolação guarda uma memória importante para a formação e o contato de seus alunos com a música. Além disso, muitos nomes da música brasileira já estiveram por aqui, como o compositor arranjador e multi-instrumentista brasileiro Hermeto Pascoal, que, em 05 de maio de 2002, apresentou o workshop “Hermetismo Pascoais” em nosso espaço. Na atividade ele criou durante o evento uma partitura, a “Brasil que vai, Brasil que vem”, e dedicou ao Centro de Música do Sesc Consolação. Portanto, todas as vezes que você entrar no Centro de Música, é possível ver na parede esse registro eternizado.

Partitura de Hermeto Pascoal “Brasil que vai, Brasil que vem” na entrada do Centro de Música
Hermeto Pascoal no Centro de Música do Sesc Consolação
Registros de Hermeto Pascoal no Centro de Música do Sesc Consolação em 05/05/2002

Hoje em dia

A programação de cursos do Centro de Música é muito diversificada e procura atender todos os tipos de públicos, de crianças a mulheres grávidas, de jovens ao público 60+.

A parte educativa que o Centro de Música desempenha aos seus alunos é muito maior do que o aprendizado musical em si, mas é um caminho para o desenvolvimento de outras habilidades, como a coordenação motora, a comunicação, o trabalho em grupo e, por que não dizer, a afetividade.

Quem são nossos Educadores de Atividades Musicais

Educadores do Centro de Música: Sheila Ferreira, Solange Assumpção, Pedro Beviláqua e Bob Souza

Sheila Ferreira

Educadora musical licenciada em Música pela Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP. Formação em terapia corporal pelo Instituto Neo-Reichiano Lumen.  Pós-graduada no curso Música na infância: intervenção e investigação, pela Universidade Nova de Lisboa (FCSH), e no curso Saberes populares para a arte e a educação nas vivências da Carroça de Mamulengos, pela Casa Tombada. Formação essencial no método Arte do ser cantante, desenvolvido por Cecília Valentim. Educadora do CM Consolação nas áreas de voz e musicalização. Foi preparadora vocal do elenco do CPT, dirigido por Antunes Filho. Compositora de obras no livro Canto, canção, cantoria – como montar um coral infantil, de Gisele Cruz (Sesc, 1997). Integra os grupos vocais La Once (octeto vocal feminino) e Rock’n’voice (sexteto vocal).

Solange Assumpção

Educadora musical e regente coral. Mestre em Música pela UNESP, desenvolvendo pesquisa sobre o canto coral na educação musical, sob a orientação de Martha Herr; estudos de regência com Abel Rocha e Naomi Munakata. Certificada em Somatic Voicework (níveis 1, 2 e 3) e aluna de Joana Mariz. Em 2017, participou do 11th Symposium on Choral Music, em Barcelona.  Foi professora da EMESP e da FASCS. Desde 2001, é membro da equipe de educadores do Centro de Música do Sesc. Conduz o Grupo Madrigueiros desde a sua criação, em 2010. Integra o Música Vocal Grupo de Estudos, criado por Vítor Gabriel, desde seu início, em 2019.

Pedro Beviláqua

São crianças, jovens, adultos e o público da terceira idade que ao descobrirem o Centro de Música, compartilham o gostar de música em um ambiente descontraído e sensível à experimentação musical, e, aprendem por meio de um método de ensino coletivo, que favorece a integração entre as pessoas e com seus educadores.

Iniciou suas atividades musicais na Escola Municipal de Música de São Paulo e é bacharel pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (IA-UNESP). Foi primeiro violoncelo da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Arte Barroca; hoje, desenvolve a música popular no violoncelo com o grupo Cello Choro. Como educador musical, atuou no Projeto Guri e nas escolas Rudolf Steiner e Manacá. Desde 2014 leciona música para crianças e adultos no Centro de Música do Sesc Consolação.

Bob Souza

Doutor em Musicologia e Interdisciplinaridade pela Unesp, mestre em Educação, Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, especialista em Estruturação Musical pela Faculdade de Música Carlos Gomes e bacharel em contrabaixo acústico pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, com curso de extensão em jazz e improvisação pela Universidade de Louisville (KY). É autor do Livro A canção infantil urbana, dos processos criativos à sala de aula. Atualmente é professor do Centro de Música do Sesc Consolação e do Centro Universitário FMU | FIAM-FAAM.


Conheça mais sobre música

Para você que gosta de música, sempre teve vontade e curiosidade em aprender, venha nos visitar. Estamos sempre de portas abertas para receber as pessoas e interessados em nossos cursos. A música é o que nos rege, mas são as pessoas que nos fazem ter o ritmo e a harmonia necessária para continuar. 

Nossa programação de cursos em sescsp.org.br/centrodemusica.

Conteúdo relacionado

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.