Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Experimenta! Comida, saúde e cultura: confira a programação completa da edição 2021

Foto: Laura Rosenthal
Foto: Laura Rosenthal

As escolhas alimentares que fazemos influenciam nossa saúde ao longo da vida, além de estarem relacionadas a importantes questões sociais e ambientais da atualidade.  

Em sua quinta edição, o Projeto Experimenta! Comida Saúde e Cultura  convida o público a refletir sobre estas conexões, abordando o universo da alimentação em uma programação especial. 

As ações incluem bate-papos, oficinas culinárias, cursos e outras atividades que apresentam diferentes olhares sobre as questões propostas. O Experimenta! busca promover a Alimentação Adequada e Saudável e ampliar a autonomia em torno das escolhas alimentares. Temas relacionados ao desenvolvimento de habilidades culinárias, valorização das diversas expressões das culturas alimentares, abordagem do sistema alimentar na sua integralidade, entre outros, pautam as ações. 

Neste ano a programação será totalmente online e gratuíta, com atividades em salas virtuais, priorizando a troca de experiências em grupo, além de contar com outros formatos digitais que levantam pontos de vista sobre temas atuais relacionados à alimentação. 

O projeto acontece de 16 a 24/10 nos canais digitais do Sesc São Paulo e das unidades. 

Veja a programação completa por data:

Dia 16 | Dia 17 | Dia 18 | Dia 19 | Dia 20 | Dia 21 | Dia 22 | Dia 23 | Dia 24


 

Dia 16 - Sábado 

Passeio + oficina 
Experiência rural gastronômica
Com equipe Fazenda Atalaia

Nesta atividade, os proprietários Paulo e Rosana Rezende contarão a história da Fazenda Atalaia, considerando aspectos do momento pré e pós pandemia e também a produção de leite. 

Na fábrica de laticínio da fazenda será realizada uma oficina de produção de frescal e manteiga com Anderson Silva e Thiago Ventura, ambos responsáveis pela produção do laticínio. E, na cozinha, a Rosana irá ensinar uma receita tradicional da família, a massa de pão de queijo. O vídeo será publicado no YouTube do Sesc Interlagos e a estreia do vídeo dia 16 de outubro, às 11h, contará com interação dos proprietários e equipe da fazenda no chat. 
 
Estreia dia 16/10, sábado, às 11h. 
No YouTube do Sesc Interlagos 
Com tradução em Libras e legendas. Livre. 

Voltar ao topo

__


Minidocumentário 
Chef convida, com Edson Leite - Edição especial no Experimenta!

Nessa edição, o projeto Chef Convida propõe um cardápio especial elaborado pelo chef Edson Leite. O documentário irá retratar as etapas desde a elaboração do cardápio até a preparação dos pratos, que resultará no almoço de um dia, oferecido na comedoria do Sesc 24 de Maio. Todo o processo acontece em sintonia e integração com a equipe do Sesc e, supervisionada pelo chef a partir de sua criação. 

Edson Leite: um dos idealizadores do Projeto Gastronomia Periférica, que é um negócio social e combina desenvolvimento técnico e humano de periférico para a área de gastronomia, conscientizando sobre o aproveitamento total dos alimentos, abrindo possibilidades de empreender e ser protagonista no mercado.  

Estreia dia 16/10, sábado, às 15h.
No YouTube do Sesc 24 de Maio 
Livre.

Voltar ao topo

__

Oficina 
Como produzir brotos comestíveis em casa?  
Com Lia Goes

Os brotos comestíveis ou alimentos germinados são alternativas nutritivas e saborosas para compor nossa alimentação e demoram pouco tempo para ficarem prontos. Nesta fase de germinação, a energia e o valor nutricional da planta são mais elevados do que quando ela atinge seu estado de maturação, apresentando assim uma potencialização da concentração de proteínas, vitaminas e minerais. Além de ocuparem pouco espaço, eles também são muito fáceis de produzir em casa, ampliando a possibilidade de uso culinário de vários alimentos! 

Lia Goes: produtora de alimentos orgânicos e agricultora da COOPERAPAS - Cooperativa Agroecológica dos Produtores Rurais e de Água Limpa da Região Sul de São Paulo (Fazendinha Pedaço do Céu). 
 
Estreia dia 16/10, sábado, às 19h. 
No YouTube do Santo Amaro 
Livre.

Voltar ao topo

__


Dia 17 - Domingo 

Oficina para crianças
Mãozinhas na terra: horta em casa para crianças
Com Canto da Horta (André de Marco e Andréia Pimentel Gurgueira)  

Nesta oficina virtual para crianças, serão apresentadas diversas dicas para o cultivo de alimentos a partir daqueles que já estão na nossa cozinha no dia a dia, como salsinha, cenoura, batata-doce e tomate. Será apresentado também o ciclo do alimento e as possibilidades do consumo de cascas, talos e sementes para fazer compostagem. De forma simples, será trabalhada a ideia de sustentabilidade e as crianças poderão observar o crescimento das plantas em suas casas, estando assim mais conectadas com o meio ambiente e com seu próprio alimento. 

André de Marco: graduado em Ciências Biológicas pela PUC Campinas e Pós-graduado em Bioecologia e Conservação pela UNIMEP. Tem experiência como educador ambiental há 10 anos, professor e monitor de ecoturismo, além de desenvolver projetos musicais.  
 
Andréia Pimentel Gurgueira: graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com formação profissional em Paisagismo pelo Instituto Brasileiro de Paisagismo (IBRAP) e mestranda do Programa Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da UNICAMP. Tem experiência como arteeducadora ambiental há 10 anos, professora, com trabalhos de recuperação de áreas degradadas e projetos paisagísticos 
 
Dia 17/10, domingo, das 10h às 11h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Oficina indicada para crianças a partir de 4 anos, acompanhadas pelos responsáveis. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Roda de Conversa 
Matos comestíveis 
Com Guilherme Ranieri

Você sabia que muitas plantas chamadas "daninhas", como as 22 espécies de picão (Bidens cynapiifolia etc), são na verdade alimentos nutritivos, saborosos e abundantes na natureza? São as chamadas Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs) que podem ser uma promissora estratégia para garantir a Segurança Alimentar e Nutricional  e valorizar a nossa biodiversidade   por meio da culinária. 

Convidamos o gestor ambiental Guilherme Ranieri, para falar sobre esses alimentos, como identificá-los, onde encontrá-los e como preparar deliciosos pratos com o uso integral (ramos, folhas e flores) do picão e outras plantas comestíveis.   

Guilherme Ranieri: pesquisador, autor do livro Matos de Comer e um dos idealizadores do projeto homônimo de cultivo de Pancs. O livro é um guia de identificação de plantas alimentícias não convencionais e busca orientar o/a leitor/a para identificar plantas comestíveis e tóxicas. 

 
Dia 17/10, domingo, das 15h às 16h30.
Ao vivo, na plataforma Zoom.  
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Com tradução em Libras. Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

 

Dia 18 - Segunda

Podcast 
Os desafios da pesca no Brasil - os impactos ambientais e econômicos
Com Carolina Moretti Ortega, Dariane B. Schoffen Enke, Tatiana Mendonça Cardoso e mediação de Sarah Mascarenhas  

Quais os impactos ambientais da atividade pesqueira? E da pesca industrial em grande escala com o foco no consumo de poucas espécies? 

O podcast aborda a problemática ambiental do pescado no mercado no Brasil, com a falta de regulamentação, fiscalização e incentivo à pesca artesanal. A conversa apresentará projeto realizado na Enseada da Baleia, Ilha do Cardoso em Cananéia que busca o registro e valorização do peixe seco, uma técnica  tradicional da comunidade que viabiliza a conservação do pescado e sua comercialização.  

O projeto é liderado por mulheres, o que legitima a importância da participação feminina no desenvolvimento e economia da região. 

Dariane B. Schoffen Enke:  professora Assistente Doutora, no Campus Experimental de Registro - UNESP, com atuação na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos. 

Tatiana Mendonça Cardoso: caiçara, cientista Social, educadora popular, atua em projetos e estudos sobre tradição, cultura tradicional,  fortalecimento feminino e conservação ambiental.  

Carolina Moretti Ortega: bióloga e Bacharel em Ciência e Tecnologia do Mar, com especialidade em genética aplicada. Atua no Instituto Gremar no monitoramento ambiental e reabilitação de animais vitimizados, atividades de educação ambiental, atendimento a emergências ambientais com fauna e em cursos de aperfeiçoamento dos conhecimentos específicos sobre conservação dos ambientes marinhos e costeiros. 

Mediação: Sarah Mascarenhas é jornalista, produtora cultural e editora chefe da revista e podcast Hora do Sabbat. 

Estreia dia 18/10, segunda, às 11h.
No YouTube do Sesc Registro, Sesc Taubaté, Sesc Bertioga, Sesc Santos e Sesc São José dos Campos
Livre.

Voltar ao topo

__

Oficina 
Do pescado ao peixinho panc: tradições e tendências alimentares no Vale do Paraíba 
Com Mato no Prato

Nesta oficina, Beatriz Carvalho vai abordar a alimentação do Vale do Paraíba, visando um olhar para o consumo da tilápia, peixe tradicional e acessível na região, bem como a ampliação do uso de vegetais para um cardápio mais diversificado. O objetivo do encontro é estimular o consumo responsável de alimentos saudáveis e sustentáveis estabelecendo um paralelo entre a alimentação cotidiana e as tendências atuais, como a substituição da tilápia por vegetais, usando a planta "peixinho" que pode ser cultivada em casa e preparada de várias formas, entre elas, empanada, como será ensinado na oficina. 

Mato no Prato: um empreendimento social criado para fortalecer o vínculo entre as pessoas e a natureza por meio de suas escolhas alimentares.  

Beatriz Carvalho: geógrafa, especialista em Educação Ambiental, mestre em Planejamento Urbano e Regional, fundadora do Mato no Prato, trabalha com permacultura há 10 anos e com Plantas Alimentícias Não Convencionais desde 2013. 

 
Dia 18/10, segunda, das 18h às 19h30.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Minidocumentário
Da Pesca à Mesa - Consumo responsável de pescados
Com Associação Amigos da Cachoeira, Cauê Tessuto, Júlio dos Santos, Peixaria Arrastão e Vitor Pompeo

O minidocumentário aborda diversos aspectos da produção ao consumo de pescados, por intermédio de entrevistas a pescadores, produtores, comerciantes e chefs de cozinha. Com uma narrativa otimista e propositiva, tem objetivo de reforçar a importância dos profissionais que propõem novas formas de consumo, priorizam pequenos produtores e buscam práticas que diminuam os impactos ambientais, além de orientar consumidores sobre como fazer escolhas saudáveis e com mais consciência.  

Cauê Tessuto: chef de cozinha, passou por cozinhas na Espanha, na Argentina e no Chile. Idealizador do Mar direto: peixaria delivery, realiza entregas na grande São Paulo, para restaurantes e consumidores individuais. Todos os produtos vão direto dos parceiros - sem atravessadores - e são oriundos de pesca que respeita a sazonalidade de espécies e respeito ao meio ambiente; 

Júlio Lopes dos Santos: piscicultor, trabalha há 10 anos com criação de peixes, especificamente Tilápia, no município de Paraibuna (Vale do Paraíba). 

Peixaria Arrastão: peixaria familiar localizada na praia de Boraceia. Em 2003, Paulo e Cirlene abriram a peixaria arrastão, em uma pequena porta na praia de Boraceia; 
 
Vitor Pompeo: chef de cozinha e sócio do restaurante Sauá, além de sócio do Restaurante Moringa Mantiqueira. Com mais de 18 anos de experiência no meio gastronômico da Serra da Mantiqueira, realiza um trabalho de fortalecimento e valorização de produtores e elementos conectados a cultura caipira da região; 

Orlando Gomes Machado: pescador, catador de marisco e caranguejos e artesão que produz a tarrafa, morador da comunidade do Rabo do Dragão, da Associação Amigos da Cachoeira – Guarujá.  

Hélia Regina Machado: marisqueira e pescadora, moradora da comunidade do Rabo do Dragão, da Associação Amigos da Cachoeira – Guarujá. 

Estreia dia 18/10, segunda, às 19h30. 
No YouTube do Sesc Registro, Sesc Taubaté, Sesc Bertioga, Sesc Santos e Sesc São José dos Campos
Com Legendas. Livre.

Voltar ao topo

__

Dia 19 - Terça

Performance 
Comida de Cerca  
Com Zora Tikar Santos

Nesta performance em vídeo, Zora Tikar Santos apresenta o universo simbólico da cozinha preta a partir de memórias gustativas e referências da comida de quintal enquanto prepara "cansanção", uma espécie de urtiga muito usada como cerca em Minas Gerais, com carne suína defumada e angu de milho verde. 
Em meio aos sons e cheiros que vem da cozinha, enquanto aguardam o prato ficar pronto, os convidados ouvem poemas, brincadeiras, causos e textos que sempre provocam uma interação entre os presentes. 

Zora Tikar Santos: atriz, cozinheira e pesquisadora de comida Afro Mineira há 30 anos, realizando oficinas culinárias performáticas. Na cozinha, em 1998 foi chef do Buffet La Fete, Belo Horizonte. Em Maio de 2000 promoveu o primeiro Jantar Afro-Mineiro da Capital. Participou de eventos como: Batuque Brasil - Sesc Tupinambás, Parque Municipal/BH, em 2000. Coordenou a barraca de Comida Afro-Mineira, de maio a novembro de 2000 no Mercado da Lagoinha em Belo Horizonte, onde também foi Instrutora de cursos de culinária. Dirigiu o Bar Buteco da Zora de outubro de 2006 a julho de 2007, detentora do sexto lugar no Comida de Buteco BH. 
 

Estreia dia 19/10, terça, às 11h. 
No YouTube do Sesc Santana
Com audiodescrição, tradução em Libras e legenda. Livre.

Voltar ao topo

__

Live
Alimentação saudável para todos: nossas escolhas são nosso futuro  
Com Arpad Spalding, Carlos Monteiro, Gustavo Chianca e mediação de Joana Pellerano.

O encontro busca abordar as perspectivas, estratégias e conjunto de ações que visam garantir o Direito Humano à Alimentação Adequada considerando os desafios contemporâneos relativos ao sistema alimentar na sua integralidade, tais como: a prevalência da fome e a coexistência da obesidade; o crescimento da população mundial; o desperdício de alimentos e a falta de acesso à comida de qualidade por muitos. A preocupação em relação à disponibilidade da Alimentação Adequada Saudável para todos, no presente e no futuro, é o principal tema desta atividade, que terá como objetivo proporcionar o diálogo e a troca de experiências entre profissionais de referência nesse assunto. 


Arpad Spalding: geógrafo e agricultor biodinâmico, trabalha com desenvolvimento local, organização social e comunitária e na construção de formas de comercialização justa há mais de 15 anos.  

Gustavo Chianca: agrônomo, mestre pela Université de La Sorbonne Paris III. Foi diretor-presidente da Pesagro-Rio, e diretor executivo da Empresa Brasileira de Agricultura e Pecuária (Embrapa). Ingressou na FAO no Brasil em 2008. 

Carlos Augusto Monteiro:  médico, professor titular do departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP, membro da Academia Brasileira de Ciências e membro do grupo de especialistas sobre alimentação e saúde da Organização Mundial de Saúde.  

Mediação: Joana Pellerano é comunicóloga e antropóloga, professora e pesquisadora da área de alimentação, co-autora do site de divulgação científica Comida na Cabeça. 

Apresentação:  Fabiana Andrade, nutricionista do Sesc Birigui.  

 
Dia 19/10, terça, das 16h às 17h30 .
Ao vivo, no YouTube do Sesc SP
Com tradução em Libras. Livre. 

Voltar ao topo

__

 
Vivência 
Cerimônia do Chá
Com Erika Kobayashi 

Sabemos que o alimento pode significar muito mais do que ingerir nutrientes, o alimento tem potência afetiva, de despertar em nós sentimentos, sentidos e memórias. Imagina um cheiro de um chá de camomila quentinho? 

Esse cheiro, esse sabor podem despertar em nós sentimentos afetivos e lembranças de momentos e vivências boas, além de também promover a interação entre culturas e tradições de outros países. São essas sensações que esperamos vivenciar com a Cerimônia do Chá. 

Erika Kobayashi: artista performer e especialista em chás. É mestre em Sociologia das Sociedades Contemporâneas (Paris V Sorbonne) e fez a Formação Intensiva Acompanhada no CEM (Centro em Movimento) em Lisboa. Há dez anos pratica chanoyu (cerimônia do chá), atualmente é aluna da tradição Ueda Soko Ryu (sede em Hiroshima, Japão) e instrutora da Escola de Chá Embahú. Sua investigação artística mescla a prática de presença em artes japonesas (especialmente a cerimônia do chá) com abordagens somáticas.   

 
Dia 19/10, terça, das 17h30 às 18h45.
Ao vivo, na plataforma Zoom.
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Não recomendado para menores de 14 anos. Com tradução em Libras. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Ciclo de Encontros
Culinária Vegetal  - um convite para novos sabores  

Neste ciclo de encontros propomos uma discussão sobre a culinária vegetal e suas múltiplas formas de preparo e sabor e como ela pode promover a saúde e sustentabilidade. Traremos reflexões sobre a produção e o consumo de carne, inspirações para a criação de pratos e ideias para produzir refeições saborosas com base em vegetais e como pequenas mudanças na alimentação podem provocar grandes transformações para gerações futuras. Serão 5 encontros, sempre às terças-feiras. 

Encontro 1: Repensando o consumo de carne 
Com Elaine de Azevedo 
Neste encontro, a professora  propõe reflexões sobre a produção e consumo de carne, incentivo à agricultura familiar e orgânica e como pequenas mudanças na alimentação podem provocar grandes transformações para gerações futuras. 
 

Elaine de Azevedo: nutricionista formada pela UFPR, mestre em Agroecossistemas e doutora em Sociologia Política, tem pós doutorado em Saúde Pública pela USP. Atualmente é vinculada a Universidade Federal do Espírito Santo e professora na Escola Livre de ComidaETC. É autora do livro Alimentos Orgânicos e do podcast Panela de Impressão. 
 
Dia 19/10, terça, das 19h às 21h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Com tradução em Libras. Livre. Grátis. 

O ciclo se inicia no dia 19 e segue nos dia 26/10, 9/11, 16/11 e 23/11. Veja aqui os temas e informações de inscrições para os demais encontros. 

Voltar ao topo

__

Dia 20 - Quarta

Podcast 
Crianças na Cozinha, Naomi e a moqueca de banana da terra
Com Lili Flor e Paulo Pixu

Numa perspectiva entre criança e natureza, o alimento pode ser a maior fonte de conexão com a Mãe Terra. Perceber as diferentes cores e sabores aproxima a criança de uma infância saudável e conectada com a natureza. 
O alimento nutre o corpo, mas também a alma, pois carrega histórias ancestrais de origem, alquimia e pessoas que descobriram receitas para apresenta-lo para nós. Sempre temos alguém que sabe uma receita deliciosa, por mais simples que seja, que a gente adora e nos faz nos relacionar afetivamente com o alimento e com essa pessoa. São alimentos e histórias plurais.E se nós conectássemos isso tudo?

Nesse podcast vamos descobrir junto com a Naomi a moqueca de banana da terra, e as histórias da pessoa que cozinha, dos lugares, cores e cheiros e sabores. O episódio termina com uma receita cantada e um prato colorido, inspirado em Dorival Caymmi. 

Lili Flor e Paulo Pixu: artistas que criam espetáculos musicais utilizando a linguagem da literatura, narração de historias e teatro. São também produtores culturais de projetos de arte- educação como o “Eu Conto, Tu Contas – Encontro Latino Americano de Narradores Itinerantes”. 

 
Estreia dia 20/10, quarta, às 10h.
No YouTube do Sesc Catanduva.
Livre.

Voltar ao topo

__

Bate-papo 
Comida Brasileira: ancestralidade Afro-indígena 
Com Dona Carmem Virgínia Iyabassé e Kalymaracaya Mendes

Sabemos o quanto a alimentação de um povo pode dizer sobre sua história e cultura. Com fortes heranças africanas e indígenas, a alimentação em nosso país representa uma importante expressão de nossa cultura e ancestralidade. A partir dessa ideia, propomos a valorização dessas raízes por meio desse bate-papo , com a participação de Dona Carmem Virginia, que abordará o impacto da cultura africana no jeito de fazer e comer dos brasileiros e Kalymaracaya Mendes, que falará sobre a relação da aldeia com os saberes culinários. Um convite para conhecer os sabores e referências que podemos encontrar nos pratos do centro-oeste paulista, além de um intercâmbio histórico-cultural sobre duas das bases da cultura brasileira.  

Dona Carmem Virgínia: formada em rádio e tv, é Iyabassé desde os 14 anos, possui varios cursos em gastronomia, e hoje proprietária do restaurante Altar Cozinha Ancestral, no Recife (PE).  

Kalymaracaya Mendes Nogueira: formada em turismo e gastronomia e pós-graduada em História e Cultura Indígena e Afro-Brasileira. Desde 2014 atua no movimento Slow Food Convivium Campo Grande-MS. É secretária do Conselho Comunitário Urbano Indígena (CCUI) de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.   
 

 

Dia 20/10, quarta, das 16h às 17h30.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Palestra + meditação 
Alimentação: vínculo e conexão com a vida 
Com Renata Pinotti 

A alimentação vai muito além do alimento. A primeira relação que fazemos ao chegar na vida é com nossa mãe e ela se faz via nutrição. Da mesma forma que o corpo da mãe sabe o que o bebê precisa, produz e fornece a ele via leite materno; a terra também sabe o que as pessoas que ali vivem precisam, produz e oferece a elas via alimento. Ao nos (re)conectarmos com tudo que envolve a alimentação e a nutrição, nos (re)conectamos com nosso corpo, com a natureza, com as pessoas que plantam e produzem esses alimentos, com o preparo dos alimentos e com as pessoas que iremos nutrir. Alimentação é conexão, é vínculo, é amor, é vida.  

Renata Pinotti: nutricionista, professora e escritora, especialista em Nutrição Hospitalar – Instituto Central do Hospital das Clínicas-FMUSP, mestre em Nutrição Humana Aplicada – PRONUT/USP, doula, produtora e apoiadora da agricultora natural. 

 

Dia 20/10, quarta, das 19h às 21h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 8/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Dia 21 - Quinta

__


Bate-papo 
Agricultura urbana em São Paulo 
Com Agatha Fernandes, Aldinéia Pereira, Anita Valente e César Moreira


Debate sobre os desafios e perspectivas dos sistemas de produção e distribuição de hortifrutis em centro urbanos e os meios para democratização do acesso a esses produtos.  

Agatha Fernandes: associada e trabalhadora do Instituto Chão

Aldinéia Pereira: agricultora urbana junto ao Coletivo Mulheres do Gau, onde atua desde 2018.

Anita Valente: gestora de projetos do FUA - Fundo Agroecológico, Ecóloga e fundadora da Bauhinia eco-social. 

César Moreira: economista. Trabalha há seis anos com hortas urbanas. É diretor comercial da associação de agricultores da zona leste, coordenador da Urban Ffarm Ipiranga e idealizador do projeto Ipiranga orgânico. 
 

Dia 21/10, quinta, das 14h às 16h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 15/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Bate-papo 
Como se faz queijo artesanal? 
Com Carolina Vilhena e Erico Kolya


No encontro, o produtor queijeiro Erico Kolya, da Queijaria Pé do Morro, localizada em Cabreúva/SP, na Serra do Japi, recebe a produtora convidada Carolina Vilhena, da Queijaria Belafazenda, localizada na cidade de Bofete/SP, para compartilharem as trajetórias de suas queijarias e de suas rotinas, abordando a produção no campo e o caminho trilhado pelo queijo, do pasto ao prato, passando pela transformação do leite em queijo, sua maturação e dificuldades do processo. 


Durante o bate-papo, será exibido vídeo a ser gravado na Queijaria Pé do Morro sobre o dia a dia da produção e suas principais etapas: alimentação dos animais; bem-estar animal; ordenha; leite; queijaria e produção do queijo e maturação. Após a exibição e apresentações de cada produtor, as pessoas participantes poderão interagir tirando suas dúvidas sobre a produção do queijo e outros temas relacionados Encontro através da plataforma Zoom. Entraremos em contato com todas as pessoas inscritas, por email, para o envio do link que leva à sala da conversa digital. 

Erico Kolya: Antes de fincar seus pés no campo, teve uma trajetória no escritório. É formado em administração e trabalhou por 6 anos em uma multinacional, parte do tempo no Brasil e outra na matriz da empresa, na Alemanha. Foi lá que experimentou trabalhar em outras áreas, morou com pequenos produtores na Argentina, Alemanha e Suíça, e teve que seu primeiro contato com a produção de vinho e queijos. Em setembro de 2016, voltou em definitivo para o Brasil e começou a transformar a propriedade da família. Primeiro vieram as uvas, depois as oliveiras e no final daquele ano começaram os primeiros testes com queijos. Hoje produz 6 tipos de queijos na Serra do Japi em Cabreúva, onde também recebe visitas e organiza oficinas para outros queijeiros e demais pessoas interessadas. 
 
Carolina Vilhena: É médica veterinária com especialização em produção de ruminantes. Formada há 18 anos, iniciou seus estudos como queijeira em 2016 e fez diversos cursos no Brasil, França, Estados Unidos e Itália. Participou como juíza no Concurso Mundial de Queijos do Brasil. Em junho de 2019, teve um dos seus queijos como ganhador da medalha de prata do Concurso Mundial de Queijos em Tours, na França. Apaixonada por todo o processo queijeiro, Carolina valoriza o resgate de técnicas ancestrais e dá palestras e cursos na área de queijos artesanais. 
 
Dia 21/10, quinta, das 16h às 18h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 15/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Não recomendado para menores de 16 anos. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Bate-papo
Desertos alimentares: entre a escassez de comida saudável e o excesso de ultraprocessados 
Com Ana Clara Duran, José Carlos Elias Junior e mediação de Victor Matioli 

O bate-papo propõe apresentar e discutir os chamados desertos alimentares, conceito utilizado no campo da nutrição para descrever ambientes em que há baixa disponibilidade de alimentos saudáveis, in natura e minimamente processados, e uma enxurrada dos chamados ultraprocessados. Onde estão os desertos alimentares no Brasil? O que as pesquisas acadêmicas têm mostrado sobre esse assunto? Qual é a realidade da disponibilidade e acesso a alimentos nas periferias das grandes cidades? Essas e outras perguntas serão debatidas pelos especialistas.  

No bate-papo, será lançado o vídeo de animação: O que são desertos alimentares e como impactam o que a gente come?, produzido pelo Coletivo Bodoque, um grupo criativo de profissionais do audiovisual, que alia a potência do entretenimento às causas e lutas sociais. 

Ana Clara Duran: pesquisadora científica da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pesquisadora associada do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde - NUPENS/ USP. Pós-doutorado na University of Illinois, Chicago, Estados Unidos na área de avaliação de impacto de políticas de alimentação e determinantes sociais da saúde (2014-2016). Doutora pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (2009-2013). Tem experiência na área de Epidemiologia Nutricional, Epidemiologia Social, ambiente alimentar, saúde urbana, avaliação de impacto de políticas públicas e geoprocessamento.  
 
José Carlos Elias Junior:  nutricionista formado pela Universidade Metodista de Piracicaba, pós-graduando em nutrição vegetariana e vegana. Representante titular da Casa do Hip Hop de Piracicaba no Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA). E idealizador do perfil @onutrifavelado, página no instagram que divulga e traz reflexões sobre questões que envolvem alimentação e política.  
 
Mediação: Victor Matioli é jornalista formado pela ECA/USP, repórter do site O Joio e O Trigo e apresentador do podcast Prato Cheio. Passou pelas redações do Jornal da USP, da Rádio USP e da revista Harvard Business Review Brasil. Já colaborou com The Intercept Brasil, Uol, Carta Capital, Le Monde Diplomatique Brasil e outros. 
  

Dia 21/10, quinta, das 18h às 19h30.
Ao vivo, na plataforma Teams 
Inscrições a partir de 15/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Dia 22 - Sexta 

Podcast 
Ética no prato: o caminho do alimento à mesa 
Apresentação: Francine Lima. Com Aline Maronezi, Angelo Diogo Mazin e Wagner Santos

A série de podcast "Ética no Prato" apresenta 3 episódios com propostas sustentáveis de distribuição de alimentos e de conexões que contribuem para colocar comida saudável no prato dos brasileiros. A partir da entrevista com os convidados de diferentes iniciativas da região de Bauru, a apresentadora fala sobre formas de cultivo e de trabalho, co-agricultura, agricultura familiar, agroecologia, alimentação orgânica, comércio justo para agricultor e consumidor, desperdício, aproveitamento integral de alimentos entre outros temas. 

Apresentação: Francine Lima é jornalista e consultora de comunicação especializada sobre os impactos nas escolhas alimentares, mestre em nutrição em saúde pública pela USP/SP. 
 
Episódio 1 - Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) 

Com Wagner Santos, consultor, membro, fundador e coordenador executivo da Associação Comunitária CSA (Comunidade que Sustenta Agricultura) Brasil, formado em Administração e pós graduado em Engenharia de Sistemas. 


A Comunidade que Sustenta a Agricultura é um impulso social que aproxima o campo e a cidade através da economia solidária e tem como filosofia a criação e a relação interpessoal de grupos de pessoas visando a sustentação comunitária. Os elementos principais da comunidade são a coletividade e o diálogo entre pessoas que cultivam o alimento na terra de forma agroecológica e aquelas que se alimentam do que é cultivado. 
 
Episodio 2 - Cestas de Alimentos Mãe Terra (Assentamento Pasto do Planalto - Guarantã/SP) 

Com Angelo Diogo Mazin, militante do MST e residente do Assentamento Argentina Maria (Pasto do Planalto) - Guarantã/SP, graduado em História e mestre em Geografia, atua desde 2012 com produção de alimentos saudáveis e desenvolvendo experiencias de comercialização direta e processos de cooperação em vários assentamentos da região. 

A Cestas de Alimentos Saudáveis Mãe Terra, é um processo de comercialização direta que tem como objetivo realizar a comercialização de alimentos saudáveis, à um preço justo diretamente com os trabalhadores e trabalhadoras das cidades. Esse processo é fruto da organização mútua entre quem consome e os assentados e assentadas do Assentamento Pasto do Planalto em Guarantã/SP. 
 
Episódio 3 - Programa Mesa Brasil 

Com Aline Maronezi, nutricionista e coordenadora do Programa Mesa Brasil no Sesc Bauru. 

O programa Mesa Brasil é uma rede que trabalha no combate à fome e ao desperdício de alimentos. A rotina consiste em retirar alimentos bons para o consumo e que seriam jogados no lixo e levar até instituições sociais fazendo a conexão entre o lugar que sobra e o lugar que falta comida. 
 
Estreia dia 22/10, sexta, às 9h, 14h e 18h.
No YouTube do Sesc Bauru. Também disponível no Google Podcast.
Livre.

Voltar ao topo

__

Oficina
Da horta ao prato 
Com Daniela Schimidt, Diogo Tafuri e Maridélia Gonzaga

Neste encontro entre a nutricionista Daniela Schimidt, o sociólogo Diogo Tafuri e a engenheira agrônoma Maridélia Gonzaga vamos entender por que eles dedicam seus trabalhos a cultura alimentar sustentável. Discutiremos formas possíveis de produção, distribuição e manipulação de alimentos priorizando o cuidado com o meio ambiente e  a importância do acesso a eles pela comunidade, de maneira segura e eficiente. 

Daniela Schmid: nutricionista e docente do curso técnico em nutrição do Senac São Carlos e responsável técnica do restaurante da Fazenda da Toca. 

Diogo Tafuri: sociólogo, pesquisador, consultor técnico na AMATER - Cooperativa Trabalho Assessoria Técnica Extensão Rural e Meio Ambiente. Pesquisador do NuPER/ UFSCar 

Maridélia Rios Gonzaga:  formada em engenharia agronômica pela UNESP e mestre em engenharia ambiental pela USP. Trabalha com horta agroflorestal.  

 
Dia 22/10, sexta, das 15h às 16h30.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 15/10 em http://bit.ly/inscricoes-sesc-saocarlos. Vagas limitadas.
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Oficina 
O nosso bom café de cada dia  
Com João Gustavo Delgado, Mariana Castilho Boechat e mediação de Maria Dinat 

A proposta da atividade é apresentar a importância do café na agricultura e comercio da região de Ribeirão Preto e o quanto o hábito de tomar café faz parte da cultura alimentar dos brasileiros.. A oficina vai demonstrar técnicas e processos da profissão de barista,e a diversidade do uso do café na culinária em receitas simples e mais elaboradas, com interação do público que poderá associar esse hábito tão comum a memorias afetivas. 

Mariana Castilho Boechat: Produtora de café e proprietária da cafeteria Doc Café fundada em 2006, com 2 filiais na cidade de Ribeirão Preto.  

João Gustavo Delgado:  Barista do D.O.C. Cafeteria. 

Mediação: Maria Dinat é fotógrafa profissional há mais de 10 anos. É também empreendedora e barista na Cafeteria Cosmo.
Mãe de três e escritora, escreveu recentemente o livro " Escrevo coisas que não sei dizer".

 
Dia 22/10, sexta, das 19h às 20h15.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 15/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__


Dia 23 - Sábado 

Curso 
Culinária Afrodiaspórica 
Com Aline Chermoula, Karina Ramos, Lourece Cristina Alves e Rute Costa 

O curso com 4 encontros (de 2h cada) vai oferecer informações introdutórias para o participante compreender a cultura culinária afrodiaspórica e suas heranças nas Américas. A atividade vai abordar os alimentos dessa cultura e suas origens, as técnicas culinárias africanas e destacar, do ponto de vista histórico, como se deu a transmissão dos saberes dentro das culturas envolvidas, relacionando a importância da oralidade na transmissão de conhecimentos culinários para os herdeiros da diáspora nas Américas. O curso vai ainda destacar o impacto desta culinária na afirmação da autoestima dos quilombolas e também contar uma apresentação bibliográfica de obras que abordam o assunto e servem de base para estudos aprofundados. 
 
 
Encontro 1
Com Aline Chermoula: chef de cozinha, professora de gastronomia, natural de Feira de Santana, com 20 anos de experiência na gastronomia, somou a esse movimento por meio da criação de um canal no YouTube e passou ainda a produzir um podcast, onde ensina e detalha a história de ingredientes de pratos da comida da diáspora africana pelas Américas, que tem influência dos milhões de africanos que foram trazidos nos séculos passados. Aline também é apresentadora do programa RangoTV, o primeiro canal de workshops culinários gratuitos da América Latina, professora da Gastromotiva, colunista do Pelo Mundo Experience, Mundo Negro e Revista Vogue Brasil. Trabalha em cozinhas há 20 anos. Idealizadora do projeto Xepa no Prato e proprietária da Chermoula Cultura Culinária desde 2006, onde organiza desde café da manhã, coffee breaks corporativos, serviços de catering e apresenta pratos autorais inspirados na culinária da Diáspora Africana pelas Américas. 
  
Encontro 2
Com Lourece Cristina Alves: doutora em Alimentação, historiadora e pesquisadora de Gastronomia e afrobrasilidades. 
 
Encontro 3 
Com Rute Costa: doutora em Educação e ciências da saúde pela UFRJ e coordenadora do projeto Culinafro Saberes Ancestrais e Afro-brasileiros (Quilombo Macaé).  
 
Encontro 4
Com Karina Ramos: chef de cozinha e historiadora, desenvolveu uma pesquisa de doutorado sobre o consumo alimentar no centro urbano de Luanda, capital de Angola. Tem experiência na cultura alimentar afrobrasileira, angolana e da África Centro-Ocidental.

 

De 23/10 a 13/11/2021. Sábados, das 10h às 12h. 
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 15/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 

Voltar ao topo

__

Oficina 
Cozinheirinhos da Diáspora 
Com Aline Chermoula 

A Chef Aline Chermoula lança livro infantil inspirado na Culinária da Diáspora Africana pelas Américas. O livro é ilustrado para crianças e exalta ingredientes como abóbora, coco, inhame, batata doce, quiabo em receitas práticas. Reúne receitas de pratos inspirados na cultura culinária afro-ameríndia. A obra introduz também boas práticas de cozinha para que os pequenos aprendam quais são os cuidados necessários nesse ambiente da cozinha.

Mãe de duas crianças, Malu e Pedro, Aline sabe como pode ser desafiador introduzir alimentos na faixa de idade para quem o livro é destinado, entre os 2 e 12 anos. O paladar se forma em um ambiente competitivo, onde estímulos externos como propagandas de alimentos industrializados são comuns. Por isso, ela acredita que contar um pouco da história de cada ingrediente pode deixá-lo mais atrativo para esse público. 
 

Aline Chermoula: pesquisadora da Culinária da Diáspora Africana pelas Américas e, no livro, trabalha ingredientes diversos como abóbora, coco, inhame, batata doce, mandioca, quiabo e azeite de dendê em receitas práticas e modernas, como hamburguers e pastas. 

 
Dia 23/10, sábado, das 16h às 17h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Para crianças de 2 a 12 anos, acompanhadas os responsáveis 
Inscrições a partir de 15/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

Dia 24 - Domingo 

Palestra
Faça e venda: alimentação como geração de renda 
Com Jane Glebia

A pandemia acarretou uma grande crise econômica, na qual muitas pessoas perderam seus empregos. O empreendedorismo na área da alimentação foi uma saída encontrada por muitas pessoas, como forma de geração de renda. Essa palestra  abordará temas relacionados a idealização, criação e execução de produtos alimentícios, incluindo os passos para elaboração de fichas técnicas de preparos culinários, custos, margem de ganho e frentes de comercialização de diferentes produtos. Além disso, enfatizará a importância de seguir todos os processos que regem as Boas Práticas na Manipulação de Alimentos.  
 
Jane Glebia: nutricionista com Pós-graduação em Fitoterapia Clínica e Plantas Medicinais, Chefe de Cozinha com pós-graduação em Gastronomia Brasileira e Especialização em Cozinheiro Chefe Internacional. 
 

Estreia dia 24/10, domingo, às 10h. 
No YouTube Sesc Santo André 
Livre.

Voltar ao topo

__

Oficina
Cozinhando com o chef: aproveitamento integral dos alimentos 
Com David Novaes

O tempo em casa e a necessidade de preparar as próprias refeições, durante o isolamento social, fizeram com que muitas pessoas desenvolvessem habilidades culinárias. Seja para se arriscar na cozinha ou aprimorar o que já sabe, as experiências com as receitas são também uma forma de entretenimento com a família na nova rotina. Com transmissão online, o chef David Novaes, vai ensinar a preparação de um delicioso almoço de domingo, com o preparo de 3 receitas, com ênfase no aproveitamento integral dos alimentos, para aumentar o seu repertório visando uma alimentação mais sustentável. Durante o preparo serão abordados sobre os benefícios do aproveitamento integral e dicas de como aplicar em casa.  

David Novaes: chef, nutricionista, professor e gastrônomo, idealizador do projeto Gastronomia Social e ministra cursos de capacitação profissional com foco em geração de renda. Atualmente é responsável pelos cursos de gastronomia da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social em parceria com o Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura de Guarulhos. Ministrou aulas em diversas regiões da cidade, em parcerias com setores públicos e ONGs, já formou diversos alunos e auxiliou para que pudessem montar seu próprio negócio e se tornar pequenos empreendedores. Hoje mantém no Instagram o @gastronomiasocialbr com receitas práticas e fáceis para quem quer gerar renda, e também realiza o workshop social que vai até ONGs e associações. 

 
Estreia dia 24/10, domingo, às 11h. 
No YouTube do Sesc Guarulhos 
Com tradução em Libras e legendas. Livre.

Voltar ao topo

__

Podcast
Você é só o que você come!? Reflexões sobre comportamento alimentar  
Com Manoela Figueiredo e apresentação de Mariclaudia Andrade 

Por meio de uma entrevista o podcast busca trazer reflexões sobre nossas relações com a alimentação, englobando as experiências durante o período da pandemia da Covid-19. Discutir sobre mudançasde hábitos, o comer compulsivo e emocional, dificuldades, facilidades e aprendizados apresentados com a alimentação em casa, em especial ao período de isolamento social. O Podcast vai trazer estes temas de forma acolhedora sobre possíveis ajustes na alimentação e na rotina que contemplem os indivíduos e suas famílias em seus aspectos biopsicosocioculturais. 
 
Manoela Figueiredo: nutricionista especialista em comer intuitivo e mindful eating. Idealizadora da Nutrição Comportamental.

Apresentação: Mariclaudia Andrade é especializada em Nutrição Clínica Funcional, articuladora voluntária e coagricultora da CSA Bananeira Guarulhos. 

Estreia dia 24/10, domingo, às 15h. 
No YouTube do Sesc Guarulhos. Também disponível no Google Podcast. 
Com tradução em Libras e legendas. Livre 

Voltar ao topo

 

Próximos encontros do ciclo Culinária Vegetal: um convite para novos sabores.

Encontro 2: Autonomia na cozinha - como os vegetais podem ampliar nosso olhar sobre a comida 
Com Govinda Lilamrta e Kleber Cavalcanti e mediação de Thiago Vinícius de Paula 

Govinda Lilamrta: mulher negra, mãe, sócia e fundadora do Restaurante Pratada SP, começou a trabalhar na cozinha aos 17 anos e nunca mais parou. Sua relação com a comida é de afeto e cuidado, e nela os ingredientes vegetarianos encontram a inspiração indiana. 

Kleber Cavalcanti: formado em gastronomia pela faculdade FMU, empresário e proprietário do restaurante São Saruê o único restaurante nordestino 100% vegano do mundo. 

Mediação: Thiago Vinicius é empreendedor social, morador do Capão Redondo, na Zona Sul de São Paulo. Incluído na lista de 50 jovens que estão promovendo e transformando a gastronomia pelo mundo, organizado pela "World's 50 Best Restaurants". Seu trabalho ajuda a democratizar a alimentação orgânica na periferia de São Paulo, ligando produtores orgânicos com consumidores da região. 

Dia 26/10, terça, das 19h às 21h.
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrições a partir de 19/10, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Com tradução em Libras. Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

 

Encontro 3:  Alimentação baseada em plantas: um convite para novos hábitos  
Com Thais Ghorayeb  

Thais Ghorayeb: nutricionista, pós graduada em nutrição clínica e nutrição funcional. Com experiência profissional em nutrição clínica, plant based, emagrecimento, alergias alimentares e atendimento individualizado em consultório.

Dia 9/11, terça, das 19h às 21h .
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrição a partir de 2/11, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Com tradução em Libras. Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

__

 
Encontro 4: Culinária Vegetal - aproximando a periferia de uma alimentação saudável  
Com Leonardo e Eduardo Santos  

Leonardo e Eduardo Santos: nascidos e criados na região de Campo Grande, região periférica de Campinas/SP. Responsáveis pela página Vegano Periférico no Instagram (@veganoperiferico), onde atuam como mídia ativistas, principalmente pelos direitos animais, mas também pela autonomia alimentar e pelo comer como ato político. 

 
Dia 16/11, terça, das 19h às 21h .
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrição a partir de 9/11 em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Com tradução em Libras. Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

 __


Encontro 5: Alimentação baseada em plantas saborosa e completa para crianças e adolescentes
Com Maiara Fidalgo  

Maiara Loreiro Fidalgo: pós-graduada em Nutrição nas Doenças Crônicas Não Transmissíveis pelo Instituto de Pesquisa e Ensino do Hospital Israelita Albert Einstein. Trabalha com pessoas que buscam melhorar a relação com a comida e que estão em transição para o vegetarianismo. 

Dia 23/11, terça, das 19h às 21h .
Ao vivo, na plataforma Zoom. 
Inscrição a partir de 16/11, em inscricoes.sescsp.org.br. Vagas limitadas. 
Com tradução em Libras. Livre. Grátis. 

Voltar ao topo

Outras programações