Sesc SP

postado em 21/12/2017

Meu alfabeto

meu-alfabeto-dest

A filóloga, psicanalista e autora búlgara radicada na França discorre sobre cultura, linguagem, literatura e psicanálise em seu mais recente livro

 

Novo lançamento das Edições Sesc São Paulo, a coletânea Meu alfabeto: ensaios de literatura, cultura e psicanálise, da escritora búlgara Julia Kristeva, oferece uma leitura singular da sociedade em que vivemos, contemplando os complexos conflitos que a permeiam. Para tal, Kristeva aposta na ousadia do humanismo como inspiração à construção de um mundo mais justo e aberto à escuta das vozes ameaçadas pela violência, pela injustiça e pela opressão.

Multifacetada, a autora sempre transitou por campos distintos do saber, como filosofia, psicanálise, semiótica, literatura e crítica literária, e não é diferente em Meu alfabeto, em que ela radiografa a subjetividade contemporânea ao longo de um conjunto heterogêneo de 14 textos.

Meu alfabeto avança por tópicos como a emancipação política das mulheres, as características do humanismo no século XXI, o redesenho do caráter político-antropológico frente à globalização e à hiperconexão e trata até das tensões político-culturais entre Ocidente e Oriente, traduzidas, por exemplo, nas relações entre a Europa e a China.

O texto de abertura que intitula o livro, por exemplo, narra como uma tradicional festa anual de seu país de origem – o Dia da Escrita e Cultura Eslavas – continua a inspirar sua trajetória como escritora, artesã da palavra e, portanto, do bem e da beleza, atenta à essência da experiência humana e aos acontecimentos incontornáveis de seu tempo. Para Kristeva, a solução para o mal-estar psíquico que assola as culturas do mundo atual, por exemplo, está imbricada no potencial da dimensão semiótica da linguagem.
 

 

Veja também:

:: trecho do livro

 

 

:: @edicoessescsp | facebook, twitter, instagram, youtube

Produtos relacionados