Sesc SP

postado em 30/07/2018

Viagem pela língua portuguesa

viagem-pela-lingua-portuguesa-dest

      


Mais do que a identidade de um povo, a nossa língua portuguesa é o passaporte para atravessar fronteiras em busca do igual e do diferente

 

Como tanto já foi falado, a língua é o elemento principal da identidade cultural de um povo, ou de muitos povos. No caso da nossa língua portuguesa, falada oficialmente em dez países, as diferenças culturais entre as nações ao mesmo tempo que caracterizam os costumes de seus habitantes, são também uma enorme possibilidade de ricas trocas culturais.

E um livro é, sem dúvida, talvez a experiência mais rica em termos linguísticos, propício para fazer o leitor atravessar inúmeras fronteiras. Como o escritor e tradutor argentino Alberto Manguel abordou em seu livro lançado ano passado, O leitor como metáfora: o viajante, a torre e a traça (Edições Sesc), por meio das palavras impressas em inúmeras páginas, podemos nos portar como viajantes que se dirigem a um local específico, ou que peregrinam abertos a receber as surpresas do caminho.

A relação com o idioma, no nosso caso o português, é de alguma forma essa, possibilitando que um brasileiro avance na literatura em território de Portugal, Guiné-Bissau ou São Tomé e Princípe, por exemplo, com enorme facilidade e contentamento.

A verdade é que o tema é tão rico que foi foco de um bate-papo na manhã de domingo, dia 29 de julho, para encerrar a programação na Casa Sesc durante a 16ª Flip. Fruto da parceria do Sesc e da Comissão de Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa [CPCLP], mantida pela Câmara Brasileira do Livro, e com o nome de Intercâmbios da língua portuguesa, participaram da conversa Leonardo Tonus, professor da Paris-Sorbonne – Paris IV nas áreas de literatura brasileira contemporânea, teoria literária e literatura comparada; a escritora e agente literária Lúcia Riff; Rosana Morais Weg, doutora em Letras Clássicas; e Paula Alves de Sousa.

Evento semelhante acontece no dia 12 de agosto, das 11h às 12h, sob curadoria do Sesc São Paulo, no Salão de Ideias da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Batizado de Língua portuguesa sem fronteiras, na ocasião estarão presentes para o bate-papo a agente editorial Luciana Villas-Boas e o jornalista e editor Naief Haddad. Confira a programação completa