Sesc SP

postado em 03/01/2019

Pina Bausch

pina-bausch-dest

      


Resultado de uma pesquisa sobre Água, peça criada a partir de viagens da companhia Tanztheater Wuppertal ao Brasil, Fabio Cypriano desvela arte da coreógrafa alemã

O lançamento acontece nos dias 14 de março no Sesc Campinas e 20 de março de 2019 no Sesc Vila Mariana*

 

Na apresentação do livro Pina Bausch, o pesquisador Miguel Chaia questiona como uma artista individual pode falar ao mundo neste tempo de homogeneização. Ao constatar a forte potência expressiva das obras de Bausch, o crítico e autor da obra Fabio Cypriano insiste que é necessário reunir todas as artes no mesmo espetáculo, que deve ser refeita a unidade quebrada entre arte e natureza e que o artista necessita da colaboração do outro. Eis a resposta.

Lançado inicialmente em 2005, o livro é resultado de uma pesquisa do autor sobre Água, peça criada a partir de viagens da companhia alemã Tanztheater Wuppertal – fundada pela coreógrafa Pina Bausch – a São Paulo e Salvador, em 2000. Para sua realização foi essencial a parceria com o fotógrafo belga Maarten Vanden Abeele, que acompanhava regularmente a companhia e podia apresentar imagens de praticamente todas as criações.

No livro, Cypriano expõe os meandros do processo criativo da artista e interpreta minuciosamente o esforço individual e coletivo para a produção da coreografia tendo como base o Brasil.

 

Pina Bausch

Sua última produção estreou no dia 12 de junho de 2009 e pouco mais de duas semanas depois, no dia 30 de junho, Pina Bausch morreu aos 68 anos, surpreendendo o mundo da arte.

Ao contrário de outros coreógrafos que planejam como suas companhias devem ser encerradas, Pina não deixou testamento. Mas não foi necessário. Passados nove anos, o Tanztheater Wuppertal, que ela dirigia desde 1973, segue vivo. O agora Tanztheater Wuppertal Pina Bausch apresenta-se com temporadas regulares nos mesmos teatros onde sempre esteve presente em Wuppertal, Paris, Londres e Nova York, além de outras cidades de forma mais esporádica, como São Paulo, Tóquio e Atenas, entre tantas outras.

 

Fundação e Filme

Em 2009, o filho da coreógrafa, Salomon, criou a Fundação Pina Bausch, sediada em Wuppertal. A instituição trabalha desde a organização do arquivo das 53 peças criadas por Pina até a montagem de exposições com o acervo de figurinos, cenários, fotos e outros elementos. 

Grande figura da dança alemã no século XX, Pina não foi vista apenas nos palcos. Em 2011, Wim Wenders lançou Pina Bausch, que se tornou um fenômeno nos cinemas, tendo até concorrido ao Oscar. 

 

Veja também:

:: Documental, artístico e poéticoKazuo e Yoshito Ohno, livro do fotógrafo Emidio Luisi, registra a atuação dos mestres de uma das mais belas expressões da cultura japonesa: o butô

:: Arte em movimentoCaminhos cruzados recupera a trajetória do Teatro de Dança Galpão e traça um rico panorama da dança brasileira nas últimas décadas

:: trecho do livro

 

 

*Serviços:

 

o que:

Lançamento do livro Pina Bausch

Sessão de autógrafos com o autor.

onde:

Sesc Campinas | Rua Dom José I, 270/333 , Bonfim - Campinas / SP

quando:

14 de março de 2019 - quinta-feira, às 20h.

quanto:

Grátis. 

 

o que:

Lançamento do livro Pina Bausch

Sessão de autógrafos com o autor.

onde:

Sesc Vila Mariana | Rua Pelotas, 141, Vila Mariana - São Paulo / SP 

quando:

20 de março de 2019 - quarta-feira, às 20h.

quanto:

Grátis. 

 

Galeria

Produtos relacionados