Sesc SP

Matérias da edição

Postado em

Chacal

Ilustração: Marcos Garuti
Ilustração: Marcos Garuti

7.9.2015

A poesia é uma locadora de bicicletas no saguão de um aeroporto.

 

19.4.2015

a nudez é a alforria do corpo
preso às convenções sociais
proibido de se expressar livremente

a nudez
modesto protesto
ao puritanismo vigente

a poesia é o silêncio da palavra
ela não quer convencer, relatar
a nudez é o silêncio do corpo
nada a declarar

nudez mudez nudez mudez

me calo e fico nu
pelo que não sei
pelo além de mim
pelo que me protege

 

25.10.2015

a torre de marfim
ruim ruindo ruiu
que rua que rua que rua!!!

que a rua traga –
apesar da polícia academia globo –
um novo sopro de prazer
para os poetas agora

 

11.6.2015

alô poeta
não que a vida deva ser uma planilha excell
mas também pode não ser essa maluqueria.
jamais abolir o acaso, mas quando ele vier,
estar centrado para percebê-lo e abraçá-lo
ao corpo, esse excelente e adorável corpo,
dar um trato. escovar os dentes,
pentear o estômago, respirar fundo.
o poema tb ajustá-lo
buscar essências, o indispensável
para atingir o outro em cheio na medula
o tempo como o corpo e o poema
também diagramá-lo
fora compromissos inúteis
overdose de informação
então o que aparecer
será apenas o desejado
o maravilhoso acaso.


6.9.2015

que que fica disso tudo?
que o cep é uma locadora de bicicleta no saguão de um aeroporto.
que a pessoa só se sociabiliza através do álcool ou da bíblia, essas drogas.
que a arte é apenas uma forma hype de ganhar dinheiro.
que cada um tem o encosto que merece.
– fora chacal!

 

CHACAL é poeta, cronista, letrista e um dos precursores da poesia marginal, autor de Muito Prazer, Ricardo (1971), Belvedere (2007), Uma História à Margem (2010), Murundum (2012), entre outras obras.

 


:: @sescrevistae | facebook, twitter, instagram

Outras programações