Bárbara Esmênia
Bárbara Esmênia

Breve Panorama Lésbico da Década de 1980

com Bárbara Esmenia

Santana

Duração: 120 minutos

14

atividade online

Grátis

Inscrições a partir de 19/08, em inscricoes.sescsp.org.br

Data e horário

De 30/08 a 30/08

Terça

das 19h às 21h
Inscrições a partir de 19/08, em inscricoes.sescsp.org.br

Bárbara Esmênia
Bárbara Esmênia

Programação para celebrar o Dia da Visibilidade Lésbica (29 de agosto).  
 
A década de 1980 foi um período bastante prolífero de movimentos e produções lésbicas, em que foram se consolidando os primeiros coletivos surgidos nas décadas de 1960 e 1970. Em voga com as crescentes movidas feministas, as lésbicas, não cabendo somente na pauta de mulheres, reivindicavam suas questões específicas e narrativas próprias, formando coletivos em busca de se reconhecerem entre pares. Além das questões de gênero e sexualidade, somava-se ao momento histórico as guinadas das questões raciais, apontando a interseccionalidade como fundamento para tais debates. 
 
Neste breve panorama lésbico da década de 1980, serão trazidos à luz algumas das produções, criações, pensamentos e pautas que movimentaram tal momento histórico e que se tornaram legado para as vivências sapatãs das décadas posteriores, sendo algumas referências em voga na atualidade. 
 
Com Bárbara Esmenia, sapatã, escritora, curinga de Teatro da/os Oprimida/os. dramaturga da peça recém-estreada Cavalos pretos são imensos, premiada no 7º edital de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos do CCSP – Centro Cultural São Paulo, que traz para a cena a questão do cárcere, afetos e o caso Luana Barbosa dos Reis. entende a história como reivindicação de narrativas, por isso pesquisa as que vieram antes e as narra na atualidade; para que vinguem no tempo. Trabalha no núcleo socioeducativo do Sesc 24 de Maio. 

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.