Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Cartografia da Meditação do Oriente ao Ocidente e as Matrizes Africanas

Atividade exclusiva para participantes do encontro Me Editar.

Me Editar

Bertioga

16

atividade presencial

Grátis

Local: Sesc Bertioga | Ginásio

Data e horário

Sexta

Das 14h30 às 16h30.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os avanços nas últimas décadas no campo da Medicina e da Psicologia permitem-nos afirmar que a saúde não se restringe à ausência de doenças – ela requer um senso de bem-estar físico, mental, social e espiritual. E as práticas meditativas têm efeitos comprovados em todas essas dimensões.

Um dos objetivos da meditação é o autoconhecimento: conexão e reconhecimento das nossas capacidades, vulnerabilidades, hábitos comportamentais, contradições internas e potencial de mudança para alcançar o propósito que vamos desenhando ao longo da vida. Outro, é adquirir equilíbrio emocional e competência para lidar com situações que desafiam nossas expectativas – estas, via de regra, exageradas e conflitantes com a realidade. Cultivar a confiança para não ficar refém de emoções perturbadoras e autodepreciativas resulta do treinamento sistemático da atenção e da concentração, ou seja, de sustentar um foco. Outro, ainda, é desenvolver um sentido de pertencimento a um Universo maior do que aquele que nos impõe as rotinas, os papéis sociais e os repertórios culturais onde estamos inseridos – amor, compaixão, paz, solidariedade e altruísmo são convites que estão presentes em todas as tradições espirituais da humanidade, tanto do Oriente quanto do Ocidente, e são as aspirações legítimas de todos nós.

A meditação está presente na história humana há séculos, através das diferentes manifestações culturais, mas sempre ligadas a um sentido interno, de conexão, de espiritualidade e de união.

Palestrantes

Lia Diskin, jornalista, cofundadora da Associação Palas Athena. Estudou os Upanishads na Vedanta Society em Uttar Pradesh, Índia. Especializou-se nos filósofos Nagarjuna e Kamala Shila, no Centre for Tibetan Studies da Library of Tibetan Works and Archives em Dharamsala, Índia. Coordenadora das visitas de Sua Santidade o Dalai Lama ao Brasil. Detentora de prêmios como o da UNESCO 60 anos, por sua contribuição na área de Direitos Humanos e Cultura de Paz, o Prêmio Internacional da Jamnalal Bajaj Foundation, da Índia, por sua contribuição na promoção dos valores Gandhianos e o Prêmio Trip Transformadores 2010.

Sidnei Nogueira, doutor em semiótica e linguística geral pela FFLCH – Universidade de São Paulo, com estágio doutoral (2007) CNRS- LLACAN. Diretor e professor do Instituto Livre de Estudos Avançados em Religiões Afro-brasileiras – São Paulo. Pensador preto decolonial, é Babalorixá da CCRIAS – Comunidade da Compreensão e da Restauração Ile Ase Sàngó – Suzano/SP. Escritor, atua principalmente sobre os temas ligados às línguas africanas, às africanidades, à epistemologia de terreiro, racismo, homofobia, colonialismo e decolonialidade. É também produtor de conteúdo digital.

Esta programação faz parte do encontro de meditação Me Editar – Meditação de Todos os Povos, que será realizado no Sesc Bertioga entre 24 e 26 de fevereiro de 2023. Para acesso a esta programação, é necessário a inscrição no evento:

Inscrições On Line disponibilizadas aqui de 4 a 12/2 de 2023.

Acompanhe a programação completa clicando aqui.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.