Foto: Lucas Weglinski
Foto: Lucas Weglinski

Gabriela Machado quinteto

Participações especiais de Celso Benedito e Débora Gurgel

Instrumental Sesc Brasil

Consolação

AO VIVO
12

atividade presencial e online

Local: Teatro Anchieta

Youtube do Instrumental Sesc Brasil

Você também pode adquirir seu ingresso nas bilheterias a partir das 14h do dia do show

Foto: Lucas Weglinski
Foto: Lucas Weglinski

Após três décadas de atividade como instrumentista em diversos tipos de linguagens e formações musicais, a compositora e flautista Gabriela Machado apresenta no Instrumental Sesc Brasil um repertório autoral, fruto de um processo de amadurecimento que espelha sua trajetória e seu desejo de expressão composicional com choros, maxixes, baiões, sambas, frevos e valsas.  
 
O show, que integra um repertório autoral a clássicos da música brasileira, foi concebido a partir da mescla de sonoridades da escola do choro e da experiência sinfônica de Gabriela, afirmando um lugar de protagonismo feminino na esfera da composição. No ambiente do choro é comum ouvirmos falar de compositores que partiram da flauta ou de instrumentos de sopro para a composição; no caso de mulheres flautistas, enquanto compositoras a prática não é a mesma. A falta de referências nesse sentido foi também uma das motivações que ajudaram na concepção desta apresentação, que homenageia Chiquinha Gonzaga. Com Gabriela Machado (flautas), Emiliano Castro (violão de 7 cordas), Matheus Kleber (acordeon), Camila Silva (cavaquinho) e Douglas Alonso (bateria); participações especiais de Celso Benedito (trompa) e Débora Gurgel (piano).  
 
Gabriela Machado atualmente participa do AmplifyHer Brasil, projeto piloto de mapeamento da produção das mulheres musicistas no Brasil, uma parceria da University Machester Metropolitan, Universidade de São Paulo e University Napier Edinburgh. É doutoranda da UFBA (Universidade Federal da Bahia), com projeto de pesquisa na área da Criação e Educação Musical, e tem mestrado em Música pela Unicamp. Compõe o Câmaranóva – Câmara Brasileira, grupo idealizado por Felipe Senna, integra o coletivo Coletivo de Mulheres no Choro em São Paulo, criado em 2021, e atua nos grupos instrumentais Quintal de Fulô, Quarteto Quadrantes, Choro de Bola e Quinteto Pauliceia, com repertório de música brasileira. Participou do Choronas, grupo no qual foi solista durante 19 anos, com 3 CDs gravados. Ganhou o prêmio Estímulo para Jovens Solistas, da Secretaria de Cultura de São Paulo; foi premiada pelo PAC 27 com o projeto Elementos Populares na Música Erudita (Duo flauta e violão), e pela Linc/SP com o projeto Música Instrumental Brasileira nas Escolas – Show Pedagógico, com o grupo Choronas. De 2012 a 2020 foi professora de flauta transversal e prática de madeiras na Escola de Música do Auditório do Ibirapuera, com direção artística de Nailor Proveta.

Utilizamos cookies essenciais, de acordo com a nossa Política de Privacidade, para personalizar e aprimorar sua experiência neste site. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.