Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Frestas - Trienal de Artes: artistas da segunda edição

No dia 19 de maio, foi anunciada a seleção de artistas da segunda edição do Frestas - Trienal de Artes, que traz cerca de 40 artistas nacionais e 18 artistas internacionais de 12 países: Alemanha, Argentina, Áustria, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Guatemala, Japão, México e Peru.

Entre os brasileiros, estão Daniel Senise, que apresenta um projeto inédito com fotografias e impressões do piso do antigo refeitório dos funcionários da estação da Estrada de Ferro Sorocabana; Wanda Pimentel, com telas e relevos pouco conhecidos de temas urbanos e femininos, pertencentes à coleção Sattamini/MAC Niterói; Dias & Riedweg, que fazem uma instalação a partir do trabalho fotográfico de Charles Hovland; e Panmela Castro, jovem grafiteira e ativista feminista, que utilizará o muro do Palacete Scarpa, sede da Secretaria de Cultura de Sorocaba, para realizar uma intervenção artística.

Da lista internacional, destaque para a fotógrafa norte-americana Francesca Woodman (1958-1981), com um conjunto de imagens de diversas coleções particulares do Brasil, que revelam força e urgência em seus sujeitos (muitas vezes ela própria) retratados de forma indefinida e esfumaçada; a mexicana Teresa Margolles, que criou uma coleção de joias em ouro 18 quilates com estilhaços de bala ou vidro retirados de corpos de vítimas da guerra do narcotráfico em seu país; e o coletivo de artistas feministas Guerrilla Girls, criado há mais de 30 anos nos Estados Unidos, que levam à Sorocaba o “Departamento de Reclamações” (apresentado pela primeira vez na Tate Modern, em Londres, em 2016), convidando o público a entrar no local e registrar qualquer tipo de reclamação.

Confira a lista de artistas confirmados para a segunda edição de Frestas – Trienal de Artes:

André Komatsu (São Paulo, Brasil)
Angélica Freitas (Pelotas, Brasil)
Bruno Baptistelli (São Paulo, Brasil/Budapeste, Hungria)
Bruno Mendonça (São Paulo, Brasil)
Celina Portella (Rio de Janeiro, Brasil)
Cleverson Salvaro (Belo Horizonte, Brasil)
Daniel Caballero (São Paulo, Brasil)
Daniel Escobar (Porto Alegre, Brasil)
Daniel Lie (São Paulo, Brasil)
Daniel Senise (Rio de Janeiro, Brasil)
Daria Martin (Londres, Grã- Bretanha)
Deborah Engel (São Paulo, Brasil)
Denis Darzacq (Paris, França)
Deyson Gilbert ( São José do Egito, Brasil)
Diango Hernández (Sancti Spíritus, Cuba)
Dias & Riedweg (Rio de Janeiro, Brasil/ Lucerna, Suíça)
Edson Barrus (Carnaubeira da Penha, PE, Brasil)
Escola da Floresta (São Paulo, Brasil)
Fabiano Marques (São Paulo, Brasil)
Fabio Noronha (Curitiba, Brasil)
Francesca Woodman (Denver, EUA – 1958-1981)
Gala Berger (Villa Gesell, Argentina)
Georges Rousse (Paris, França)
Gervane de Paula (Cuiabá, Brasil)
Graziela Kunsch (São Paulo, Brasil)
Guerrilla Girls (Nova Iorque – Los Angeles, EUA)
Gustavo Speridião (Rio de Janeiro, Brasil)
Héctor Zamora (Cidade do México, México)
Hito Steyerl (Munique, Alemanha)
Irene de Andrés (Ibiza, Espanha)
Letícia Ramos (São Paulo, Brasil)
Lina Kim (São Paulo, Brasil/ Berlim, Alemanha)
Marcius Galán (São Paulo, Brasil)
Maria Thereza Alves (São Paulo, Brasil/ Berlim, Alemanha)
Marko Lulic (Viena, Áustria)
Matheus Rocha-Pitta (Tiradentes, Brasil)
Michael Wesely (Berlim, Alemanha)
Miro Spinelli (Nova Friburgo, RJ, Brasil)
NUNCA (São Paulo, Brasil)
O Nome do Boi (Várias cidades, Brasil)
On Kawara (Kariya, Japão – 1932-2014)
Panmela Castro (Rio de Janeiro, Brasil)
Pedro França (Rio de Janeiro, Brasil)
Rafael Alonso (Rio de Janeiro, Brasil)
Rafael RG (São Paulo, Brasil)
Raul Mourão (Rio de Janeiro, Brasil)
Reynier Leyva Novo (Havana, Cuba)
Ricardo Càstro (São Roque, Brasil)
Rivane Neuenschwander (Belo Horizonte, Brasil)
Sandra Monterroso (Cidade de Guatemala, Guatemala)
Sergio Zevallos (Lima, Peru/ Berlim, Alemanha)
Simone Cupello (Rio de Janeiro, Brasil)
Susan Hiller (Londres, Grã Bretanha)
Teresa Margolles (Culiacán, México)
Thiago Honório (São Paulo, Brasil)
Traplev (Caçador, SC, Brasil) 
Wanda Pimentel (Rio de Janeiro, Brasil)
Yara Pina (Goiânia, Brasil)
Yvon Chabrowski (Berlim, Alemanha)
Zé Carlos Garcia (Rio de Janeiro, Brasil)

A trienal será realizada entre os meses de agosto e dezembro de 2017, no Sesc Sorocaba, e busca promover o intercâmbio entre artistas locais, regionais e internacionais, estimular pesquisas e estudos sobre a arte contemporânea e ainda proporcionar o acesso a variadas formas de manifestação cultural no interior de São Paulo, em um movimento de descentralização dos polos de arte contemporânea.

Tendo como prerrogativa o tema Entre Pós-Verdades e Acontecimentos, o projeto da curadora e crítica de arte Daniela Labra selecionou, até o momento, 58 artistas contemporâneos, de diferentes gerações, cujos trabalhos nos levam a refletir sobre as ambiguidades e indefinições nas artes e as duvidosas verdades dos discursos midiáticos cotidianos.
 

Outras programações