Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Um roteirão por São Paulo pra comemorar o aniversário da cidade

Convidamos a ilustradora Marília Marz para traduzir a riqueza cultural ao redor do Sesc Santo Amaro: aqui, a fachada da unidade econtra a da Paidéia Cultural, enquanto o Samba da Vela se junta ao Slam do 13. 


Tem jeito melhor de comemorar o aniversário da cidade do que curtindo cada cantinho dela? Neste 25 de janeiro, convidamos você que já é frequentador do Sesc a descobrir ainda mais lugares incríveis dessa fervilhante capital.

Para te ajudar nessa jornada exploratória por São Paulo, reunimos, pertinho de cada uma das nossas 19 unidades, uma porção de parques, pontos de encontro, espaços culturais, históricos e de resistência. São 47 sugestões que buscam desviar dos roteiros tradicionais - só uma pequenina amostra da potência dessa cidade que se reinventa todos os dias, há 466 anos. 

Role para baixo ou escolha a sua região de interesse:

ZONA SUL

CENTRO

ZONA OESTE

ZONA LESTE

ZONA NORTE


SUL


Sesc Interlagos

Com sua área de 500 mil metros quadrados, a unidade já é um universo inteiro, bem ali entre as represas Billings e Guarapiranga. 

Praia do Sol - Avenida Atlântica, 3.540. 
Começamos então pelas represas, que trazem praias e parques abertas para lazer, (aliás, quem disse que praia de paulista é shopping?!). Na orla de Guarapiranga são sete parques, como a Praia São Paulo, ou Praia do Sol, onde dá pra tomar um solzinho e se refrescar. A dica é consultar se a água está própria para banho no site da Cetesb.  

Ilha do Bororé -  Avenida Dona Belmira Marin (Ao final da avenida fica a balsa)
Tesouro da zona sul, a Ilha do Bororé pode ser acessada por balsa, que sai gratuitamente do Grajaú e atravessa a represa Billings. Concentra o Parque Natural Municipal Bororé e diversas chácaras e sítios de pequenos produtores rurais. Recentemente a unidade de conservação Parque Natural Municipal (PNM) Bororé foi aberta à visitação. Mais informações no site da prefeitura.

Menin@s da Billings - Rua Beija Flor de Cactus, 85
Sabia que tem remada na quebrada? A organização atua no turismo de base comunitária, trazendo práticas como a canoagem a partir da perspectiva de acesso às águas da cidade. Siga a página. 

Centro Cultural Grajaú - Rua Professor Oscar Barreto Filho, nº 252. Grajaú
Com oficinas gratuitas, biblioteca, teatro/cinema e um calçadão cultural que recebe shows. Dá pra acompanhar a programação intensa aqui. 

A Bordar Espaço Terapêutico - Av. Lourenço Cabreira, 489
Um espaço criado POR e PARA mulheres periféricas. Pensando na promoção da saúde das mulheres, elas promovem cine debates, rodas de conversa, cursos e oficinas. Se liga aqui. 

Autódromo de Interlagos - Av. Senador Teotônio Vilela, 261. Interlagos.   
Nem só de automobilismo vive o autódromo. Se você não liga muito pra Fórmula 1, saiba que lá também há um parque perimetral, uma área aberta e gratuita à população, ideal para corridas e caminhadas. Consulte o site.

Centro de Artes e Promoção Social (CAPS Artes)
Nascido e criado nos anos 1990 no bairro Grajaú, o centro atua de forma transdisciplinar pelo fomento e organização de debates sobre questões sociais, artísticas, políticas e filosóficas. Saiba mais. 

 

Sesc Campo Limpo 

Sarau do Binho 
Poetas, cantores e músicos se reúnem neste espaço que acolhe a todos - dos iniciantes aos autores publicados e, claro!, quem vem só pra assistir. Acompanhe a agenda e locais na página do sarau.

Cooperifa - Rua Bartolomeu dos Santos, 797 (Bar do Zé Batidão)
Um movimento cultural que começou no bar do Zé Batidão e tomou seu lugar na cena cultural da cidade. Cinema na laje, chuva de livros, Mostra cultural e Sarau nas escolas são algumas das atividades que promovem. Acompanhe no site. 

Agência popular Solano Trindade - R. Batista Crespo, 105 
Um co-working na periferia! A agência é um empreendimento que vem sendo construído por jovens da zona sul e tem como  proposta o fomento e o fortalecimento da economia da cultura criativa. 
 

Sesc Santo Amaro 

Slam do 13 - Terminal Santo Amaro
Toda última segunda-feira do mês, o coletivo toma o terminal numa batalha em que quem vence é a poesia. Fique ligado no perfil para a agenda de 2020.

Paideia Associação Cultural - R. Darwin, 153
Instalado onde antes havia um pátio de coleta de lixo, o espaço é gerido pela Cia. Paideia de Teatro e traz atividades de formação para crianças e jovens. Shows de música, espetáculos de dança, peças de teatro, mesas de debate e cursos fazem parte da programação. Dê um pulo no site.

Samba da Vela - Praça Dr Francisco Ferreira Lopes, 434
Nas noites de segunda-feira, uma vela se acende e o samba toca até a última chama. Acompanhe essa verdadeira "oração" à tradição do samba no Instagram.
 

Sesc Vila Mariana

Não vamos nem falar do famoso parque do Ibirapuera e seus espaços culturais, já que outros cantinhos menos explorados da região também merecem sua atenção. 

Instituto Biológico - Av. Dr. Dante Pazzanese, 64
Uma exposição permanente do Museu do Instituto explora o universo dos insetos. Tem até um piso 3D que leva os visitantes a se sentirem dentro de uma colmeia de abelhas sem ferrão. Mais aqui. 

Cinemateca Brasileira - Largo Sen. Raul Cardoso, 207
Os tijolinhos que antes formavam o antigo matadouro municipal, hoje abrigam um acervo precioso do cinema brasileiro. Para além dos filmes, vale curtir o jardim contíguo, contemplar o verde e as obras de arte e terminar o passeio com um piquenique. Mais aqui. 

Casa Modernista - R. Santa Cruz, 325
De autoria do arquiteto ucraniano Gregori Warchavchik (1896–1972), projetada em 1927 e construída em 1928, a casa é considerada a primeira obra de arquitetura moderna implantada no Brasil.  

Centro de Memória do Corpo de Bombeiros - Rua Domingos de Morais, 2329.
No casarão de dois andares datado de 1880 e tombado pelo patrimônio histórico, o acervo da corporação traz viaturas reais, fotos, reportagens e equipamentos antigos e modernos.
 

Sesc Ipiranga 

Que o Sesc é do ladinho do Parque da Independência e do Museu do Ipiranga você já sabe. E esses outros espaços, já foi visitar?

Biblioteca Roberto Santos - R. Cisplatina, 505
Com acervo temático de cinema, essa biblioteca pública tem um conjunto de filmes representativos da evolução da história do cinema mundial e nacional. Consulte no site. 

Museu de Zoologia da USP - Avenida Nazaré, 481
A exposição atual destaca como o Brasil é um país megadiverso, que abriga cerca de 20% de toda a Biodiversidade do planeta. Mais aqui. 

 

CENTRO


Aqui é tudo bem coladinho, você pode até aproveitar pra fazer um grande tour! Difícil vai ser conseguir conhecer todos esses pontos num dia só (e tem muito mais ao redor!)

Sesc 24 de maio 

A unidade fica bem entre o Teatro Municipal e a Praça da República, em frente à Galeria do Reggae e do Rock. Uns passitos a mais e você encontra ainda: 

Biblioteca Mário de Andrade - R. da Consolação, 94.
Fundada em 1925 como Biblioteca Municipal de São Paulo, é a maior biblioteca pública da cidade, com acervo de arte e também títulos raros e especiais. 

Praça das Artes - Av. São João, 281
O complexo cultural promove apresentações e exposições ligadas à música, dança, teatro e artes plásticas. Para além disso tudo, a premiada arquitetura do edifício já vale a visita. Saiba mais.

Prefeitura/ Edifício Matarazzo - Viaduto do Chá, n°15.
Se você tinha curiosidade de saber como a Prefeitura de São Paulo é por dentro, ela está de portas abertas para visitação. Os roteiros passam pelo terceiro andar e pelo jardim na cobertura do Edifício Matarazzo. Confira os horários aqui. 


Sesc Carmo

Ao lado do Poupatempo e a poucos passos da Sé, da unidade se caminha facilmente até preciosos patrimônios históricos da cidade:

Pateo do Colégio - Largo Pateo do Collegio, 2
Foi justo ali que a cidade de São Paulo começou, em 25 de janeiro de 1554. Há 466 anos, o Padre Anchieta, após expedição que partiu do litoral, resolveu construir uma dependência para servir de alojamento e colégio para catequização dos índios, fundando assim a cidade.

Solar da Marquesa de Santos - Rua Roberto Simonsen, 136
Antiga residência de Domitila de Castro Canto e Melo (a marquesa!) e palco de animadas festas da aristocracia, o Solar hoje é sede do Museu da Cidade de São Paulo e recebe exposições culturais. Construído à base de taipa de pilão, é um dos poucos exemplares preservados da arquitetura do século XVIII na capital. 
 

Sesc Florêncio de Abreu 

Depois de se embrenhar na 25 de Março, encontre um instante de paz no Mosteiro de São Bento e recupere o fôlego para explorar:

Edifício Altino Arantes/ Farol Santander - Rua João Brícola, 24
Um dos prédios mais emblemáticos da capital paulista, o antigo Banespão, desde 2018 abriga o Farol Santander, um espaço com exposições, bar e até pista de skate! Saiba aqui.

Casa da Boia Cultural - Rua Florêncio de Abreu, 119
Na mesma rua do Sesc, está um dos estabelecimentos comerciais mais antigos da capital, a Casa da Boia, dedicada a metais e hidráulica. Seus mais de 120 anos de história são reverenciados no novo espaço cultural. 
 

Sesc Parque Dom Pedro II

Além de passear pelo Mercado Municipal e provar o famoso sanduíche de mortadela, você já conheceu o Museu ali ao lado?

Catavento Cultural - Avenida Mercúrio, s/n
Ali, você poderá "tocar um meteorito de verdade, encontrar Gandhi em uma escalada, conhecer o corpo humano por dentro, entender como funciona um gerador de energia", como diz o site. 
 

Sesc Bom Retiro 

Se você vai até o Sesc de metrô, provavelmente já esteve na Pinacoteca e na Praça da Luz, avistou a Sala São Paulo, o Museu da Resistência... Mas guarde as energias porque na vizinhança, ainda há:

Casa do Povo - Rua Três Rios, 252
Fundada a partir de uma associação cultural sem fins lucrativos logo após a Segunda Guerra Mundial, a casa é habitada por uma dezena de grupos, movimentos e coletivos e tem programação diversa e pulsante! Conheça.

Feira Kantuta - Praça kantuta, S/n.

Todos os domingos no bairro Pari, a feira traz a cultura e os sabores da Bolívia, reunindo a numerosa comunidade boliviana da capital. Mais informações aqui.

Aparelha Luzia - Rua Apa, 78
O Centro cultural e quilombo urbano é um espaço de resistência negra na cidade, idealizado por Erica Malunguinho. Siga aqui. 


Sesc Consolação 

Praça Roosevelt
A praça em si não é nenhuma novidade, mas vale o destaque pra convivência harmoniosa - na maior parte do tempo - entre as galeras do skate, do teatro, da boemia e do samba.

Minhocão/Elevado João Goulart
Desde que surgiu, como Elevado Costa e Silva, ele já foi alvo de inúmeras críticas, discussões e projetos. A última cartada é a criação do Parque Minhocão, ainda em debate. De qualquer forma, depois das 20h e aos finais de semana, os carros saem e os pedestres ocupam a via, que traz uma perspectiva bem interessante do centro!

 

OESTE


Parque da Água Branca


Sesc Pompeia 

Parque da Água Branca - Av. Francisco Matarazzo, 455
Além de aproveitar a área verde, o pergolado, a biblioteca e os inúmeros animais soltos pelo parque, aproveite que aos finais de semana tem a feira de produtos orgânicos e café da manhã!

Samba do Professor -  Largo da Lapa
Criada por professores de ensino básico de escolas de Pirituba, a roda de samba traz a cultura como agente transformador da sociedade. O repertório destaca sambas de resistência, falas e ações ligadas às lutas e as pautas democráticas. 
 

Sesc Pinheiros

Mercado de Pinheiros - R. Pedro Cristi, 89
Quando surgiu, no início do século XX, era conhecido como Mercado dos Caipiras, devido à sua utilização por comerciantes e produtores do interior. Hoje, reformulado, além do comércio tem opções bem diversas de gastronomia. Saiba mais.

Rua Guaicuí
Com apenas um quarteirão de extensão, a rua virou frisson paulistano, com tantos bares e restaurantes quantos poderiam caber em tão limitado espaço. A rua já tem até site, veja só.

Centro Brasileiro Britânico - Rua Ferreira de Araújo, 741
Reune em um só endereço todas as instituições e atividades relacionadas à cultura, educação, lazer e comércio entre Brasil e Reino Unido, tem auditório, galerias para exposições, uma biblioteca especializada em literatura britânica contemporânea e eventos frequentes. 
 

CineSesc 

Rua Augusta
Localizado em uma das mais emblemáticas ruas de São Paulo, o Cinesesc convive entre o baixo augusta e os jardins. Que tal simplesmente percorrer a via de cabo a rabo? Passe pelo futuro Parque Augusta, os botecos, as lojas e galerias (que vão mudando de público conforme a altura da rua) e desemboque na Avenida Europa a tempo de visitar o MIS, o Mube e a Fundação Ema Klabin. 
 

Centro de Pesquisa e Formação do Sesc

Rocha 259
Uma casinha azul na Bela Vista com jabuticabeira no quintal, cenário para encontros, cursos e rodas de discussões divide espaço com a aconchegante Livraria Simples.

Vila Itororó Canteiro Aberto - Rua Pedroso, 238
Ao invés de realizar uma obra de restauro a portas fechadas, o projeto de restauro da Vila Itororó propôs a abertura do canteiro de obras desde o início do processo de criação do centro cultural. Acompanhe.

Ocupação 9 de julho - R. Álvaro de Carvalho, 427

Um dos símbolos da luta pela moradia na capital paulista, a ocupação encabeçada pelo Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) é moradia de mais de uma centena de famílias e realiza eventos que unem comida, arte e resistência, como a Cozinha Ocupação 9 de Julho.
 

Sesc Avenida Paulista 

Aqui vale a visita em pleno domingo para aproveitar o melhor da Paulista, a Paulista Aberta: um grande encontro de gentes, bichos, bikes, performances, sons! Passe pela Casa das Rosas, o Itaú Cultural, a Japan House, o MASP e o parque Trianon e chegue até o IMS-SP. 
 

LESTE


Vila Maria Zélia 

 

Sesc Itaquera

Parque Natural Fazenda do Carmo 
Para além do já conhecido Parque do Carmo, essa unidade de conservação é uma das cinco reservas que a Prefeitura recentemente abriu para visitas e trazem a oportunidade de um contato direto com a Mata Atlântica preservada!

Casa de Cultura Raul Seixas - Rua Murmúrios da tarde, 211
Inaugurada em 1989, a Casa está localizada dentro do parque que leva o mesmo nome-homenagem ao cantor e compositor. Com diversas atividades culturais abertas à população, com música, dança, circo entre outras. Confira aqui.
 

Sesc Belenzinho 

Casa do Tatuapé - Rua Guabiju, 49
A construção em taipa de pilão, com seis cômodos e dois sótãos, data do período colonial. Foi adquirida pela prefeitura na década de 70 e depois de restaurada, foi aberta ao público. 

Vila Maria Zélia
Inaugurada em 1917, a Vila começou a ser construída em 1912 pelo médico e empresário Jorge Street  para abrigar os 2.500 funcionários que trabalhavam na filial do Belenzinho da tecelagem Cia. Nacional de Tecidos da Juta. Como uma espécie de cidade em miniatura, contava com capela, escolas (de meninos e meninas separados), armazéns, médico, quadra, praça.

 

NORTE


Vista da Cantareira


Sesc Santana 

Se você já conhece o Parque da Juventude, construído no local onde existiu o Carandiru, siga para o norte para chegar até o refúgio em meio à cidade que é Horto Florestal e o Parque estadual da CantareiraLá você encontra trilhas e mirantes, como a Pedra Grande, além de charmosos restaurantes à beira da serra.  

Outras programações