Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

9 motivos para não perder a Mostra Animações Japonesas Volume 2

O Mundo dos Pequeninos, do diretor Hiromasa Yonebayyashi
O Mundo dos Pequeninos, do diretor Hiromasa Yonebayyashi

Depois do grande sucesso da Mostra Animações Japonesas, o Sesc Bauru retorna, desta vez, com a Animações Japonesas Vol. 2. De 10 a 26 de janeiro,  8 títulos marcantes produzidos na Terra do Sol Nascente serão exibidos.

Listamos 9 motivos para não perder nenhum deles!

1 – Olhos atentos em Tokyo Godfathers (10/01): Logo no início do filme, observar quando os personagens passam por um ponto de ônibus, cartazes de dois outros filmes dirigidos por Satoshi Kon: Perfect Blue (1997) e Atriz Milenar (2001), que inclusive será exibido na Mostra. 

2 – Steamboy (12/01), um filme de grande valor: Steamboy começou a ser produzido em 1995, mas teve que ser paralisado em 1998 devido a problemas financeiros. No total foram necessários 8 anos para que o filme fosse concluído. Para seu desenvolvimento foram necessários cerca de 180 mil desenhos individuais; É o filme de animação mais caro já produzido no Japão, custou US$ 20 milhões.

3 – Curiosidade em Cinco Centímetros por Segundo (14/01): O título do filme é referência da distância percorrida pela flor da cerejeira ao cair da árvore.

4 – A Garota Que Conquistou o Tempo (17/01) vem para mostrar que não existe coisa de menino ou de menina, e que o tempo pode não ser algo tão simples para se brincar. 

5 – Um sonho de filme: Paprika (19/01) embarca no mundo dos sonhos e leva o espectador a uma bela viagem psicodélica. O premiado filme é abarrotado de referências a outros filmes e sonhos do próprio diretor.

6 – A grandeza em pequenos frascos: Além de ser o mais novo diretor a adaptar um filme para o Studio Ghibli, O Mundo Dos Pequeninos (21/01) é o primeiro filme do animador Hiromasa Yonebayashi na função, dividida com Gary Rydstrom. Além disso, o filme foi assistido por 7.5 milhões de pessoas, o que é um recorde no Japão para um filme de diretor estreante.

7 – Metropolis (24/01) é baseado nada mais nada menos do que no homônimo filme do consagrado diretor de cinema Fritz Lang.

8 – Atriz Milenar (26/01) é um filme que mergulha no próprio cinema e na história da personagem principal, que nos faz olhar para as coisas importantes da vida e sobre a carreira de atriz. Mas poderia uma animação ser uma atriz?

9 – Animações Japonesas são tudo de bom!

Outras programações