Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Brincar entre o céu e a terra

Foto: Cristine Takuá
Foto: Cristine Takuá

“Eu fico muito admirada de observar a sensibilidade e a capacidade que as crianças têm, de uma certa forma, transcender os problemas e continuarem a serem elas mesmas, dentro desse mundo imaginário, desse mundo sensível”. Cristine Takuá.

 

Brincar entre o Céu e a Terra é o tema da Semana Mundial do Brincar, que neste ano realiza todas as suas ações, entre os dias 23 e 31 de maio, no Portal e nas redes sociais do Sesc São Paulo e de suas unidades na capital, interior e litoral, convidando toda a sociedade à reflexão e debate sobre a importância do ato de brincar na vida humana.

A campanha, que é realizada no Brasil desde 2009, pela Aliança pela Infância, e conta com a participação do Sesc São Paulo desde 2013, neste ano, em decorrência da complexa realidade da pandemia da COVID-19, destaca que as crianças nunca param de brincar e, diante de um cenário global que impõe novas reflexões e novas formas de ver e viver o mundo, torna-se imprescindível acolher essa necessidade.

O tema chama a atenção para proteger e cultivar a imaginação e o devaneio da criança, reconhecendo que estes estão conectados e se alimentam do ser e o estar no universo da infância. Ou seja, a referência ao céu e a terra coloca em conexão o imaginar e agir como potências da criatividade e singularidade das crianças.

Outro aspecto relacionado ao tema é a homenagem aos 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), importante marco para o reconhecimento da criança como sujeito de direitos e instrumento para a garantia de direitos a brincar, imaginar, criar, ser e estar no mundo com encantamento.

Com brincadeiras, musicalização, montagem de espaços para brincar, oficinas, contações de histórias, investigações sensoriais, rodas de conversa, em diversos formatos, como textos, vídeos e ações ao vivo, a Semana traz a proposta de exercitar o brincar dentro de casa e convoca o cuidado dos adultos para que elas brinquem nesses espaços domésticos com segurança e afeto.

Pela singularidade do contexto, as telas serão um meio para viabilizar o brincar no concreto e para que as propostas alcancem as crianças, mas não são o foco. O uso das tecnologias, neste sentido, é indicado com a mediação de qualidade de um adulto que acompanhará a criança.

A abertura do Sesc na Semana Mundial do Brincar foi realizada no sábado, 23 de maio, às 16h, no canal do Youtube do @sescsp, com um bate-papo falando sobre o tema e o direito ao brincar, que toda criança tem, garantido pelo ECA, com a participação de Letícia Zero (coordenadora da Secretaria Executiva da Aliança pela Infância) e Pedro Hartung (advogado especialista em direitos da criança e consultor do Alana nos programas Criança e Consumo e Prioridade Absoluta). A mediação será realizada por Elisama Santos (psicanalista, escritora e consultora em Comunicação Não Violenta e Disciplina Positiva).

E já que o tema é Brincar entre o Céu e a Terra, o Sesc São Paulo, também, convidou a Educadora Cristine Takuá para falar sobre a relação da criança com o território onde habita, principalmente nesta época de confinamento, que muitas vezes, mesmo sem ter tanto espaço para se movimentar, ainda pode continuar tendo desenvolvimento criativo de poder brincar, aprender e se encantar a cada dia com o mundo, desenvolvendo um encantamento continuo por seu lar.

 

Assista ao vídeo abaixo e acompanhe a Semana Mundial do Brincar nas redes sociais do Sesc São Paulo ou acessando: sescsp.org.br/semanamundialdobrincar

 

“Para o povo Guarani as crianças são muito sagradas, são detentoras de um conhecimento muito precioso, porque elas ainda possuem essa sensibilidade de se comunicar com os seres sagrados. As crianças e os mais velhos são os grandes sabedores da comunidade.”

 

Outras programações