Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Protagonismo Jovem

Em comemoração ao Dia Internacional da Juventude, o Sesc São Paulo realiza, de 9 a 12 de agosto, atividades em diversas unidades, com um convite à reflexão sobre as diferentes juventudes, suas realidades e contextos, de maneira a desconstruir conceitos culturalmente estabelecidos sobre quem são jovens, seus padrões de comportamento e ação.

A ação [Nome Provisório] intenciona, também, provocar seu público a vivenciar novas atividades, conversas e assuntos, permitindo-se experimentar e se afetar pelo outro e pela possibilidade de mudança. A programação, que conta com bate-papos, vivências, intervenções artísticas, exibições de filmes, saraus e oficinas, traz temas diversos e atuais voltados as questões dos jovens.


Arrastão de Maracatu - Grupo Cangarussu - Foto: Mariana Arruda

 

As percepções e diferenças da diversidade do outro serão debatidas na atividade Juventod@s do Sesc 24 de Maio. O Sesc Interlagos fala sobre sustentabilidade e os desafios de ser jovem na periferia em Juventudes e Sociedade Transformadora. Unindo a literatura moderna ao ritmo contemporâneo das batidas do RAP, Crônicas para Jovens acontece no Sesc Santo Amaro. Falando de música, tem Arrastão de Maracatu no Sesc Campo Limpo e uma oficina de Reggae e ritmos no Sesc Piracicaba.


Sonhos - Cia Os Crespos - Foto: Carol Vidal

 

No Sesc Itaquera, a intervenção Sonhos traz personagens vestidas com alegorias, que revelam ao público suas trajetórias, surgindo de diferentes pontos, se misturando à plateia. Aos poucos vai se formando um grande cemitério, revelando o genocídio da população LGBTTI.


Cia Quadro Negro - Foto: divulgação

 

A Cia Quadro Negro, por meio de uma linguagem cênica e performática,  fala sobre a invisibilidade do corpo negro, na peça Humus - Corpos Invisíveis, no Sesc Ribeirão Preto. O Sesc Sorocaba traz um bate papo sobre Jovens, mídia e feminismo. E o Sesc Birigui exibe o curta Luiza, que trata da delicada relação entre uma jovem com deficiência e o universo que a cerca, tendo a sexualidade como fio condutor para abordar questões como preconceito, relações entre pais e filhos, superproteção da família, autonomia, diferenças e amor.

Veja a programação completa aqui.

Outras programações