Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

17 curiosidades sobre o Sesc 24 de Maio

O Sesc 24 de Maio está fervilhando com os preparativos para a inauguração, no dia 19 de agosto. Até lá, já dá para espiar como estão os espaços e ir conhecendo tudo sobre a nossa mais nova unidade. Sabia que ela terá uma parede de escalada no oitavo andar, por exemplo? Conheça essa e mais 16 curiosidades: 

1. O conceito arquitetônico é assinado por Paulo Mendes da Rocha, reconhecido internacionalmente por sua arquitetura social e humanista. Nos últimos anos, recebeu o Prêmio Pritzker, o Leão de Ouro da Bienal de Veneza e o Prêmio Imperial do Japão.

2. Dissemos “conceito arquitetônico”, e não “projeto arquitetônico” pois o edifício que abriga a unidade já existia: é o antigo prédio da Mesbla, fechado em 1998. Um grande esforço de modernização foi concebido por Mendes da Rocha e o escritório de arquitetura MMBB para adequá-lo ao Sesc. Segundo Marta Moreira, da MMBB, os dois primeiros anos da obra, de 2009 a 2011, foram praticamente dedicados à resolução de problemas logísticos, visto que o canteiro de obra ficava dentro do próprio edifício.

3. “Um ponto azul no centro da cidade”. Para começar a explorar a unidade, impossível não falar da piscina semiolímpica, na cobertura. Tem capacidade para 400 pessoas e oferece uma vista panorâmica da cidade.



4. Rampas, muitas rampas atravessam toda a unidade! A partir delas, seus 13 andares se comunicam e se integram.

5. Concreto, vidro e ferro. Esses são os materiais que formam a base do edifício. Há apenas uma cor no projeto: o rosa antigo, inspirado no período histórico de construção da cidade, que aparece apenas em dois pavimentos. A ideia é que o Sesc 24 de Maio reflita e se relacione visualmente com o entorno e que o colorido seja trazido pelos públicos.

6. O conceito de ser um espaço permeável à cidade aparece em diversos momentos. Diferente do que possa parecer, há aberturas na estrutura que permitem comunicação entre espaços de fora e de dentro - isso significa que, em alguns lugares, pode entrar sol e chuva!

7. Um desses lugares é uma parede de escalada, localizada no oitavo andar, aberta ao uso do público. Que tal aproveitar para começar a treinar um esporte radical?

8. Com duas entradas, uma na rua 24 de Maio e outra na Dom José de Barros, o andar térreo da unidade foi planejado para ser uma extensão da rua, aberto aos pedestres da região. 

9. Procurando um momento relax em meio à correria do centro? No Sesc 24 de Maio será possível tomar um café e olhar a cidade através do espelho d'água, no 11º andar.

10. Além disso, um  pavimento inteiro é ocupado pela Área de Convivência. Ali, o público poderá experimentar o mais puro ócio em uma das "conversadeiras" - bancos feitos de aço, mas muito confortáveis, assinados por Paulo Mendes da Rocha.

11. Isso mesmo, o arquiteto concebeu uma linha de mobiliário especialmente para a unidade. Uma das peças, inclusive, foi inspirada por uma ferramenta criada pelos operários da obra. Olha só:

12. Além da contemplação, é claro que as possibilidades de atividades são infinitas. A começar por quatro salas dedicadas a oficinas para práticas de atividades manuais. Já pensou quais cursos você vai querer fazer lá?

13. Para explorar todos os andares e salas da unidade, você vai precisar de uma boa dose de energia. Para isso, a querida Comedoria do Sesc surge em três pontos. No segundo andar, o restaurante vai oferecer refeições por peso e, após o horário de almoço, funcionará como cafeteria. Há ainda um café no subsolo, junto ao Teatro, e outra cafeteria no 11º andar.

14. Definitivamente o Sesc 24 de Maio deixa a gente de boca aberta! Aproveita o queixo caído para visitar a clínica odontológica, que vai ser a segunda maior da rede Sesc no estado. Serão 14 consultórios, 60 funcionários e equipamentos super modernos. 

15. Mas e o entorno? Localizada no centro de São Paulo, a unidade está ao lado de ícones históricos, arquitetônicos e culturais: a Praça da República, o edifício Copan, o Teatro Municipal, a Praça das Artes, a Galeria Olido, entre tantos outros. Fora dos espaços formais, a cultura também fervilha nos arredores. Grupos se encontram e ocupam a rua com batalhas de MC's, encontros de grafite e pixo, dança etc.

16. A atividade comercial da região também é intensa, diversa, em constante transformação. As Galerias do Rock e do Reggae são vizinhas. Encontra-se de tudo: de roupas a equipamentos fotográficos. Nas ruas, o comércio ambulante grita promoções, expõe bijuterias, exibe-se em homens-placa.

17. Sabe o que mais? Dia a dia, os progressos da obra serão mostrados aqui no portal até revelar a programação dos primeiros dias da unidade. A gente convida você a acompanhar os finalmentes na página da unidade, em sescsp.org.br/24demaio.


Nos vemos no dia 19 de agosto!

--

Para ouvir:
A playlist Batidas da Cidade Cinza mostra que a urbe é mais que fumaça e concreto. Ouça a seleção de batidas dedicada aos insones da megalópole:

Outras programações