Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

BREU prepara cerca de 100 atrações em 67 dias de evento

A programação aborda as inquietudes urbanas e o relacionamento do homem com a cidade a partir das criações de artistas,  articuladores culturais e iniciativas populares.

Tão logo as cidades tornam-se o ambiente predominante de habitação e convivência humana, suas geografias e configurações arquitetônicas, políticas e sociais interferem e provocam diferentes manifestações culturais e artísticas. Pensar a dinâmica da cidade como expressão da sociedade é uma atividade atual e necessária.

Diante deste panorama, o Sesc Rio Preto propõe olhar para as inquietudes urbanas, a partir das criações de artistas, articuladores culturais e iniciativas populares no BREU, evento que acontece de outubro a dezembro de 2015. Para tanto, vem sendo preparada uma programação com cerca de 100 apresentações das mais diversas linguagens. Artes visuais, teatro, dança, música e literatura, além de atividades formativas, vão debater a sociedade e o relacionamento do homem com a cidade de uma forma diferente.

“Urbano é, por definição, a mistura entre culturas. A cidade, com toda sua pluralidade e dinâmica, é um espaço que permite viajar em várias direções. O objetivo do BREU é contribuir para momentos de reflexão e provocar discussões a respeito de aspectos intrínsecos ao contexto urbano”, afirma Graziela Nunes, coordenadora de programação do Sesc Rio Preto.

Para provocar e incentivar a reflexão sobre o tema proposto entre a classe artística de Rio Preto e região, o Sesc vem conduzindo atividades preparatórias direcionadas a artistas locais desde maio. A primeira delas foi um mural coletivo, conduzido pelo artista plástico Danilo Oliveira. Danilo é o articulador da exposição Cidade Inquieta, que será aberta em 15 de outubro. A exposição busca ativar o olhar para o espaço urbano por meio da reunião de trabalhos de mais de 15 artistas, que atuam em múltiplas linguagens e partem de origens diversas, provocando conexões entre o território da arte contemporânea e o da dita arte popular. Compõem a exposição obras de: Andrey Zignnatto, Antonio Dorta, Cinthia Marcelle, Claudio Cretti, Henrique César, José Antonio da Silva, Marcelo Cidade, Marcius Galan, Miguelavo, Orlando Fuzinele, Paulo Fuscaldo, Paulo Nimer Pjota, Philippe Barcinski, Profeta das Cores e Tec, além de 15 artistas locais que integram um Laboratório de Auto-Curadoria. Os artistas locais, aliás, são protagonistas em 32 apresentações do BREU.  Espetáculos e intervenções também invadem a cidade, como não poderia deixar de ser em um evento que discute o espaço urbano. Além do Sesc, praças, Poupatempo e terminal rodoviário serão palco para as apresentações.

Quando a noite cai, o BREU ganha um espaço noturno que abrigará apresentações musicais, performances e intervenções. O espaço será ambientado para receber o público nos dias 15, 16, 17, 22, 23 e 24 de outubro, das 21h à 1h. Todas as atrações neste espaço serão gratuitas.

E você pode estar se perguntando, por que BREU? Afinal a palavra refere-se a pouca luz, sombrio, escuro. “O breu natural é aquilo que nos traz escuridão, o BREU aqui ilumina o nosso chão”, como disse o rapper Thaíde, na edição de 2014. O breu, a penumbra, é um estado que possibilita observar a luz em sua totalidade. No evento BREU, os elementos artísticos projetam sua luz diante de questões ocultas que ganham sua própria luz e despertam novos olhares.

o que: BREU - em breve a programação completa
quando:

De outubro a dezembro/2015

onde:

Sesc Rio Preto | Avenida Francisco das Chagas Oliveira, 1333 | 17 3216-9300

ingressos:

consulte a programação completa em breve

 

Outras programações

Artes Visuais

PretAtitude: Insurgências, emergências e afirmações na arte afro-brasileira contemporânea

PretAtitude: Insurgências, emergências e afirmações na arte afro-brasileira contemporânea

SESC Vila Mariana

Saiba mais