Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Alaíde Costa fala sobre suas composições e o show que realiza no Sesc Santo Amaro

Alaíde Costa faz show neste sábado, no Sesc Santo Amaro<br>Foto: divulgação
Alaíde Costa faz show neste sábado, no Sesc Santo Amaro
Foto: divulgação

A doçura da voz de Alaíde Costa, uma das mais perfeitas vozes brasileiras, é igualmente presente em suas conversas cotidianas. Serena, a cantora fala, em entrevista à EOnline, sobre o processo de composição de suas músicas, que ganharam, em 2014, espaço exclusivo no CD “Canções de Alaíde”. Com seis décadas de carreira, Alaíde apresenta neste sábado, 12 de setembro, o repertório de seu primeiro CD autoral no teatro do Sesc Santo Amaro.

Iniciando a carreira artística ainda na flor da idade, a compositora tornou-se conhecida por suas interpretações de tom suave, no típico estilo da bossa nova.  Ao lado de grandes nomes do meio musical brasileiro, Alaíde ajudou a afirmar o movimento da música popular brasileira. Logo, conquistou público com sua delicada maneira de cantar. Poucos sabiam, no entanto, que Alaíde era a autora das canções que interpretava.

“As pessoas não conheciam o meu lado compositora”, conta a carioca, ao explicar que por anos nutriu o sonho de gravar suas próprias composições. Apesar de compor já há muito tempo, foi somente através da iniciativa de Cervantes Sobrinho, seu produtor executivo, que o anseio tornou-se realidade.

Enviando um projeto ao Proac, o programa de incentivo à cultura da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, o produtor conseguiu arrecadar recursos para o CD. Questionada se existe algum motivo especial para gravar o disco somente agora, Alaíde nega: “Não é um motivo especial, é que só agora surgiu a oportunidade de fazer isso. É uma coisa que eu desejava muito, mas antes eu não tive a oportunidade”.

Com letras que falam sobre amor, Alaíde embalou o romance de vários casais. A inspiração para as melodias, segundo ela, não tem momento específico para acontecer. “De vez em quando me vem uma intuição, eu sento lá no piano e escrevo”, diz sem rodeios. No show na unidade Santo Amaro, a diva da bossa-nova cantará suas canções conhecidas e as que aparecem pela primeira vez no disco, como “Qual a palavra?”. Sobre essa última, Alaíde conta que teve um mote especial para existir: foi dedicada. Perguntada para quem ela dedica a composição, ela responde rindo. “Eu prefiro não falar”.

Amiga de Vinícius de Moraes, a artista conta a histórias das músicas que assinam juntos com ar saudoso. A amizade rendeu duas das obras que acompanham o disco, Tudo que é meu e Amigo Amado. Alaíde conta, todavia, que nenhuma delas fora planejada pela dupla. “As minhas composições com o Vinícius, eu as compus na casa do dele. Ele gravou [a melodia] sem que eu percebesse e não me falou nada, até que um dia ele chegou e falou: ‘Eu tenho um presente para você’. Quando eu vi, eram duas letras, para duas canções. Elas ainda não tinham título e fui eu quem intitulei. Ambas estão no disco, Tudo que é meu e Amigo Amado”.
Para o show em Santo Amaro, Alaíde promete o que, segundo ela, sempre está presente nas suas emocionantes apresentações: “podem esperar muita paz e muito amor, porque é isso o que eu canto”. 

o que: Alaíde Costa
quando:

12 de setembro, às 20h

onde:

Sesc Santo Amaro | Rua Amador Bueno, 505 | 11 5541-4000

ingressos:

R$9 (Credencial Plena) | R$15 (meia) | R$30 (inteira)

 

 

Outras programações

Música

Clarianas - Lançamento do disco Quebra Quebranto

Clarianas - Lançamento do disco Quebra Quebranto

SESC Pompeia

à venda na unidade a partir de
13/11

Saiba mais