Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

De olho nas lentes de Nelson Pereira dos Santos

Foto: Daryan Dornelles
Foto: Daryan Dornelles

O cineasta Nelson Pereira dos Santos pode ser considerado um dos mais prestigiados cineastas do nosso país. Condutor de obras peremptórias da filmografia nacional, o diretor esteve presente na abertura da Mostra que leva seu nome no Sesc Piracicaba ( a Mostra ainda acontece nas unidades Belenzinho e São Carlos)

Sob o olhar atento de uma plateia formada por estudantes, fãs e cinéfilos, Nelson bateu um papo sobre suas influências, experiências e perspectivas. A conversa ainda ganhou um tom especial com a presença do também diretor Rodolfo Nani, com o qual Nelson trabalhou como assistente de direção no filme O Saci, nos primórdios da carreira.

O curta Missa do Galo precedeu o bate-papo. Entre um corte e outro, Nelson sussurrava para a pessoa sentada ao seu lado.

“Intervalo”
Mais tarde, o diretor explicou que aquele era um piloto produzido para a televisão, mas que acabou não sendo concretizado.

A EOnline esteve presente e conferiu os  Trending Topics do papo com #NelsonPereiradosSantos

#Começo “Costumo brincar que fui amamentado numa sala de cinema, meu pai sempre foi fã de cinema desde os tempos em que não existia a palavra cinéfilo. Meu nome também foi inspirado em um filme, ´O amor´ de Lord Nelson”
#LiteraturaeCinema "Minha formação é clássica, conheci os principais autores e obras, adaptar os roteiros para algumas delas foi um caminho natural”
(vale lembrar que Nelson é o primeiro cineasta brasileiro a se tornar membro da Academia Brasileira de Letras)
#CinemaeMúsicaCaipira “Meu pai ouvia música sertaneja e incentivava a mim e meus irmãos a ouvirmos também, principalmente na época que tocava muita música americana e existia um certo preconceito. Fiz este filme em homenagem ao meu pai e a todo povo brasileiro que gosta de música caipira”
(o filme em questão é 'Na Estrada da Vida', que conta a trajetória dos cantores, Milionário e José Rico)
#Realismo “É o que o Glauber  Rocha falou: é uma câmera na mão e uma ideia na cabeça. O cinema se tornou mais pluralista, descentralizado, os filmes começaram a revelar a realidade com mais proximidade”
#WhyNot!? Apresentada a ideia do filme sobre Tom Jobim, foi o que exclamou um produtor na cidade de Los Angeles. Alguns telefonemas e o projeto tinha seus financiadores.
“Conversando com o Tom sobre a possibilidade, ele me perguntou -
E qual ator vai me interpretar?”
o que: O Cinema de um País
(Mostra Nelson Pereira dos Santos)
quando:

até 12 de julho

onde:

Sesc Belenzinho

Sesc Piracicaba

Sesc São Carlos

 

Outras programações