Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

E se Jesus vivesse hoje e fosse uma mulher transgênero?

A atriz, professora e ativista Renata Carvalho em cena, em registro de Ligia Jardim
A atriz, professora e ativista Renata Carvalho em cena, em registro de Ligia Jardim

A partir de 6 de outubro, o Sesc Pinheiros recebe no Auditório a temporada de O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, mistura de monólogo e contação representada em um ritual que traz Jesus ao tempo presente, na pele de uma mulher transgênero. Na peça, histórias bíblicas conhecidas como “O Bom Samaritano”, “A semente de mostarda” e “A Mulher Adúltera” são recontadas em uma perspectiva contemporânea, propondo uma reflexão sobre a opressão e a intolerância sofridas por transgêneros e minorias em geral.

Em cena, a atriz, professora e ativista Renata Carvalho interpreta Jesus, conjugando nesse papel elementos de sua identidade política como travesti. “A peça provoca reflexão ao mesmo tempo em que emite uma mensagem de amor, perdão e aceitação. A questão da identidade travesti é elemento-chave do espetáculo, que busca a transformação do olhar diante de identidades marcadas pelo estigma e pela marginalização”, explica a diretora Natalia Mallo.

Natália conheceu o texto em 2014, quando a montagem original foi reapresentada na capela de St. Mark’s, em Edimburgo, na Escócia. Na ocasião, a própria dramaturga Jo Clifford entrava em cena – somando as condições de católica fervorosa e ativista transgênero, a artista britânica fez da sua transição de John para Jo um momento de introspecção profunda, que culminou com a ampliação de seu interesses também para a atuação e a performance.

O resultado desse processo foi a encenação de The Gospel According to Jesus Queen of Heaven (O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu), que arrebatou Natalia de imediato. Ela então assumiu a tradução e iniciou uma parceria artística com Jo e com Susan Worsfold, diretora da montagem original, que a convidaram para ser artista associada à companhia Queen Jesus Plays.

Agora, após passar pelo FILO - Festival Internacional de Londrina de 2016, a montagem brasileira estreia no Sesc Pinheiros, seguindo em cartaz até o dia 5 de novembro, às quintas, sextas e sábados.

Outras programações