Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Garranchos: textos inéditos de Graciliano Ramos

Retrato de Graciliano Ramos, por Cândido Portinari (1952)
Retrato de Graciliano Ramos, por Cândido Portinari (1952)

Dica de leitura: Sesc Pompeia

Escritor: Graciliano Ramos nasceu em Quebrangulo (AL) em 1892. Viveu os primeiros anos em diversas cidades do nordeste brasileiro. Após terminar o segundo grau em Maceió (AL), seguiu para o Rio de Janeiro, onde passou a trabalhar como jornalista.

Organizador: Thiago Mio Salla. Doutor em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo. Defendeu em 2010 a tese “O fio da navalha: Graciliano Ramos e a revista Cultura Política”. Desde 2011 desenvolve pesquisa sobre a recepção da obra de Graciliano Ramos em Portugal.

Enredo do livro: Obra publicada em comemoração aos 120 anos de nascimento de Graciliano Ramos, reúne 81 textos inéditos do autor entre 1910 e 1950. Dentre os textos há crônicas, epigramas, artigos de crítica literária, discursos políticos, cartas publicadas na imprensa, o primeiro ato de uma peça de teatro e um conto juvenil.

Por que ler: Thiago Mio Salla pesquisou por mais de sete anos diversos acervos de todo o Brasil em busca destes textos (muitas vezes assinados por pseudônimos), até então, nunca publicados. Há escritos de todas as fases da carreira de Graciliano Ramos, desde os primeiros artigos no jornal Parayba do Sul em 1915, passando pela coluna Garranchos nos ano 1920, até panfletos e ensaios no fim da carreira, depois de sua entrada no Partido Comunista Brasileiro.

Preste atenção: Thiago Mio Salla contextualiza cada texto na apresentação e nas notas. Assim, esses textos ajudam a conhecer melhor Graciliano Ramos em cada fase de sua vida, fornecendo mais informações para a fundamentação pelo leitor, de certos elementos referentes à sua poética, além de ampliar as possibilidades de leitura e entendimento do papel desempenhado tanto pelo homem quanto pelo escritor.

Comentários: Segundo o jornalista Manuel da Costa Pinto, mestre em teoria literária e literatura comparada pela Universidade de São Paulo, “dentre os achados desse livro notável estão uma peça de costumes inacabada e o conto inédito ‘O Ladrão’, em que o linchamento de um meliante mostra a empatia dostoievskiana de Graciliano com os pobres-diabos”.

Outros livros do escritor na Biblioteca do SESC Pompeia: A Terra dos Meninos Pelados, Alexandre e Outros Heróis, Angústia, Caetés, Cartas, Infância, Linhas Tortas, Memórias do Cárcere, O Estribo de Prata, São Bernardo, Vidas Secas.

--

:: Confira os horários de funcionamento da biblioteca do Sesc Pompeia

Outras programações