Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Febre amarela: 12 fatos que você precisa saber sobre a doença

O aumento de casos de febre amarela no estado preocupa e traz muitas informações desencontradas: afinal, como se transmite? O que os macacos têm a ver com isso? Quem deve tomar a vacina?

Reunimos as principais dúvidas e listamos abaixo 12 fatos sobre os sintomas, a transmissão, a prevenção e o tratamento da doença:

Sintomas

1. Os principais sintomas são febre, calafrios, dor de cabeça, dores no corpo, fadiga, náuseas e vômitos. Em casos graves, pode causar insuficiência hepática e renal, hemorragia e até óbito.


Transmissão

2.  A transmissão se dá pela picada de um mosquito infectado.

3. O surto atual no país é de febre amarela silvestre, transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, que vivem em regiões de matas e vegetações.

4. A febre amarela urbana - que não acontece no Brasil desde 1942 - é transmitida pelo Aedes aegypti, o mesmo mosquito que transmite a dengue.


A exposição Aedes: que mosquito é esse?, realizada em 2017 no Sesc Florêncio de Abreu, trouxe informações sobre o mosquito e as doenças que ele pode transmitir. 

 

5. A doença não é contagiosa, ou seja: não passa de uma pessoa a outra.

6. Os macacos não transmitem a febre amarela. Assim como os humanos, eles são infectados pelos mosquitos. 


Vacina

7. A principal forma de prevenção é a vacinação. Depois de vacinada, a pessoa torna-se imune após 10 dias.

8. As pessoas que já tomaram ao menos uma dose padrão da vacina durante a vida já estão imunizadas, de acordo com a OMS.

9. Atualmente o governo passou a oferecer um novo tipo de vacina, a fracionada. Estudos evidenciam que a vacina fracionada tem eficácia de pelo menos oito anos.

10. A Secretaria Estadual de Saúde realiza uma campanha de vacinação contra a febre amarela até dia 2 de março. Confira as cidades em que a vacina é recomendada. 

11.  Para o município de São Paulo, a campanha abrange distritos nas regiões Norte, Sul, Sudeste e Leste. Confira aqui os postos de vacinação que particpam da campanha na cidade. 

 

OBS: Em alguns casos, a vacina pode ser contraindicada:


Tratamento

12. Se houver suspeita de febre amarela, o paciente deve procurar atendimento médico imediato. 

Informação importante! Por determinação da Secretaria de Saúde da cidade de São Paulo, para entrar no Sesc Itaquera é obrigatório apresentar o cartão de vacina para comprovar que tomou a vacina contra febre amarela há, no mínimo, 10 dias.  A unidade está localizada em uma área de risco, pois está situada ao lado do Parque do Carmo, que foi fechado pela Prefeitura de São Paulo após um macaco ter morrido da doença. A medida de controle do acesso à unidade é uma ação preventiva que o Sesc adota em cooperação com o poder público para proteger a população contra a febre amarela. A unidade mantém suas instalações em funcionamento.

*Fontes: Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo e Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Paulo (COVISA).
** Dados consultados em 18/01/2018. Atualização em 21/02/2018.

Outras programações

Esporte e Atividade Física

Ponto de Equilíbrio: Práticas chinesas para saúde

Ponto de Equilíbrio: Práticas chinesas para saúde

SESC 24 de Maio

Saiba mais