Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

A onda Letrux

Letícia Novaes, a Letrux (foto: Sillas Henrique)
Letícia Novaes, a Letrux (foto: Sillas Henrique)

Depois de fazer shows pelo Brasil e no exterior, Letícia Novaes apresenta o show "Em Noite de Climão" no Sesc 24 de Maio

Se tem alguém que não passou batida na festinha da música brasileira atual, essa pessoa – ou, melhor dizendo, persona – é Letrux. Desde 2017, quando Em Noite de Climão foi lançado, a artista recebeu várias indicações a prêmios e ocupou as melhores posições em inúmeras listas especializadas. O feito lhe rendeu uma agenda robusta de shows, incluindo apresentações em Portugal e em grandes festivais no Brasil. Um verdadeiro “estrago” na cena indie-pop nacional. “Me sinto muito bem, subindo a montanha lentamente, mas sem pressa, admirando cada etapa, cada estágio do caminho... Tem sido uma jornada e tanto”, afirma Letícia Novaes, que dá voz e corpo à figura. No dia 1º de junho, Letrux sobe ao palco do teatro do Sesc 24 de Maio para duas apresentações. Ingressos estão esgotados.

Entre 2008 e 2016, ela formou o duo Letuce ao lado de Lucas Vasconcellos, com quem foi casada até 2014. Em Noite de Climão começou a ser pensado no ano seguinte, em parceria com Arthur Braganti e Natália Carrera, mas ela garante que seu primeiro álbum solo não é sobre o fim do relacionamento nem da banda. “Amo Lucas pra sempre, mas esse disco não tem nada a ver com ele. Climão é minha vida depois, meu amor depois do amor, eu solteira, eu me apaixonando de novo, eu experimentando coisas novas, eu delirando, eu derretendo, eu e minhas sagas mesmo”. Outros temas, como macumba, carma e hipnose também estão presentes no álbum que, segundo a cantora, compositora, instrumentista, escritora e atriz, “é um passeio humano completo”.

Ativa nas redes sociais e militante nos shows, Letrux não se furta ao desafio de somar questões políticas a suas produções. “Estamos totalmente inseridos na comunidade LGBTQI e na militância”, diz ela, ao ser perguntada sobre seu último clipe, "Ninguém Perguntou Por Você", no qual Bruna Linzmeyer e Camila Pitanga protagonizam um flerte. “Pra gente é absolutamente natural fazer um clipe assim. Acho que só tenho umas duas amigas hetero! [risos] Faz parte da nossa vida real. Não faço pra ganhar likes, até porque isso gera muito stress por parte dos haters... Mas não consigo desassociar uma coisa da outra. Acaba que show pra mim é um ato político, viver é um ato político, enfim. Ainda mais nos tempos que correm. Ficar calada agora é cooperar com opressor. Não aguento não”, ressalta a artista, que faz do vermelho cor e atmosfera do Climão.

Do hit "Vai Render" à melancólica "5 years old", passando pela divertida "Além de Cavalos" e a dançante "Flerte Revival", o setlist do show inclui o disco na íntegra e algumas surpresas. Ao lado de Arthur Braganti (teclado), Natália Carrera (guitarra e programações), Martha de Vasconcellos (guitarra), Thiago Rebello (baixo) e Lourenço Vasconcellos (bateria), Letrux mistura realidade e ficção, signos, símbolos e idiomas, numa balada new wave em celebração à tragicomédia que permeia a vida de todos. Como se inaugurasse um jeito – letruxiano – de fugir dos desastres. Ou de encará-los.

Outras programações