Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Dança de São Gonçalo

Foto: Matheus José Maria
Foto: Matheus José Maria

Com alegria, cantos, fitas e muitas cores, a Dança de São Gonçalo é o terceiro grupo a se apresentar nas unidades do Sesc São Paulo, dentro da ação Percursos da Tradição.

A manifestação vem do Povoado da Mussuca, localizado em território quilombola, na cidade de Laranjeiras, Sergipe.

Uma das práticas folclóricas brasileiras mais antigas, a Dança de São Gonçalo foi trazida de Portugal na época do Brasil Colônia e adaptada a cultura local. A dança, que tem sua origem do pagamento de promessas, e que traz o culto ao santo português, São Gonçalo, diferencia-se pela grande presença dos traços de matriz africana. Pois quando inserida em territórios negros, na época escravizados, acrescentou-se a ela identidades afro-brasileiras, e assim segue até os dias atuais.

Presente, também, em outras regiões do país, o folguedo possui diversas configurações, no entanto, em Sergipe, apenas os homens são brincantes que dançam, as mulheres têm a função de levar o santo e participar dos cantos.

Apesar de trazer a tradição e referências ancestrais, a Dança de São Gonçalo atua na promoção da inclusão e da visibilidade social da comunidade quilombola, contribuindo para a valorização do patrimônio cultural da cultura africana no território sergipano.

 

O grupo Dança de São Gonçalo estará nas seguintes unidades:

15/6 - Sesc Santo Amaro
16/06 - Sesc Santo André
18/06 - Sesc Carmo
19/06 - Sesc Guarulhos
20/06 - Sesc Interlagos
21/06 - Sesc Pinheiros
22/06 - Sesc Parque Dom Pedro II
23/06 - Cinesesc

 

Curiosidades

Por que apenas os homens dançam a Dança de São Gonçalo da Mussuca?

Ainda em Portugal, o grupo de São Gonçalo tocava para as prostitutas do porto dançarem o dia todo. Ao anoitecer, elas estavam tão exaustas a ponto de não conseguirem atender os marinheiros. Quando a dança chegou ao Brasil, devido ao machismo da época, os homens não permitiram que as mulheres de suas famílias dançassem, porém, ainda hoje, continuam usando trajes e adornos femininos em referência às prostitutas.

Você sabia que existiu um Zumbi sergipano?

O nome dele é João Munlungu, negro escravizado, com a profissão de pedreiro e que viajava para muitos lugares, trabalhando em embarcações.  Trouxe diversas culturas africanas do Congo e da Angola para a comunidade da Mussuca e introduziu, também, a Dança de São Gonçalo, misturando à tradições de raízes afro. Assim como Zumbi dos Palmares, que viveu em Alagoas dois séculos antes do seu nascimento, João Mulungu foi um líder  responsável por libertar milhares de escravos no colonialismo. Perseguido por lutar pela liberdade do seu povo, foi capturado e assassinado.

Clique aqui para saber mais.

Outras programações

Ações para a Cidadania

Territórios Negros de Canto, Dança e Música: A Comunidade Negra dos Arturos

Territórios Negros de Canto, Dança e Música: A Comunidade Negra dos Arturos

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Ações para a Cidadania

Territórios Negros de Canto, Dança e Música: A Comunidade Negra dos Arturos

Territórios Negros de Canto, Dança e Música: A Comunidade Negra dos Arturos

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Cinema e vídeo

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Cinema e vídeo

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Cinema e vídeo

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Cinema e vídeo

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Cinema e vídeo

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

SESC Vila Mariana

Saiba mais

Cinema e vídeo

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

Cinema de guerrilha: Sob a perspectiva de um realizador independente

SESC Vila Mariana

Saiba mais