Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

39 universos em um só FestA!

A performance interativa Flou! está na programação do FestA! | Foto: Mirella Ghiraldi
A performance interativa Flou! está na programação do FestA! | Foto: Mirella Ghiraldi

No FestA! - Festival de Aprender 2019, cada unidade do Sesc São Paulo – na capital, no litoral e no interior do estado – oferece, entre os dias 15 e 24 de março, um recorte diferente para celebrar o aprender por meio de cursos, oficinas, vivências, feiras e bate-papos gratuitos. São olhares por ângulos paralelos e transversais sobre os campos das artes e das tecnologias.

Em sescsp.org.br/festa, logo abaixo dos artigos e matérias, é possível filtrar as atividades por onde para selecionar a unidade de seu interesse – tanto na aba programação quanto na aba cursos – e percorer a descrição das experiências dessa edição do FestA!. Aí, basta escolher do que você vai participar e ter atenção com as modalidades de inscrição. Algumas atividades têm inscrição online prévia a partir das 14h do dia 14 de março.

Aqui vamos conhecer um pouquinho dos temas do Festival de Aprender em cada uma das unidades.

 

AVENIDA PAULISTA

O FestA! no Sesc Avenida Paulista investiga o universo das múltiplas culturas do México e seu vasto repertório visual. A programação busca aproximar técnicas tradicionais de artesanato mexicano às artes visuais contemporâneas, demonstrando que as práticas culturais são vivas e transformam-se constantemente, sendo transmitidas e reinventadas de geração em geração.

24 DE MAIO

Madeeeira! As fibras entrelaçadas, os nós, as cascas, as derivações e as aplicações da madeira constituem a estrutura desta programação. O elemento está presente nas atividades de forma ampliada, possibilitando trabalhá-lo sob vários aspectos, tanto funcional quanto expressivo (ou poético) e, até mesmo, experimental.

ARARAQUARA

No FestA! de Araraquara, a árvore é o tema central. A programação propõe trocas de saberes e técnicas de diferentes povos, abordando formas de cultivo, de colheita e de uso sustentável dos elementos de origem vegetal, assim como a transformação de troncos, raízes, folhas, sementes, flores e frutos em trabalhos artísticos.

BAURU

Tradição: o passado adiante. Presumidas como antigas, puras ou intocáveis, as tradições são fluidas no tempo e no espaço. Referem-se a um passado, verdadeiro ou não, adaptando-se ao presente para manterem-se relevantes no futuro. O FestA! de Bauru é um convite a redescobrir, questionar e ressignificar as tradições nas artes e nas tecnologias.

BELENZINHO

Infoestética: entendeu, ou quer que desenhe? Com inspiração no conceito definido pelo acadêmico Lev Manovich como práticas culturais que dão sentido e produzem conhecimento a partir da informação, o Sesc Belenzinho apresenta uma programação com diversas técnicas e linguagens de representação e visualização de dados.

 


Artesãos, Desgin e Criação no FestA! do Sesc Bertioga | Foto: Ana de Prado

 

BERTIOGA

A relação entre o trabalho artesanal e o design é cada vez mais próxima. Se, por um lado, o consumidor contemporâneo tem buscado produtos feitos à mão, repletos de história; do outro, artesãos ampliam suas redes de contato e inovam suas formas de expressão. Aproximando perspectivas, o FestA! traz algumas das principais referências do design e do artesanato na América Latina.

BIRIGUI

A programação da unidade investiga a relação entre o meio ambiente e as tecnologias e artes, por meio da arquitetura e a criatividade. Atividades voltadas ao reaproveitamento de materiais, à sucata eletrônica e às experimentações – a partir de traços e formas da natureza – são um convite à reflexão e ao fazer criativos, em sintonia com o meio ambiente.

BOM RETIRO

Vestir o corpo é agir, se comunicar e se relacionar com identidades e ideias. Roupas e acessórios podem ser criados a partir de diversas linguagens e técnicas, com múltiplas finalidades. A moda, como prática criativa, relaciona-se diretamente com as artes visuais, a música e a performance. Nesta programação, o público é convidado a explorar, por meio de vivências artísticas, as possibilidades dos “vestíveis”.

CAMPINAS

O Sol, elemento fundamental à nossa existência, foi representado como divindade e tido como símbolo de conhecimento e força criadora por culturas ancestrais. O FestA! no Sesc Campinas celebra a energia solar com uma programação que tem o astro-rei como ponto de partida, investigando seu potencial transformador a partir de diferentes abordagens.

CAMPO LIMPO

Explorar as possibilidades criativas e construtivas usando madeira é o que busca a programação do FestA! no Sesc Campo Limpo, com atividades que empregam o uso deste material  para a construção de móveis, brinquedos, jogos, objetos utilitários e decorativos. Aqui, a criatividade serra, fura, parafusa e lixa!

 


Vivências de fotografia no FestA! do Sesc Carmo | Foto: Fernanda Romero

 

CARMO

A observação é um exercício indispensável tanto à arte quanto à ciência. Na construção de telescópios e microscópios, na contemplação do céu e de outros elementos da natureza, no movimento e no instante da fotografia, é possível experimentar múltiplas possibilidades de interação com o mundo a partir da arte de observar.

CATANDUVA

Sustentabilidade, tecnologias digitais e moda compõem o universo dos “vestíveis”. Por meio da aplicação de tecnologias como upcycling e de dispositivos como placas Lilypad Arduino e sensores eletrônicos, são desenvolvidas formas de reaproveitamento de roupas e novas possibilidades para o vestir.

CENTRO DE PESQUISA E FORMAÇÃO

O FestA! no CPF investiga as possibilidades de produção artística sugeridas pelas diferentes tecnologias, digitais e analógicas. Propõe reflexões sobre o lugar social dos diversos saberes na cultura e na arte contemporâneas.

CINESESC

Narrativas sintéticas são formas de explorar conhecimentos técnicos e produzir múltiplas visões em formatos reduzidos. Seja a partir do uso de haikais para construção de narrativas visuais, impressões em mimeógrafo ou do uso de emendas fotográficas para condensar diversos eixos perspectivos, o esforço sintético nos leva a poéticas singulares.

CONSOLAÇÃO

A programação do FestA! no Sesc Consolação examina padrões que podem ser encontrados na natureza, nas artes e na arquitetura. Loops sonoros, padrões gráficos, fractais. Linhas onduladas, fluxos, nós, tramas, ramificações e espirais. Unidades repetitivas que se organizam de modo regular ou irregular e estruturam novos corpos físicos, sonoros e visuais.

FLORÊNCIO DE ABREU

Conhecida como “rua das ferramentas”, a Florêncio de Abreu é célebre pelas edificações projetadas por Ramos de Azevedo, e por moradores ilustres, como a Marquesa de Itu. Encravada no nº 305 da via, a unidade Florêncio de Abreu resgata a poética dessa história paulistana com o tema “Ferramentas do Saber”, mergulhando nas experiências dos profissionais ferramenteiros.

INTERLAGOS

Com uma programação voltada à relação do ser humano com o meio em que vive, o FestA! de Interlagos aborda temas caros à região da Zona Sul de São Paulo, como a água, e propõe reflexões sobre os vínculos do meio ambiente com as diversas formas de tecnologias e linguagens artísticas.

 


Instalação "Moiras", de Edith Derdyk, no FestA! na programação do Sesc Ipiranga | Foto: Katia Kuwabara

 

IPIRANGA

O que têm em comum uma colônia de robôs, tecer coletivamente e o cérebro humano? São processos organizados a partir da interação de diversos atores que acabam criando inteligências coletivas. O FestA! do Ipiranga traz uma ideia: trabalhando juntos, podemos criar novas formas de produzir arte, tecnologia e ciência. A partir disso, oferece atividades que se baseiam na arte do fazer coletivo e em coletivos de fazeres, promovendo o encontro de subjetividades.

ITAQUERA

Desde a infância, criamos coisas: histórias, brincadeiras, relações. Conforme crescemos, aprendemos a dar forma às criações, ora construindo coisas novas, ora reinventando o que já existe. Nossos inventos podem servir para brincar, usar, aprender e, principalmente, para descobrir caminhos novos para a imaginação. No FestA!, o Sesc Itaquera se transforma em um grande ateliê do experimentar, inventar e construir.

JUNDIAÍ

A programação do Sesc Jundiaí vem instigar o diálogo entre modos de fazer ancestrais e contemporâneos. Por meio de atividades que mesclam expressões culturais tradicionais com ferramentas e tecnologias mais recentes, borra as fronteiras entre passado e futuro na criação e na aplicação de tecnologias na arte.

OSASCO

O levantamento criativo de memórias pode despertar novos vínculos com o território em que se vive. A partir da temática “Memória e Território”, a programação do FestA! de Osasco propõe ações artísticas de mapeamento da memória visual e afetiva da cidade, a fim de fomentar novos modos de percepção e ocupação do espaço público.

PARQUE DOM PEDRO II

Para valorizar os espaços abertos da unidade, a programação do FestA! no Sesc Parque Dom Pedro II celebra o ar e meios de tornar sua presença visível. Pipas, drones, birutas, instrumentos de sopro e experimentações com infláveis oferecem possibilidades de construir e manipular estruturas que voam e permitem a criação de poesias visuais e sonoras.

PINHEIROS

A unidade apresenta inúmeras possibilidades de extrapolar a ideia do mapa como um registro técnico, milimétrico, matemático, para entendê-lo como um desenho da memória, do som e do corpo. O FestA! no Sesc Pinheiros convida todos a ler, descrever e criar mapas a partir do que é brutalmente visível – como um prédio 30 andares – e do que não se vê, mas existe – como um rio que corre debaixo do asfalto.

PIRACICABA

Celebrando o encontro de pessoas e saberes, a programação destaca vivências coletivas em que os indivíduos aprendem e ensinam, reconhecendo-se como parte de uma comunidade. O trabalho de coletivos de artistas e artesãos, assim como performances e oficinas que constroem estruturas de uso coletivo, inspiram o bem comum e ressaltam a diversidade nos modos de saber e fazer o mundo.

 


Conservação e restauro na programação do FestA! no Sesc Pompeia | Foto: Raul Carvalho

 

POMPEIA

Todos nós temos um patrimônio pessoal que conta nossa história: fotos de família, objetos, documentos, rituais. Preservar e resgatar objetos em desuso é importante não só pelo valor simbólico que eles têm, mas também pelos recursos humanos e naturais envolvidos em sua produção. No FestA!, o Sesc Pompeia convida o público a aprender a conservar, restaurar, reparar e ressignificar coisas, reativando a utilidade e os sentidos dos objetos.

REGISTRO

Comunidades tradicionais, artistas e agentes sociais rompem com as relações de produção estabelecidas ao ressignificar matérias-primas, reaproveitar objetos descartados e desenvolver novas tecnologias. A partir de expressões artístico-culturais, esses grupos convidam a refletir sobre consumo, ações coletivas, ancestralidades e transformações sociais, propondo perspectivas sustentáveis de futuro.

RIBEIRÃO PRETO

Abordando os jogos, brinquedos e brincadeiras através dos tempos, o FestA! de Ribeirão Preto resgata brincadeiras e tradições que ficaram na memória dos adultos, sem deixar de lado os jogos digitais e contemporâneos, estabelecendo uma ponte entre as gerações. Independente da época, brincar traz descobertas, deslumbramentos e liberdade para criação.

RIO PRETO

O FestA! do Sesc Rio Preto celebra o prazer de aprender a criar e construir coisas com as próprias mãos. Resgatando os preceitos do movimento Craft, que propõe o artesanato criativo como alternativa à mecanização e à produção em massa, o público é convidado a participar de atividades que valorizam o trabalho manual e a qualidade estética dos objetos produzidos artesanalmente.

SANTANA

O FestA! no Sesc Santana traz ao público da Zona Norte de São Paulo uma série de atividades relacionadas às diversas formas de produção de publicações independentes, como zines, quadrinhos, fotolivros e lambe-lambes. São formas de amplificar vozes e promover a circulação de discursos não-hegemônicos. A programação conta com alguns expoentes da cena de publicações independentes da cidade.

SANTO AMARO

O alimento desperta em cada um memórias, desejos e sentimentos. Na programação do FestA! no Sesc Santo Amaro, os alimentos transformam-se em traços, linhas, formas e cores, resultando em estéticas que levam muito além das funções nutricionais da comida, estimulando a criatividade e a ampliação de noções e sentidos.

 


Xilogravura, Monotipia e Bordado na programação do FestA! no Sesc Santo André | Foto: Julian Campos

 

SANTO ANDRÉ

Não é incomum na prática artística de um individuo ou coletivo, o emprego recorrente de determinadas temáticas e técnicas. A programação do FestA! de Santo André convida artistas a identificarem essas recorrências, essas obsessões em seus trabalhos, em oficinas e atividades que permitem ao público mergulhar em universos paticulares do desenvolvimento artístico.

SANTOS

As coisas que vemos ou tocamos tem uma materialidade física, mas também são o produto de um elemento intangível: a imaginação. É navegando nessa dualidade que pessoas se lançam sobre os mares, constroem palafitas, projetam sonhos com computadores e fundem ferro em busca de aço. A programação do FestA! de Santos investiga os pontos de contato do físico e do onírico.

SÃO CAETANO

Que relação criamos com as imagens no mundo atual? A partir dessa pergunta, o FestA! no Sesc São Caetano explora as possibilidades criativas e lúdicas do universo fotográfico, estimulando a experimentação tanto por meio de intervenções manuais e digitais sobre imagens em diversos suportes quanto pela criação de objetos auxiliares à prática fotográfica.

SÃO CARLOS

Quais imagens nos constituem? Repletas de símbolos, cores, formas e padrões que contam sobre seus criadores e suas perspectivas, as imagens trazem os valores com os quais dialogam, as culturas das quais participam e conteúdos que habitam seus inconscientes. Em ateliês para criação de suas próprias imagens, o público pode experimentar técnicas e compartilhar histórias.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Nem tudo é tão difícil quanto parece — fabricar um sapato, consertar o carro ou aprender uma técnica para confecção de roupas. Saber como as coisas funcionam e as ferramentas que contribuem para solucionar problemas práticos pode trazer mais autonomia. A programação do FestA! de São José dos Campos abre espaço para novos saberes e o desenvolvimento das potencialidades humanas.

SOROCABA

Você é consumista? Refletindo sobre a cultura contemporânea do consumo, esta edição do FestA! de Sorocaba traz uma programação pautada no tema da reciclagem e convida as pessoas a reverem hábitos, empregando técnicas de reparo, ressignificação e reutilização de diversos materiais.

TAUBATÉ

De artífices pré-industriais a artesãos high-tech, o Sesc Taubaté mapeou os ofícios tradicionais presentes na região e oferece ao público, em sua programação, a oportunidade de transformar as coisas com as próprias mãos e aprender sobre o engenho dos reparos manuais por meio de trabalhos que aliam a arte e a técnica de sapateiros, alfaiates, ourives, marceneiros, ferreiros, letristas, retratistas, ceramistas e luthiers.

THERMAS DE PRESIDENTE PRUDENTE

Retratada muitas vezes na história como a Era das Trevas, a Idade Média e seu imaginário têm sido bastante valorizados na cultura pop, em filmes, séries e jogos cujas narrativas e estética remetem ao medieval. Tomando esse domínio como inspiração, o Sesc Thermas convida o público a uma viagem no espaço-tempo por meio das artes e tecnologias que definiram os contornos desse universo.

VILA MARIANA

Na programação do FestA! no Sesc Vila Mariana, os cinco sentidos são os protagonistas. Com atividades que permitem tensionar limites sensoriais, por meio de técnicas como escultura, gravura, pintura, além de vivências sonoras, o público é convidado a entrar em contato com experimentações, criações e linguagens que se tornam cada vez mais inclusivas e expansivas; e a refletir sobre a diversidade nos modos de experimentar a arte.

 

E aí? Como vai ser o seu FestA! em 2019? É hora de checar as programações e cursos gratuitos em sescsp.org.br/festa

Outras programações