Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Frestas – Trienal de Artes anuncia a curadoria da 3ª edição

Obras de On Kawara na segunda edição do Frestas, em 2017, no Sesc Sorocaba | Foto: Adriano Sobral
Obras de On Kawara na segunda edição do Frestas, em 2017, no Sesc Sorocaba | Foto: Adriano Sobral

// ENGLISH VERSION BELOW //

Frestas é uma iniciativa trienal – projeto, programa e exposição – que compõe a ampla agenda cultural realizada pelo Sesc São Paulo. É, sobretudo, uma plataforma transdisciplinar que promove novas atuações e reflexões num campo mais amplo das artes visuais, trazendo também a atenção do público e do circuito de maneira mais descentralizada. Frestas trata de passagem, de racha, de ruptura, ou seja, é uma abertura para um novo lugar democrático de atuação.

A realização do projeto ocorre na unidade do Sesc localizada em Sorocaba, no interior do estado de São Paulo. Entre agosto e dezembro de 2020, acontece a sua terceira edição, apresentando uma mostra plural de arte e uma programação inédita ao Sesc Sorocaba e outros contextos da cidade.

Desde sua primeira edição, a exposição já apresentou mais de 170 artistas das mais diversas gerações e origens, em diferentes contextos curatoriais e recortes programáticos. Seu leque abrangente de participantes permite constituir um intercâmbio entre artistas locais, regionais e internacionais e promover instâncias dialógicas com diversos profissionais da área, como curadores, pesquisadores, professores, agentes e demais profissionais da cultura, e os mais diversos públicos.

A terceira edição (2020) conta com um trio de jovens curadores brasileiros que, nos últimos anos, tem se dedicado a explorar as práticas curatoriais de forma ampla, em plataformas discursivas de caráter experimental e democrático. A escolha envolveu discussões com diversos profissionais na cidade de Sorocaba. A equipe selecionada demonstrou muita interlocução, escuta e pesquisa iniciada em temáticas e preocupações já abordadas nas programações do Sesc em seus diversos programas, dentro das variadas linguagens artísticas e valores sociais. Portanto, a edição inaugura o convite do Sesc a uma comissão curatorial formada por:

 


Beatriz Lemos | Foto: Júlia Franco Braga

 

Beatriz Lemos (Rio de Janeiro, RJ), curadora e pesquisadora, mestre em História Social da Cultura pela PUC-RJ. É idealizadora da plataforma de pesquisa Lastro – Intercâmbios Livres em Arte e atua na promoção, ensino e curadoria de processos de criação anticoloniais, antirracistas e feministas no Brasil e América Latina. É curadora da Bolsa Pampulha 2018/2019 (Belo Horizonte, MG) e coordena o Grupo de Estudos Lastro na Casa 1 (São Paulo, SP). Em 2017, integrou a comissão curatorial do 20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil e coordenou a residência artística Travessias Ocultas – Lastro Bolívia.

 


Diane Lima | Foto: Rebeca Carapiá

 

Diane Lima (Mundo Novo, BA), curadora e pesquisadora, mestra em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Realiza práticas curatoriais multidisciplinares em perspectiva decolonial. Neste ano, foi cocuradora da Residência PlusAfrot, na Villa Waldberta, e da exposição coletiva Lost Body – displacement as choreography, ambas em Munique, Alemanha. Em 2018, foi curadora do Valongo Festival Internacional da Imagem e integrante do Grupo de Críticos de Arte do Centro Cultural São Paulo.

 


Thiago de Paula Souza | Foto: Acervo Pessoal

 

Thiago de Paula Souza (São Paulo, SP), curador e educador com formação em Ciências Sociais. Participa do programa Propositions for Non-Fascist-Living, organizado pela BAK (base voor actuele kunst), em Utrecht, Países Baixos. Com a curadora Gabi Ngcobo, criou a plataforma I've seen your face before, parte do projeto Ecos do Atlântico Sul, do Goethe-Institut, em São Paulo. Em 2018, foi membro da equipe curatorial da 10ª Bienal de Berlim, intitulada We don't need another hero.

 

A terceira edição de Frestas – Trienal de Artes acontece entre agosto e dezembro de 2020 no Sesc Sorocaba.

 

----------------------------------------------------------------

 

// ENGLISH VERSION //

Frestas – Triennial of Arts announces curatorship of 3rd edition

Frestas is a triennial initiative—a project, program and exhibition—that is part of the wide-ranging cultural agenda of SESC São Paulo. A transdisciplinary platform, it promotes new actions and reflections in a broader field of the visual arts, engaging the public and the circuit in a more decentralized way. Frestas is concerned with a passage, cracking and rupture—an opening to a new democratic place of activity.       

This project is carried out by the Sesc unit in Sorocaba, in the state of São Paulo, Brazil. The third edition of Frestas is being held between August and December, 2020, presenting a plural art show and entirely new programming for SESC Sorocaba and other contexts of the city.

Since its 1st edition, the exhibition has presented around 170 artists from a wide variety of generations and backgrounds, in different curatorial contexts and programmatic cross-sections. Its extensive spectrum of participants allows for interchange among local, regional and international artists, while also promoting dialogic instances with various professionals from the area, including curators, researchers, professors, cultural agents and others, and with a vast range of publics.

This edition is being headed up by a trio of young Brazilian curators who in recent years have been comprehensively exploring curatorial practices, on experimental and democratic discursive platforms. The team was chosen through a series of discussions with various professionals in the city of Sorocaba, having demonstrated extensive prior engagement in discussing, listening and research on themes and concerns shared in common with SESC’s programming in a diversity of artistic languages and social values. Therefore, this edition relies on SESC’s appointment of a curatorial commission consisting of:

 


Beatriz Lemos | Foto: Júlia Franco Braga

 

Beatriz Lemos (Rio de Janeiro, RJ), curator and researcher, with an MA in Social History of Culture from PUC-RJ. She conceived the research platform Lastro – Intercâmbios Livres em Arte and works in the promotion, teaching and curating of processes of anticolonial, antiracist and feminist creation in Brazil and Latin America. She is the curator of Bolsa Pampulha 2018/2019 (Belo Horizonte, MG) and coordinates the Grupo de Estudos Lastro na Casa 1 (São Paulo, SP). In 2017, she served on the curatorial commission of the 20th  Contemporary Art Festival Sesc_Videobrasil and coordinated the artist residency Travessias Ocultas – Lastro Bolívia.

 


Diane Lima | Foto: Rebeca Carapiá

 

Diane Lima (Mundo Novo, BA), curator and researcher, with an MA in Communication and Semiotics from PUC-SP. She carries out multidisciplinary curatorial practices in a decolonial perspective. This year, she was co-curator of the artist residency PlusAfroT, at Villa Waldberta, and of the group exhibition Lost Body – Displacement as Choreography, both in Munich, Germany. In 2018, she was the curator of the Valongo Festival Internacional da Imagem and a member of the Grupo de Críticos de Arte of the Centro Cultural São Paulo.

 


Thiago de Paula Souza | Foto: Acervo Pessoal

 

Thiago de Paula Souza (São Paulo, SP), curator and educator with a background in the social sciences. He participates in the program Propositions for Non-Fascist-Living, organized by BAK (base voor actuele kunst), in Utrecht, Netherlands. With curator Gabi Ngcobo, he created the platform I’ve seen your face before, as part of the project Ecos do Atlântico Sul, of Goethe-Institut, in São Paulo. In 2018, he was a member of the curatorial team of the 10th Berlin Biennial, entitled We Don’t Need Another Hero.

This curatorial team is consistent with the institution’s aim of confronting a contemporary global reality, opening borders and constructing dialogues with the international circuit, without losing sight of the local complexity.

Sesc – Serviço Social do Comércio is a nonprofit private institution created in 1946 by business leaders of the commerce and service sector throughout Brazil. In São Paulo, Sesc has 40 centers active in the areas of Culture, Education, Sports, Leisure and Health. The institution’s actions are guided by its educational character and aim to foster social well-being based on a broad understanding of the term culture.

Outras programações

Artes Visuais

Para Respirar Liberdade - 70 Anos da Declaração dos Direitos Humanos

Para Respirar Liberdade - 70 Anos da Declaração dos Direitos Humanos

SESC Jundiaí

Saiba mais

Artes Visuais

Maquinações - Homens, máquinas e a invenção do cotidiano

Maquinações - Homens, máquinas e a invenção do cotidiano

SESC Piracicaba

Saiba mais